Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Visitas aos museus de Lisboa dentro de casa

Visitas aos museus de Lisboa dentro de casa

Os museus da cidade estão acessíveis em casa. Pode visitá-los a todos sem precisar de tirar bilhete

museu calouste gulbenkian
©DR
Por Sebastião Almeida |
Publicidade

Nietzsche disse uma vez que “temos a arte para não morrer da verdade”. O filósofo alemão tinha razão – que o digamos nós, agora que vivemos numa espécie de um filme de tarde de domingo, com o qual nos cruzámos há tempos. As ruas começam a ficar vazias, os restaurantes encerram, os cafés estão desertos e os museus e espaços culturais da cidade e do mundo resguardam-se nestes tempos de pandemia, fechando portas. Apesar de tudo o que nos assola, podemos continuar a alimentar a mente e a inspirarmo-nos em visitas aos museus a partir de casa. A tecnologia assim o permite, através de fotografias e realidade virtual. O Google Arte e Cultura lançou uma iniciativa com mais de 500 museus e galerias por todo mundo. É possível filtrar por popularidade ou localidade e nós mostramos-lhes os melhores de Lisboa.

Recomendado: Os melhores museus em Lisboa

Uma foto da Time Out Magazine

A Time In Portugal já está disponível

Pode ler a última edição no conforto do seu sofá

Ler a revista

Museus virtuais em Lisboa

Museu Nacional de Arte Antiga
© Lydia Evans / Time Out
Museus

Museu Nacional de Arte Antiga

Estrela/Lapa/Santos

É o museu português com mais tesouros nacionais e obras de referência. Entre pintura, escultura, desenho, ourivesaria, mobília, artes decorativas europeias, arte asiática e africana, o acervo do MNAA tem cerca de 40 mil items dos séculos XII a XIX, onde se destacam, por exemplo, os Painéis de São Vicente, de Nuno Gonçalves, ou as Tentações de Santo Antão de Jheronymus Bosch.

Aceda aqui ao museu virtual

Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado
©DGPC/ADF
Museus

Museu de Arte Contemporânea do Chiado

Chiado

Situado no convento de São Francisco da Cidade, o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado (MNAC) tem uma exposição permanente que atravessa a história da arte em Portugal, uma viagem desde 1850 até à actualidade. Há ainda uma cafeteria de paragem obrigatória: a Spleen.

Aceda aqui ao museu virtual

Publicidade
Sala do Despachio do Palácio Nacional da Ajuda
©Palácio Nacional da Ajuda
Atracções

Palácio Nacional da Ajuda

Ajuda

É monumento nacional desde 1910, destaca-se como a antiga habitação real e museu de artes decorativas, e também enquanto sede de outras instituições portuguesas ligadas à cultura e palco de cerimónias protocolares. Organiza visitas orientadas e recebe exposições que convidam a uma passeio pela história. Resumindo as origens desta palácio, é caso para regressar a 1755. Encontrava-se a Família Real na sua Quinta de Belém quando se deu o grande terramoto. Desde então, D. José I recusou-se a voltar a habitar edifícios construídos “em pedra e cal”. A solução encontrada passou pela eleição de um local seguro.

Aceda aqui ao museu virtual

Coche do Museu Nacional dos Coches
©Museu Nacional dos Coches
Museus

Museu Nacional dos Coches

Belém

É uma colecção única no mundo e respira melhor desde que em 2015 passou para um novo edifício na Avenida da Índia, a poucos metros do antigo Picadeiro Real, a primeira morada dos coches a partir de 1905, onde ainda existe um núcleo expositivo. Quase desde a sua fundação que se sentia a necessidade de um espaço maior, o que só aconteceu mais de 100 anos depois. O primeiro coche a entrar no novo museu foi o Landau do Regicídio, talvez o mais icónico da colecção composta por viaturas de gala e de passeio dos Séculos XVI a XIX, provenientes da Casa Real Portuguesa, Igreja e colecções particulares.

Aceda aqui ao museu virtual

Publicidade
Museus

Museu Nacional de Etnologia

Belém

É perfeito para seguidores da história da antropologia portuguesa. Fica no Restelo, por cima do estádio d’Os Belenenses, e inclui uma exposição permanente com sete núcleos temáticos. O Museu tem ao todo objectos, entre doações e recolhas feitas pelo próprio museu.

Aceda aqui ao museu virtual

Panteão Nacional
Fotografia: Ana Luzia
Atracções

Panteão Nacional

São Vicente 

Antes de ser a morada final de ilustres portugueses, o Panteão começou por ser a Igreja de Santa Engrácia, um templo mandado construir em 1568 pela infanta D. Maria, filha do rei D. Manuel I. As obras demoraram séculos a ficar concluídas e foi só nos anos 1960 que a cúpula assumiu a forma que hoje conhecemos, uma obra a cargo do engenheiro Edgar Cardoso, também responsável pela construção da Ponte da Arrábida,no Porto. O Panteão acabou por ser inaugurado em Agosto de 1966 e hoje abriga os cenotáfios (túmulos de corpo ausente) de personalidades ligadas aos Descobrimentos, como o Santo Condestável Nuno Álvares Pereira, e túmulos de escritores e presidentes da República. 

Aceda aqui ao museu virtual

Publicidade
Actividades para crianças no Museu Berado
©Museu Berardo
Museus

Museu Colecção Berardo

Belém

A colecção Berardo é uma viagem pelos principais movimentos artísticos dos séculos XX e XXI inicia-se com "Tête de Femme", uma pintura cubista de Pablo Picasso. Estende-se por cerca de 1000 obras de mais de 500 artistas com Marcel Duchamp, Piet Mondrian, Francis Bacon, Andy Warhol, Sol LeWitt, Fernando Botero, Andreas Gursky entre muitos outros.

Aceda aqui ao museu virtual

Igreja da Madre de Deus
©Museu Nacional do Azulejo
Museus

Museu Nacional do Azulejo

Beato

O azulejo é a prova física do sentido prático dos portugueses que escolheram este material convencionalmente pobre para decorar espaços interiores e edifícios. No Museu, instalado no Convento da Madre de Deus, estão representados alguns dos mais significativos exemplares da azulejaria nacional, do século XV até aos nossos dias.

Aceda aqui ao museu virtual

Publicidade
Museus

Museu Nacional do Traje

Lumiar

Cumprem-se quarenta anos sobre a sua abertura e o figurino mantém-se: exibe indumentária histórica e acessórios de traje, desde o séc. XVIII à actualidade, apresentados ao público através da exposição permanente e das exposições temporárias. O Museu do Traje está instalado no Palácio Angeja-Palmela e tem mesmo ao seu lado o Parque Botânico do Monteiro-mor.

Aceda aqui ao museu virtual

Museu de São Roque
©DR
Museus

Museu de São Roque

Chiado

O Museu de São Roque abriu ao público pela primeira vez em 1905, ao lado da Igreja de São Roque. Esta igreja foi fundada na segunda metade do século XVI, foi a primeira a fazer parte da Companhia de Jesus no nosso país.  O seu interior mostra uma grande e rica variedade de obras de arte.omeadamente azulejos, pinturas, esculturas, mármores incrustados, talha dourada, relicários – todos pertencentes à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. 

Aceda aqui ao museu virtual

Publicidade
antiguidades egipcías do museu de arqueologia
©DR
Museus

Museu Nacional de Arqueologia

Belém

Foi fundado em 1893 pelo Doutor José Leite de Vasconcelos e o seu acervo, alojado no Mosteiro dos Jerónimos, reúne as suas colecções iniciais, bem como as de Estácio da Veiga. A estas somaram-se muitas outras, casos das colecções de arqueologia da antiga Casa Real Portuguesa, ou das colecções de arqueologia do antigo Museu de Belas Artes. Outras aqui chegaram por doação ou legado de coleccionadores e grande amigos do museu, como Bustorff Silva, Luís Bramão, e Samuel Levy. 

Aceda aqui ao museu virtual.

Museu da Música
©DR
Museus

Museu Nacional da Música

Sete Rios/Praça de Espanha

De nome completo Museu Nacional da Música, abriu ao público em 1994 na estação de metro do Alto dos Moinhos. Embora a localização faça levantar uma sobrancelha, é aqui que acontecem recitais, conferências, visitas educativas ou exposições temporárias que dão a conhecer o património musicológico, fonográfico e organológico português, num dos mais ricos acervos instrumentais da Europa. Está prevista a sua mudança para o Palácio Nacional de Mafra.

Aceda aqui ao museu virtual

Publicidade
Museu Calouste Gulbenkian
© Lydia Evans / Time Out
Museus

Museu Calouste Gulbenkian

São Sebastião

Tem um acervo de aproximadamente seis mil peças, mas pouco mais de mil estão expostas ao público em permanência. O Museu Calouste Gulbenkian, cujas portas abriram em 1969, é um espaço museulógico da fundação com o mesmo nome e é formado por dois circuitos independentes: um dedicado à Arte Oriental e Clássica e outro dedicado à Arte Europeia.

Aceda aqui ao museu virtual

Torre de Belem
© Lydia Evans / Time Out
Atracções

Torre de Belém

Belém

Considerado um dos monumentos mais expressivos da cidade de Lisboa, a Torre de Belém começou por ser uma estrutura de defesa da barra do Tejo e é, actualmente, um ícone da arquitectura do reinado de D. Manuel I. Classificada em 1983, como Património Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), foi eleita em 2007, uma das Sete Maravilhas de Portugal.

Aceda aqui ao museu virtual

Coisas para fazer em casa

produtividade, apps para ser produtivo, apps, aplicações, teletrabalho
Fotografia: Mia Baker/ Unsplash
Coisas para fazer

Sete apps de produtividade para dias bem aproveitados

Se não está habituado a trabalhar em casa, é provável que tudo seja fonte de distracção. Nós percebemos. É que já não é apenas a televisão, a repetir os filmes de sempre, a que, não sabe explicar porquê, continua sem conseguir resistir. Nem sequer tem a mania das limpezas, mas de repente aspirar o pó, organizar a gaveta das cuecas por cores e até mudar as lâmpadas lhe parece mais urgente.

Boss Baby
DR
Miúdos

Coisas para fazer com os miúdos dentro de casa

Ah, como é bom pegar nas criancinhas e sair de casa, para lhes gastar a energia toda no parque, na praia, num passeio de bicicleta pelas ciclovias da cidade ou numa visita a um museu interactivo. Como nem sempre isto é possível, temos um conjunto de ideias para os entreter dentro de casa. Ver televisão o dia inteiro está fora de questão – mas também não seja intransigente, um episódio por dia nem sabe o bem que lhes fazia (a eles e ao pais!).

Publicidade