Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Festival Espontâneo regressa a Sintra com teatro de improviso
Notícias / Vida urbana

Festival Espontâneo regressa a Sintra com teatro de improviso

Festival Espontâneo
Festival Espontâneo

É o único festival internacional de improvisação teatral em Portugal. Esta edição, a decorrer em Março, conta com improvisadores nacionais, mas também do território francês Ilha da Reunião, da Irlanda, Argentina, Itália, Letónia, Brasil, Reino Unido e México.

Ao longo de sete anos, o festival Espontâneo tem dado a conhecer ao público português artistas e espectáculos de referência mundial. A oitava edição – de regresso ao Centro Cultural Olga Cadaval – conta com o maior elenco internacional de sempre, incluindo nove países e mais de 30 improvisadores todos juntos em palco.

A abertura está marcada para 28 de Março, às 21.30, com uma Impro Ensemble, espectáculo no qual todo o elenco nacional e internacional do festival se une em palco para improvisar. Às 22.30, é a vez do londrino Phil Lunn, que regressa ao palco do Espontâneo, desta vez a solo, com Phil Lunn is…, aclamado pela crítica do Edinburgh Festival Fringe como um dos melhores espectáculos de improvisação musical de sempre. Em palco, Phil Lunn assume o corpo de uma cantora de cabaret e, através de uma divertida conversa com o público, cria músicas únicas e completamente improvisadas.

No dia seguinte, 29 de Março, as cortinas sobem à mesma hora, para receber Keng Sam e Damien Fontaine, da paradisíaca Ilha da Reunião. Estes dois improvisadores representam, pela primeira vez, o continente africano no festival, com Instant T, no qual a inspiração, para as diferentes cenas improvisadas, vem de uma playlist musical escolhida pelo público.

Às 22.30, subirá a palco o Grupo de Risco, da cidade de São Paulo. Em O Baile, convidados de uma festa dançam e divertem-se, mas são surpreendidos pela notícia de um assassinato. O público decide o papel que as personagens terão no crime, determinando o rumo da história, e ajudam o detective a desvendar o mistério que o envolve.

No dia 30, há mais uma Impro Ensemble, como momento único e irrepetível de criação artística, sem olhar a barreiras linguísticas ou culturais; mas é o espectáculo, às 22.30, dos Improtop a destacar-se. A companhia mexicana, que celebra 15 anos de existência, é um dos maiores nomes da improvisação da actualidade e traz consigo o premiado espectáculo musical Impro Broadway, uma comédia improvisada ao estilo dos musicais da Broadway.

No último dia, 31 de Março, o Brasil volta a conquistar os holofotes, com a presença do grupo internacional ImproMime, com sede em São Paulo. Nesta estreia absoluta em território nacional, programada para as 21.30, os criadores trazem consigo o formato Solidões Públicas, no qual exploram a mímica e o silêncio para improvisar histórias inusitadas e sempre cómicas.

Entre os nomes convidados para o festival, encontram-se ainda Os Improváveis, uma das referências nacionais da improvisação; o improvisador italiano Micoo Pugliaress, director da companhia Teatribù; e o brasileiro Zeca Carvalho, que conta com uma longa carreira em televisão e teatro e foi um dos principais impulsionadores do Festival Universitário de Improvisação, no Rio de Janeiro.

A primeira edição do Espontâneo nasceu em 2012, pelas mãos da companhia de improvisação teatral Os Instantâneos, que mantém, como força motriz, a vontade de demonstrar, de forma inequívoca, o quão esta arte é heterógenea, ecléctica e abrangente. Este ano, a solidez artística do projecto granjeou-lhe a nomeação para os Iberian Festival Awards (Prémios dos Festivais Ibéricos), na categoria de Melhor Festival Não Musical. Os bilhetes (10€) para o festival, a decorrer no Centro Cultural Olga Cadaval, já estão à venda na Ticketline e na Fnac.

+ Carlos do Carmo prepara despedida dos palcos “sem amarguras”

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments