A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
criança ucraniana
©Daniele Franchi/ Unsplash

Gulbenkian financia projecto de integração de crianças ucranianas

A Fundação Calouste Gulbenkian vai investir 250 mil euros em “Grupos ABC – Aprender, Brincar, Crescer”.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

Após ter lançado um apoio de emergência de um milhão de euros para o alívio da crise humanitária provocada pela guerra na Ucrânia, a Fundação Calouste Gulbenkian divulgou uma das iniciativas integradas nesse apoio. Trata-se de um concurso destinado a apoiar as muitas famílias e crianças ucranianas que procuram refúgio em Portugal, desafiando a acolher os chamados “Grupos ABC – Aprender, Brincar, Crescer” (GABC), que nasceram para facilitar a socialização de crianças até aos seis anos que não encontrem um lugar em creches ou jardins de infância.

“Os GABC são conjuntos de cinco a dez crianças e seus cuidadores que se reúnem duas vezes por semana, em espaços de tipologias diversas – escolas, bibliotecas, instituições públicas e de solidariedade locais, espaços públicos, mercados, estabelecimentos comerciais – para interagirem e brincarem em conjunto. Cada sessão é dinamizada por um ou dois monitores que, ao longo de cerca de duas horas, promovem contextos de socialização e de experimentação estimulantes, através de brincadeiras e actividades informais favoráveis à aprendizagem”, explica a fundação que é um dos parceiros deste projecto-piloto lançado em 2015 e coordenado pelo Ministério da Educação.

Inicialmente, os GABC envolveram cerca de 500 famílias dos distritos do Porto, Aveiro, Coimbra, Lisboa e Setúbal e agora a Gulbenkian quer garantir o funcionamento dos grupos até ao final do mês de Setembro, tendo por objectivo beneficiar um total de 1000 crianças. “Depois desta data, os Playgroups serão suportados pelo Instituto da Segurança Social (ISS-IP), que se associa a este projeto”, acrescenta a Gulbenkian sobre esta iniciativa que privilegia “as relações interpessoais e a criação de um clima empático, de respeito, cooperação e partilha, que facilitam a inclusão social e promovem o desenvolvimento cognitivo, emocional, social das crianças.”

Todas as entidades que estejam interessadas em acolher estes grupos, “pessoas colectivas, públicas ou privadas, sem fins lucrativos, legalmente reconhecidas e com actividade na área da Educação ou da Acção Social”, podem submeter a sua candidatura até ao dia 20 de Abril.

+ Vinte e nove fotógrafos leiloam obras para apoiar a Ucrânia

+ Seis grandes filmes ucranianos e sobre Ucrânia

Últimas notícias

    Publicidade