A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Este Clube Lisboeta não é só para membros

Por
Ines Garcia
Publicidade

Se passar pelo Clube Lisboeta, olhe duas vezes – não é uma discoteca, apesar do nome e dos tons negros; lá dentro é luminoso e sofisticado. Este novo restaurante do Príncipe Real, dos mesmos sócios do Pão à Mesa, serve brunch todos os dias até às 17.00 e tem quatro cartas de gastronomias diferentes para os jantares.

Panquecas de cacau

A chef é Karin Gama, que foi sous chef da brasileira Bela Gil, uma adepta de cozinha natural, e aqui responde precisamente a esse pedido de uma comida menos processada. “Descascamos mais e desembalamos menos, abrimos menos latas e coisas já prontas”, explica, falando em substitutos transversais a toda a ementa – o queijo creme, por exemplo, é substituído por um creme à base de castanha e caju. O brunch diário inclui muitas dessas opções saudáveis: há dois menus muito completos (16 e 20€) com opções como panquecas de cacau com banana e aveia ou tosta de abacate com pico de gallo e ovo estrelado. À la carte há bolos caseiros que variam todos os dias (3,75€ a fatia), tostas e vários bowls diferentes (a partir de 5,50€), do de iogurte ao de creme de abacate e melaço.

Pastel de nata salgado

O outro pilar deste Clube é o jantar (e fins-de-semana), em que ganha uma vida e dinâmica diferente. Há quatro cartas: uma com pratos portugueses, outra com brasileiros, gregos e por fim tailandeses. A ideia é passear por países, uma vez que as cartas estão disponíveis em simultâneo, e o roteiro gastronómico muda apenas a cada quatro meses, mantendo sempre Portugal. Agora há pratos portugueses como o pastel de nata salgado com queijo de Azeitão e cebola caramelizada (10€) ou o bife do lombo com agrião, batata doce, cebola roxa e aioli de caju (20€).

Tachinho de ovos da Grécia

Nos gregos, há um tachinho de ovos com molho de tomate caseiro e queijo de cabra (12€) ou a mussaka de beringela com ragu de cogumelos (13€). Da Tailândia vem o satay de frango com molho de amendoim (12€) ou um peixe thai com pak-choi (16€) e do Brasil as receitas são maioritariamente do pai de Karin, que fazia uma moqueca com frango do campo em vez de peixe e marisco, com farofa de dendê, arroz de sementes e amêndoas (16€). A ideia será pedir um prato de cada país ou conjugar tudo, conforme os desejos e apetites do dia.

Peixe thai
Fotografia: Manuel Manso

A estas experiências acresce a de “membro do Clube”, diz Andreia Duarte, sócia, que projectou todo o conceito e está a desenvolver também uma aplicação do restaurante – os clientes que se tornarem membros, sem qualquer custo, poderão ter acesso a sugestões e actividades extra, como uma prova de vinhos. No meio disto tudo, se só quiser passar para beber uma bica e um bolo pode, mas também pode ficar-se só pelo bar, logo à entrada.

Rua da Escola Politécnica, 90 (Príncipe Real). 92 562 6105. Seg-Qui 08.00-01.00, Sex-Dom 09.00-02.00.

+ Onde comer bem no Príncipe Real 

Últimas notícias

    Publicidade