A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
máquinas de venda automática de bilhetes
©Mariana Valle LimaEstação dos Restauradores

Já pode pagar com MBWay para andar no Metro de Lisboa

Agora é possível fazer os pagamentos de títulos de transporte sem ter de tocar nas máquinas automáticas do Metropolitano de Lisboa.

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

O metro chegou a Lisboa em 1959, mas só em 1975 é que entraram em funcionamento as primeiras máquinas de venda automática de bilhetes, nas estações do Rossio e Restauradores. Hoje são 285 as máquinas espalhadas por 56 estações e agora todas passaram a ter a funcionalidade sem contacto. Ou seja, pode comprar as suas viagens através de um QR-Code ou através da aplicação bancária MBWay, uma melhoria tecnológica que representou um investimento total de 161,3 mil euros.

máquinas de venda automática de bilhetes
©Mariana Valle LimaEstação dos Restauradores


Mais cara foi a instalação de um sistema de automático de detecção de incêndios em toda a rede: 2,9 milhões de euros, dos quais 607,450 mil foram comparticipados pelo Fundo Ambiental. Todas as estações têm agora o chamado Sistema Automático de Deteção de Incêndios – SADI, que alerta rapidamente a central de incêndios com sinais acústicos e luminosos, além de desencadear operações automáticas de proteção, nomeadamente nos elevadores e unidades de ventilação.

+ Leia a edição desta semana: Natal Postal

+ Uber Assist é o novo serviço para pessoas com mobilidade reduzida

Últimas notícias

    Publicidade