A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Joey Home Delivery
Fotografia: Raquel Dias da SilvaBolo de cenoura e nozes com cream cheese e praliné de nozes (19€)

Joey Home Delivery: zero trabalho, todo o conforto da comida caseira

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

Três palavras mágicas: comida para muitos. É a promessa de Joey, o novo serviço de take-away e entregas ao domicílio de Joana Piteira, com quartel-general em Alfragide, no número 12 da Praceta das Flores. A cozinheira de mão-cheia não é profissional, mas é generosa nas porções e no sabor.

Da casa de Joana para nossa casa. Como se pedíssemos à nossa mãe ou avó para fazer “qualquer coisa para muitos”. Muitos dias ou muitos lambões. Não interessa se escolhe a ementa para duas ou para seis pessoas, os pratos do Joey Home Delivery são confeccionados para render. “Dizem-me 'estás a perder dinheiro, isto não é para duas nem para seis, isto é para mais', mas pessoalmente não gosto de me servir só com uma colher, gosto de tirar à vontade e gosto de repetir”, conta Joana Piteira. “Ao fazer doses grandes, dou a liberdade às pessoas de se servirem, de se voltarem a servir e, se não quiserem comer mais, guardarem para depois. Exactamente como faço para mim.”

Joey Home Delivery
Arroz de pato (15€) para dois, pronto para ir “tostar” ao forno. Fotografia: Raquel Dias da Silva

Joana não é cozinheira profissional “nem nada que se pareça”, como não tem pudor em dizer, mas sempre gostou de cozinhar e nunca lhe faltaram elogios. “Estavam sempre a perguntar-me porque é que não criava um negócio”, explica. “Mas nunca tive o sonho de abrir um restaurante. Primeiro por falta de investimento. Depois porque não me agrada o ambiente da restauração à séria. Com tanta pressão e competição, acabaria por perder o prazer.”

Foi, aliás, só por insistência de familiares e amigos, “alguns que até têm restaurantes e já fizeram convites”, que Joana ganhou coragem para transformar a sua paixão numa fonte de rendimento. Agora, é na sua própria cozinha, em Alfragide, que confecciona todas as encomendas, feitas com pelo menos um dia de antecedência. Os preços variam consoante as doses, como é possível consultar na sua página de Instagram. Na teoria é para duas ou para seis pessoas, mas a experiência prova que é para mais. Premissa perfeita para matar saudades, de preferência em família ou entre amigos, de uma almoçarada ou jantarada caseira, sem ter de se enfiar na cozinha durante horas.

Joey Home Delivery
Tacos (7€), para dois, com pico de gallo. Fotografia: Raquel Dias da Silva

Para começar, há cinco entradas: croquetes de carne (6/4€ ou 12/7,50€); ceviche de peixe branco (9,50€-22€) com leche de tigre, o caldo que é a essência da tradicional receita peruana; tacos (oito/7€ ou 18/13€), com pico de gallo à parte para completar a gosto; guacamole (6€-12€); e pães de queijo (6/5,50€ ou 12/ 10€), que vêm com instruções para ir ao forno – tal como acontece com dois dos pratos principais, o arroz de pato e o bacalhau com natas, para “colocar no forno, até estar tostadinho ao seu gosto, com ventilação a 200º”, como se lê num post-it, escrito à mão por Joana, que trata também de fazer as entregas ao domicílio. Chega tudo acondicionado em formas de alumínio descartável ou caixas de cartão.

“É sempre melhor ir ao forno na casa do cliente, para ir para a mesa acabado de fazer, sem ter arrefecido nem estar com sabor nem aspecto de requentado. No fundo, há a opção de [terminar a confecção para se] comer no momento ou congelar”, esclarece. “Se me pedirem, termino no meu forno, claro, mas cada um tem a sua própria preferência, mais ou menos tostado.”

Joey Home Delivery
Bolo de cenoura e noz com cream cheese e praliné de nozes. Fotografia: Raquel Dias da Silva

Na ementa encontra ainda lombo de porco com batatas a murro (17,50€-33€), risotto de camarão (16€-34€) e polvo à lagareiro (a partir de 17,50€). Para um final de boca doce, também há muito por onde escolher: tarte de amêndoa (13,50€), tarte de maçã (13,50€), pão de ló de Alfeizerão (15€), bolo de chocolate (15€) ou bolo de cenoura e noz com cobertura de cream cheese e praliné de nozes (19€). Mas, atenção, nenhuma das sobremesas é de fatia ou vem numa taça de tamanho gourmet. Das duas uma, ou é para saborear em família ou para lhe dar cabo da dieta durante uns dias. A escolha é sua.

Feita a encomenda, só terá de decidir se a quer ir levantar no dia combinado ou se prefere optar pela entrega ao domicílio, com uma taxa adicional de 3€ para serviços em Lisboa ou de 5€ para a periferia, salvo Margem Sul, “porque ainda não compensa”. A partir de 30€, a entrega é gratuita na capital.

+ Coma bem mas em casa: restaurantes com entregas e take-away especiais

Últimas notícias

    Publicidade