A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Feira do Livro de Lisboa
Feira do Livro de LisboaFeira do Livro de Lisboa 2020

Há mais de 700 marcas editoriais para descobrir na Feira do Livro

A Feira do Livro de Lisboa arranca esta quinta-feira, 26 de Agosto, com a maior oferta editorial de sempre, mais e melhores promoções e muitas outras novidades.

https://media.timeout.com/images/105796494/image.jpg
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Este é o segundo ano consecutivo em que a Feira do Livro de Lisboa, que habitualmente decorre entre os meses de Maio e Junho, é adiada para o Verão. Com um total de 131 expositores, entre os quais se contam 24 novas presenças face ao ano anterior, a 91.ª edição é a “segunda maior da história” em pavilhões e a maior de sempre em oferta editorial. A decorrer entre 26 de Agosto e 12 de Setembro, quase em simultâneo com a do Porto, a iniciativa promete a presença de vários autores nacionais e estrangeiros, promoções até 70% e programação para toda a família.

Após uma primeira edição num ano atípico, tanto a organização como as editoras se mostram confiantes no que diz respeito ao número de visitantes e à consequente recuperação de vendas. Em princípio, as novidades devem ajudar. Além do regresso de eventos suspensos em 2020, estão previstos novos pavilhões, promoções superiores às praticadas anteriormente e até um sistema de compra inovador.

“Pelo segundo ano consecutivo vamos ter uma Feira do Livro diferente daquela a que os visitantes estão habituados. No entanto, foi particularmente gratificante assistirmos à adesão, pela primeira vez, de muitos novos editores, livreiros e chancelas que permitem que tenhamos a maior oferta editorial de sempre numa Feira do Livro: são mais de 700 marcas editoriais”, afirma Pedro Sobral, vice-presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), co-organizadora da Feira do Livro de Lisboa em conjunto com a Câmara Municipal de Lisboa.

Em termos de equipamentos, os visitantes vão poder assistir a apresentações de livros, palestras, debates e sessões de autógrafos em três auditórios ao ar livre, totalmente abertos, um na entrada sul e dois a norte, junto ao passadiço e fora das alamedas de circulação. Ainda assim, a organização recomenda a inscrição prévia junto das respectivas editoras.

Quanto à programação, que deverá ficar disponível online em breve, destacam-se as sessões de autógrafos e os eventos promovidos pelo grupo editorial 2020, que congrega chancelas como a Elsinore, a Cavalo de Ferro, a Vogais ou a Topseller e o ano passado optou por fechar os seus pavilhões ao público. Além de promoções de até 70%, o grupo também irá assegurar descontos no seu site após o encerramento da feira.

Já a Penguin Random House, que este ano se fundiu com a 2020 mas ainda se apresentará num espaço distinto, vai estrear-se com a colecção Penguin Clássicos num stand exclusivo, onde será possível encontrar os primeiros setes títulos editados. À semelhança de anos anteriores, a editora contará ainda com dois pavilhões dedicados aos mais novos, outros dois para as chancelas Arena, Objectiva e Suma de Letras, e ainda um duplo para a Alfaguara e a Companhia de Letras.

Sob o mote “Autores que nos Unem”, os Grupos Porto Editora e Bertrand Círculo também prometem excelentes momentos para os leitores, através de sessões de autógrafos, lançamentos de livros, workshops, conversas entre autores e até sprints de leitura. Entre 28 pavilhões, destacar-se-á um dedicado aos autores portugueses, pensado para celebrar alguns marcos literários, como os 40 anos de carreira de Mário de Carvalho e Teolinda Gersão, os 35 de Rui Zink e os 25 de Valter Hugo Mãe e Manuel Jorge Marmelo.

Entre as restantes propostas, sobressai ainda a popular Hora H (promoções na última hora da Feira do Livro, de segunda a quinta-feira), a que se junta uma selecção de mais de 50 Livros do Dia com 50% de desconto. Se é um leitor ávido, o melhor é começar a pensar no seu orçamento, caso contrário prepare-se para a bancarrota. É que, acredite, há muito mais a não perder. E, para um maior pragmatismo e eficiência sanitária, vão ser aceites pagamentos via MB Way.

Já os fãs das Bibliotecas de Lisboa não poderão perder as actividades programadas para o stand da BLX, com especial incidência na promoção de iniciativas destinadas ao público infantil, às famílias e às escolas. De segunda a sexta, sempre às 17.00, a Hora do Conto vai convidar a dar asas à imaginação com a apresentação de livros, leituras encenadas, debates e apresentação de projectos.

Para ouvidos apurados, a BLX também promete música, com alguns concertos, de clarinete, guitarra e voz (Sáb 4, 21.00), clarinete, guitarra e bandolim (Sex 10, 21.00), em coro (Sáb 11, 15.30), de jazz e rock (Sáb 11, 21.00) ou para bebés (Dom 12, 11.30).

Parque Eduardo VII. De 26 de Agosto a 12 de Setembro. Seg-Qui 12.30-22.00, Sex 12.30-00.00, Sáb 11.00-00.00 e Dom 11.00-22.00.

+ Estante Time Out: O melhor guia de livros, livrarias e apps para ler

+ Leia já, grátis, a edição digital da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade