A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Hospital Veterinário Solidário
©Gabriell VieiraA Paprika em representação de todos os beneficiários da SOS Animal

Foram 31 dias de cão. Obrigado por isso.

Do Algarve ao Minho, 28 pontos de venda associaram-se à iniciativa solidária Lagunitas Dogtoberfest durante o mês de Outubro. Resultado: 1800 litros de Lagunitas IPA bebidos e 5330€ angariados para a SOS Animal. Foram dias de cão

Por Time Out em associação com Lagunitas
Publicidade

A proposta era simples: cada vez que bebesse uma Lagunitas IPA num dos 28 bares e restaurantes que aderiram ao evento, somava o prazer de uma cerveja excepcional ao conforto de saber que parte do valor seria transformado num donativo para a SOS Animal e para o trabalho inestimável que esta organização sem fins lucrativos desempenha no socorro de cães e outros animais necessitados. E assim foi durante todo o mês.

Nós por aqui apoiámos esta ideia entusiasticamente, ao ponto de apanharmos uma cadela a falar de cerveja – literalmente, entenda-se: ora releia aqui a entrevista com Nina, a caniche barmaid, que nos falou um pouco da Lagunitas IPA e nos contou tudo o que precisa saber sobre este evento e a ligação histórica da marca Lagunitas aos animais. Em Outubro, ajudar foi desculpa para beber (há piores, convenhamos) e foi o gatilho para chegar a um recorde de angariações desta parceria entre a Lagunitas e a SOS Animal. Em Novembro, é tempo de prestar contas: a organização vai receber 5330€, resultado de 1800 litros de cerveja vendida. Ora isso merece um brinde e algumas explicações mais sobre o destino da generosidade entornada ao longo destes 31 dias.

Um hospital único
No Lumiar, nasceu há cinco anos o Hospital Veterinário Solidário, único no país, pelas mãos da SOS Animal, mais de uma década após a fundação desta instituição que faz trinta por uma linha para ajudar animais necessitados. É este o centro de operações, totalmente equipado e servido por uma equipa de profissionais com diversas especialidades e muito amor para dar. O hospital veterinário atende os pacientes como qualquer outro espaço de cuidados veterinários, mas além do preço de tabela, tem uma costela solidária. Aqui, qualquer pessoa com carências económicas encontra um grande apoio para cuidar da saúde do seu animal de estimação, com assistência gratuita. A SOS Animal providencia ainda apoio médico a outras associações com quem tem protocolos, nomeadamente a Chão dos Bichos, de onde veio a Patrika (ora espreite a ficha dela mais abaixo), um dos muitos animais que estão à guarda da instituição e que vão beneficiar dos donativos angariados neste Lagunitas Dogtoberfest.

Hospital da SOS Animal
©Gabriell VieiraHospital Veterinário Solidário (Estrada do Paço do Lumiar, Lote R4, Loja A)


Sandra Duarte Cardoso, médica veterinária e presidente da direcção, abriu-nos a porta das instalações, com todas as regras que este tempos recomenda. “Recolhemos animais de rua, retiramos animais que estão a ser vítimas de maus-tratos e negligência, cuidamos deles e recuperamo-los. Temos sempre entre 15 e 17 animais, mas a lista de espera é muito maior do que eu desejaria, tenho sempre aquela sensação que nunca vamos chegar ao fim”, lamenta a veterinária. Outra face importante da SOS Animal, explica-nos, é a aposta na sensibilização da comunidade. Apesar de não conhecerem fronteiras no que diz respeito ao seu raio de acção em Portugal, têm feito a diferença na comunidade local. “Quando chegámos a este bairro, tínhamos uma população descontrolada de mais de 100 gatos nas ruas e era comum os miúdos andarem à fisgada aos gatos e a matarem pombos. Neste momento, temos uma pequena colónia aqui atrás de três gatos, todos os outros foram esterilizados e encaminhados para adopção. E os pombos são alimentados com milho contraceptivo. As crianças agora em vez de andarem a fazer o que faziam, quando encontram um pássaro ou um gato magoado, vêm até nós. E os moradores aqui do bairro estão sensibilizados, os seus animais estão esterilizados, gratuitamente”, explica Sandra, referindo-se a uma campanha de esterilização gratuita que levaram a cabo em 2017, o mesmo ano em que a SOS Animal recebeu a Medalha de Mérito da Junta de Freguesia do Lumiar, pelo trabalho desenvolvido no bairro.

O que ajudou a ajudar?
Para erguer o Hospital Veterinário Solidário, a equipa da SOS Animal teve de arregaçar as mangas. Sandra Duarte Cardoso aprendeu, por exemplo, a instalar pladur. “Foi muito difícil, porque somos uma organização que não tem financiamento estatal, pagamos impostos como qualquer outra empresa e com esforço conseguiu-se começar a plantar a sementinha”, conta. Este projecto tornou a SOS Animal auto-sustentável, o que significa que não vivem de doações, vivem sim do seu trabalho. “Agora, este tipo de iniciativas que a Lagunitas está a fazer permite-nos pensar no próximo passo e fazer uma poupança, porque temos dois grandes projectos que há muitos anos queremos implementar”, revela. Um deles é ter um espaço muito maior para o hospital e outro é a fundação de um santuário para todos os tipos de animais. O objectivo é resgatar e acolher animais e devolvê-los ao seu habitat natural sempre que possível.

“Na nossa ideia, um santuário perfeito será aquele que devolve ao máximo os animais à natureza, mas os espécimes que não possamos devolver, é recriar o seu habitat e estarem lá da melhor maneira possível. O que os animais querem é o que nós queremos: estar com quem amamos, comida e sossego”, defende a veterinária, que se diz muito feliz com esta parceria com a Lagunitas, acreditando que pode ajudar a acelerar estes dois sonhos. “Ainda por cima [a cerveja] é vegana, não há problema nenhum”, sorri. “A Lagunitas tem muito a ver connosco, comungamos de muitos valores. Obviamente que eles têm um objectivo comercial, mas depois têm este compromisso e esta responsabilidade social muito interessante. Já é a terceira iniciativa que temos com eles e estamos motivados”. Aproveite para acompanhar a página internacional da Lagunitas no Instagram, onde vai perceber que além de boa cerveja também há muito amor pelos animais.

Conheça a Paprika

Hospital Veterinário Solidário, SOS Animal, Lagunitas
©Gabriell VieiraA fofinha Paprika aguarda uma família para toda a vida


A Paprika é um dos animais que está à guarda da SOS Animal à espera de uma família que a adopte. É uma jovem, de porte pequeno e muito meiguinha. Mas neste momento precisa de uma adopção de quem tenha tempo para estar com ela, porque sofre de ansiedade por separação, na sequência do trauma do abandono. Tem um problema num joelho, mas a SOS Animal responsabiliza-se na totalidade pelo que for necessário para a sua recuperação. Além da Paprika, pode conhecer mais potenciais candidatos ao seu agregado familiar, para uma adopção responsável, na página de Instagram da SOS Animal.

Hospital Veterinário Solidário
©Gabriell VieiraPaprika a dar um ar da sua graça


Gostava de ajudar mais? Siga este 5 passos

1 – Para quem anda mais ocupado, sem tempo para grandes deslocações ou não sabe escolher comida para animais, pode sempre utilizar o IBAN da SOS Animal. Aqui está: PT50 0035 0202 00035876230 91. Só pode dar 1€? Ninguém o vai julgar, pelo contrário.

2 – Já que está por perto do computador ou telemóvel, espreite a loja online da SOS Animal onde encontra alguns artigos feitos a pensar no ambiente. Como uma carteira de cortiça, uma sanduicheira feita de fibra de bambu, um conjunto de garrafa de aço inoxidável e caneca reutilizável ou um boné em algodão orgânico.

3 – “Às vezes pensam que uma lata de comida não vai fazer a diferença, mas faz”, disse-nos Sandra Duarte Cardoso. Fica a dica, pode entregar aqui: Estrada do Paço do Lumiar, Lote R4, Loja A.

4 – Durante a quarentena, a SOS Animal suspendeu as adopções e promoveu o apadrinhamento, numa campanha conjunta com a Lagunitas. “Esses animais que foram apadrinhados nessa altura já saíram para adopção e avisámos os padrinhos”, lembra a veterinária. E pode continuar a fazê-lo, basta contactar a SOS Animal.

5 – E não se esqueça de ir acompanhando as redes sociais da SOS Animal, para saber todas as novidades e, quem sabe, aderir a uma futura campanha da Lagunitas. Já percebeu que não custa nada.

Últimas notícias

    Publicidade