A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Belem Tower, Lisbon
Fotografai: Jetcost

Há três castelos portugueses entre os mais impressionantes da Europa

O Castelo de Óbidos, a Torre de Belém e o Castelo de Guimarães encontram-se entre os castelos mais deslumbrantes da Europa. Quem o diz são os utilizadores da Jetcost.

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

À beira-mar ou em penhascos, quase arruinados ou em perfeitas condições, há castelos por toda a Europa. Difícil é dizer quais são os mais impressionantes, mas o motor de pesquisa de viagens Jetcost pediu aos seus utilizadores para votarem nos seus preferidos. Na selecção vencedora, encontram-se três castelos portugueses, inclusive a Torre de Belém, que tecnicamente não é um castelo, mas cujo interior “merece uma visita para a subida ao último andar”, lê-se em comunicado de imprensa.

Além da Torre de Belém, elogiada “pela vista deslumbrante sobre o amplo estuário do Tejo e da parte ocidental da cidade de Lisboa”, são também mencionados o Castelo de Óbidos, “transformado num dos pequenos hotéis mais românticos de Portugal”, e o Castelo de Guimarães, “considerado uma das Sete Maravilhas de Portugal”.

Alhambra at sunset in Granada, Andalusia, Spain
Fotografia: Kavalenkava VolhaAlhambra de Granada


A lista completa, partilhada pela própria Jetcost, inclui 20 castelos e Espanha é o país com maior número de referências, cinco ao todo: Castelo Bellver, Alcazar de Segóvia, Castelo de Belmonte, Castelo de Peñíscola e Alhambra de Granada. Este último destaca-se por ser um complexo histórico monumental, que recebe mais de três milhões de pessoas por ano. Construído entre os séculos IX-XII como uma zona militar, Alhambra era também “um forte, um palácio nasrid e uma medina, tudo ao mesmo tempo, até 1492, quando se tornou uma corte cristã após a reconquista de Granada pelos reis católicos.”

Seguem-se três castelos em Itália (Castelo de Sirmione, Castelo Sant'Angelo e Castelo Miramare), os três de Portugal e os restantes espalhados pelo Reino Unido (Castelo de Edimburgo), Eslováquia (Castelo de Bojnice), Eslovénia (Castelo Predjama), França (Castelo Chambord), Roménia (Bran Castle), Alemanha (Castelo de Neuschwanstein), Polónia (Castelo de Malbork), Lituânia (Castelo Trakai) e Dinamarca (Castelo de Kronborg).

+ Museus e monumentos a não perder em Belém

+ Leia já, grátis, a edição Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade