A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Luzes de Natal em Lisboa 2020
Fotografia: Gabriell VieiraNatal em Lisboa (2020)

Governo volta atrás e cancela celebrações de Ano Novo

Aliviar de medidas para o Natal mantém-se, mas há restrições à circulação na véspera da passagem de ano e restaurantes vão ter de encerrar às 22.30.

Por Sebastião Almeida
Publicidade

Depois de ter anunciado um relaxamento das medidas de contenção da pandemia para o Ano Novo, o primeiro-ministro, António Costa, voltou atrás e cancelou as celebrações para a noite da passagem de ano. Em relação às medidas anunciadas para o Natal, tudo se mantém igual. A novidade é que o recolher obrigatório entra em vigor às 23.00 de 31 de Dezembro e é proibida a circulação na via pública a partir das 13.00 nos dias 1, 2 e 3 de Janeiro. Com esta decisão, evita-se assim a possibilidade de festejos, com os restaurantes a serem obrigados a encerrar às 22.30.

O primeiro-ministro falou aos jornalistas na noite desta quinta-feira, por videoconferência, por estar em isolamento profilático, depois de ter estado em Paris com o Presidente francês Emmanuel Macron, diagnosticado com Covid-19. Para este período, mantém-se a proibição de circulação entre concelhos em todo o país, entre 31 de Dezembro e 4 de Janeiro, já anunciada há duas semanas.

Para o Natal, mesmo nos concelhos mais afectados pela pandemia, há a possibilidade de circular entre concelhos ou na via pública depois das 23.00, desde que em trânsito. A 24 e 25 de Dezembro é permitido circular até às 02.00 da madrugada. A 26, por sua vez, o horário de recolhimento volta a ser às 23.00. O estado de emergência vigorará entre 23 de Dezembro e 7 de Janeiro.

O primeiro-ministro justificou o apertar das medidas com a necessidade de conter a propagação da pandemia, ainda que o número de contágios esteja a baixar – mas de forma mais lenta do que se esperava. Em relação ao Natal, António Costa frisou a necessidade de se respeitar as regras nesta altura, lembrando que grande parte do risco de contaminações acontece à mesa, quando se está sem máscara. 

 + Leia a Time Out Portugal desta semana

+ Onde comer fora no Natal

Últimas notícias

    Publicidade