Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Este leilão é uma lufada de oxigénio para a arte
sérgio veterano
Flowerhorn – Sérgio Veterano Técnica mista com canetas esferográficas, lápis de cor e tinta da china em papel 370 g. Peça única, 2020.

Este leilão é uma lufada de oxigénio para a arte

A galeria Apaixonarte vai leiloar pinturas, ilustrações e outras obras de artistas portugueses até domingo.

Publicidade

Adamastor, Nicolae Negura, Los Pepe Studio, Gonçalo MAR e Clara Não são cinco dos 33 artistas, das mais diversas áreas, que se uniram para o Leilão de Oxigénio, promovido pela galeria Apaixonarte. As licitações estão abertas até à meia-noite de domingo, 21 de Junho.

Entre as peças à espera de serem levadas para casa, encontram-se muitas pinturas e ilustrações. Mas também um busto de um homem peludo, em argila, e uma peça em tecido com impressão sublimática e acabamento de entrançado manual. 

Tiago Galo

 

Argila + resina epoxi com tinta de esmalte. Peça única, 2020.Chest Hair Ballad – Tiago Galo.

 

“A Apaixonarte, enquanto eterna aficcionada pela causa dos artistas portugueses, teve o desejo de unir os corações de todos nós, criadores e apaixonados, num movimento uníssono, para que a arte continue a bater bem forte e ritmadamente, hoje e sempre”, lê-se na página da galeria, onde deve registar-se gratuitamente para poder licitar.

Os preços actuais de licitação variam entre os 150€, por um linho cosido à mão em algodão cru sobre madeira por Clara Não, e os 1400€, por uma pintura a óleo de Hugo Silva. Os valores incluem todas as despesas e impostos, excepto os portes de envio (25€-42€).

+ Scoop 'n Dough lança dónute solidário para ajudar Banco Alimentar

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade