A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Foi encontrado um cemitério antigo no Poço do Borratém

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

O buraco foi escavado para se instalar um dos novos ecopontos subterrâneos, mas já se sabe o que pode acontecer quando se tira o pó do chão em Lisboa.

São onze as sepulturas encontradas esta semana no Poço do Borratém, a artéria que liga a Praça do Martim Moniz à Rua da Madalena. Falámos com um dos arqueólogos de serviço sobre este achado que está à vista de todos.

Quando passámos por ali, o arqueólogo Vasco Vieira, da empresa Cota 80-86, encontrava-se com a atenção toda virada para os esqueletos revelados pela pequena obra que está a ser acompanhada pela Câmara Municipal de Lisboa e pela Direcção-Geral do Património Cultural. Mas nem o trabalho o impede de tirar dúvidas a todos os curiosos que por ali vão passando e espreitando os trabalhos arqueológicos.

cemiterio no poco do borratem

Fotografia: Duarte Drago

O que se sabe para já, explica-nos Vasco Vieira, é que é um cemitério de gente simples, datado entre os séculos XIV e XV. E que poderá estar associado tanto ao antigo Convento de São Domingos (onde hoje se encontra a Igreja de São Domingos), como a uma ermida que estava localizada na esquina com a Rua João das Regras.

O processo será moroso, mas uma coisa é certa: as ossadas não serão impedimento para a colocação de ecopontos e vão ser retiradas assim que possível. Até lá sinta-se à vontade para espreitar quem aqui descansa há séculos. A obra não foi totalmente tapada precisamente para que todos a possam acompanhar.

+ Pela primeira vez vamos poder conhecer o espólio do Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática

+ Sé Patriarcal de Lisboa: sobre as obras que desenterraram protestos

Últimas notícias

    Publicidade