A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Palácio Nacional de Sintra
Universidade de LisboaPalácio Nacional de Sintra

Já pode visitar o Palácio Nacional de Sintra em 360º e sem sair de casa

Com recurso a imagens em alta resolução, o novo modelo de visita virtual ao Palácio Nacional de Sintra permite conhecer todos os cantos deste monumento sem sair de casa.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

A nova ferramenta de visita virtual em 360º foi anunciada esta terça-feira, 22 de Dezembro, pela Parques de Sintra. Totalmente gratuita, permite percorrer a totalidade do Palácio Nacional e dos seus jardins, bem como aprofundar conhecimentos sobre os espaços e principais objectos das colecções com recurso a conteúdos escritos e áudio.

“Este palácio torna-se, assim, mais próximo de todos os visitantes, ainda que não lhes seja possível percorrê-lo fisicamente”, lê-se em comunicado da Parques de Sintra, que relembra o facto de apenas 40% do edifício ser acessível a pessoas com mobilidade condicionada, apesar do esforço que a empresa tem empreendido para disponibilizar o acesso dos monumentos a uma maior diversidade de visitantes.

A experiência começa à porta do palácio e é possível ver também a paisagem em redor do monumento, assim como ficar a saber mais sobre outros marcos da vila, como a Casa dos Penedos, uma residência de Verão construída por volta de 1922 para uma família abastada de Lisboa, e a Torre do Relógio, cuja existência está documentada desde o século XV. Poderá ainda aprender um pouco sobre os elementos arquitectónicos presentes na fachada do próprio palácio, desde as janelas manuelinas e joaninas até ao pórtico.

Ao entrar no terreiro do palácio terá ainda mais pontos para explorar, tanto do edifício como do ambiente envolvente. Já no interior, pode não só explorar o edifício e as suas colecções como fazer a ampliação de pormenores, uma vez que foram captadas fotografias em alta definição e também a partir de pontos de vista privilegiados, como é fácil perceber pelas imagens do interior da Câmara em que o rei D. Afonso VI esteve preso, que apresenta uma perspectiva inacessível aos visitantes no local.

+ Visitas aos museus de Lisboa dentro de casa

+ Subscreva a nossa newsletter para receber as novidades e o melhor da sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade