A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Os Especificalistas – Grupo específico de acção crítica
Fotografia: Lugar Específico Os Especificalistas – Grupo específico de acção crítica

Este projecto transforma crianças e jovens em críticos de arte

O centro cultural Lugar Específico está a dinamizar grupos de crianças e jovens interessados em descobrir “o que é isto de fazer crítica de arte”.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

A iniciativa é do Lugar Específico, um centro cultural junto à Alameda, que tem reunido grupos de crianças, entre os sete e os 12 anos, interessadas em descobrir o universo da crítica de arte. O objectivo de Os Especificalistas – Grupo específico de acção crítica é promover o contacto dos mais novos com os mais diversos objectos culturais e artísticos, desde exposições a espectáculos de teatro, música e dança. A próxima actividade está prevista para o dia 23 de Janeiro e resultará na gravação de um podcast.

Com inscrição através de e-mail (info@lugarespecifico.pt), a participação neste grupo de acção crítica é gratuita. Mas, para a próxima sessão, os interessados devem ter assistido a pelo menos um dos espectáculos do AMOSTRA – Festival de Arte para a Infância, que se realiza já este sábado e domingo, 15 e 16 de Janeiro, em vários espaços culturais, como o Teatro Nacional D. Maria II, o São Luiz Teatro Municipal e o Centro Cultural de Belém. Mais tarde, no dia 23, quem aceitar o desafio terá oportunidade de escrever, falar e partilhar sobre o que viu, aprendeu e sentiu.

“Uma vez que existe um deserto nesta área no que toca à arte para a infância, sentimos que faz muita falta um lugar onde a crítica aconteça, ainda mais se esta for pensada e elaborada pelo próprio público-alvo”, lê-se em comunicado do Lugar Específico, que planeia produzir, até ao final do ano lectivo, mais oito podcasts. Para o fazer, prevêem-se visitas a mais exposições e espectáculos, bem como várias sessões de grupo, onde serão discutidos os critérios do que é importante observar e registar, do que move as crianças enquanto público e do que move os artistas para criar. “Neste projecto, o propósito é dar às crianças ferramentas para ver o que está para lá da forma, da imagem ou da superfície.”

+ O que une um artista plástico italiano e uma fadista portuguesa? Uma escultura

+ Leia já, grátis, a edição digital da revista Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade