Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right João Salaviza de regresso a Cannes
Notícias / Filme

João Salaviza de regresso a Cannes

Salaviza

O realizador português foi seleccionado para o festival de cinema pelo filme Chuva e Cantoria na Aldeia dos Mortos, feito a meias com a brasileira Renée Nader Messora. 

Já era assim e mais ficou. Não há volta a dar: João Salaviza é um nome obrigatório do cinema português, assim não fosse e não teria voltado a ser seleccionado para marcar presença num dos maiores festivais de cinema do mundo.

Chuva e Cantoria na Aldeia dos Mortos, filme co-realizado com a brasileira Renée Nader Messora (que já havia feito parte da equipa de Salaviza em Montanha e em Altas Cidades de Ossadas) sobre uma comunidade indígena no nenhures do Brasil foi seleccionado para a secção complementar Un Certain Regard. Sobre o filme, o português disse à agência Lusa: “É um filme feito por duas pessoas no meio do mato, sem qualquer coprodução francesa, com 80 mil euros de apoio do ICA, e estar a ombrear com outros filmes da competição é fantástico”.

É o regresso do português a um lugar onde já foi feliz, com Arena, curta-metragem de 2009 que lhe valeu uma Palma de Ouro. A 71ª edição do Festival de Cannes decorre de 9 a 18 de Maio e terá em O Homem que Matou Dom Quixote (de Terry Gilliam, rodado em Espanha e em Portugal) o filme de encerramento.

+"Soldado Milhões": guerra de trincheiras em Alcochete



Publicidade
Publicidade