A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Taberna da Rua das Flores
Gabriell Vieira

Restaurantes com entregas e take-away especiais

Restaurantes que nunca pensaram fazer entregas de comida reinventaram-se face à pandemia. Encomende.

https://d32dbz94xv1iru.cloudfront.net/customer_photos/14d3bbef-59cc-4753-a960-2f64c64804b1.jpg
Escrito por
Inês Garcia
e
Sebastião Almeida
Publicidade

Os restaurantes voltaram a fechar mas as portas estão entreabertas para take-away e entregas ao domicílio, o modelo de negócio possível. Mantenha o seu apoio aos restaurantes locais, aos seus restaurantes de sempre ou não adie a "visita", ainda que diferente, àquele que tinha na bucket list. Mantenha os rituais de brunch, prove uma boa massa fresca, baos e dim sum artesanais, leve a comida de autor para casa e recrie a experiência gastronómica possível na mesa da sala. Estes restaurantes são lutadores e sobreviventes. E continuam a entregar-lhe comida, seja através das plataformas de entrega (que já tomaram as devidas precauções) ou pelos próprios meios. 

Recomendado: A luta pela sobrevivência dos restaurantes

Restaurantes com entregas e take-away especiais

  • Restaurantes
  • Brasileiro
  • Belém
  • preço 1 de 4

O confinamento não impede a Lanchonete de nos reconfortar o estômago com especialidades brasileiras: mantém a feijoada à brasileira tradicional (9,50€) às sextas, sábados e domingos. Isto sem falar no menu de brunch disponível de terça a sábado (13-16€), sempre um bom negócio com todos os bestsellers da casa, dos pastéis de feira e coxinhas aos brigadeiros ou pudim de leite condensado. Pode recolher no restaurante, escolher uma das apps onde estão presentes ou optar pelo  serviço de entregas próprias da Lanchonete, com encomenda mínima de 20€: num raio de 10km do restaurante a entrega é gratuita, até 20km passa a 5€ de entrega. Também entregam em Oeiras e Margem Sul por 5€. 

  • Restaurantes
  • Português
  • Chiado/Cais do Sodré

A Taberna de André Magalhães retomou a sua operação A Taberna em Casa. A ementa, com opções bem portuguesas e em conta, vai variando, mas pode consultar tudo aqui, dos pratos do dia aos petiscos taberneiros, sem esquecer os já clássicos do Quiosque São Paulo. As encomendas podem ser feitas através do telefone e depois pode levantá-las no restaurante (e nesse caso ter acesso também ao vinho a preço de prateleira). O nosso crítico José Margarido, especialista em boa comida portuguesa, já provou a boa comidinha da taberna em casa e recomenda. 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Brasileiro
  • Bairro Alto
  • preço 2 de 4

O receituário baiano de Carol está todo disponível para entrega e recolha no restaurante, do acarajé, um pastel feito de pasta de feijão fradinho frito em óleo de dendê, aberto ao meio e recheado de vatapá e camarão seco, ao bobó ou moqueca de camarão. Para a sobremesa há bolinho de estudante ou manjar de coco. As entregas são feitas de sexta a domingo e as encomendas devem ser por telefone (21 342 1073).

  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Grande Lisboa
  • preço 2 de 4

Os reis do ramen António e João foram dos que mais rápido se adaptaram à nova realidade: primeiro começaram eles próprios a fazer entregas ao domicílio, depois entraram em todas as plataformas para chegar ao maior número de pessoas e, embora se mantenham nas apps, agora têm a sua própria loja online e sistema de entregas ao domicílio (chegando até Almada ou Cascais) e até um sistema de drive-thru. Têm todos os ramens da lista disponíveis. Se quiser jogar pelo seguro vá para o shio ou o shoyu, ou então vá com tudo para o spicy miso, que combina o miso e o la yu, um óleo picante. Qualquer que seja a escolha, vem com o caldo à parte e é só aquecer para ficar perfeito. Agora têm também mochis e as próprias cervejas artesanais do restaurante para acrescentar ao pedido (e colheres de madeira ou copos, para os verdadeiros fãs).

Publicidade
Angela's Canteen
DR

5. Angela's Canteen

Tudo começou com a pandemia, quando Marcelo Rodrigues, chef a trabalhar em Londres, regressou a Portugal para passar o confinamento. Aborrecido, lembrou-se que levar a cachupa da mãe a casa das pessoas poderia ser algo bom para se manter entretido. Já lá vão alguns meses e este pequeno serviço de entregas familiar continua de vento em popa. Ângela, a mãe, é a responsável pela cachupa caseira, feita com os melhores produtos que vai de propósito buscar ao mercado de madrugada. As encomendas podem ser feitas de quarta-feira a sábado, pelo Instagram, e são entregues na sua casa ao domingo. As doses (12€) dão para pessoa e meia e a acompanhar vem um piri-piri e um shotzinho de grogue caseiros. Atenção que as doses disponíveis são reduzidas para que a qualidade esteja sempre presente.

  • Restaurantes
  • Vegetariano
  • Grande Lisboa
  • preço 2 de 4

O menu muda todas as semanas e é anunciado semanalmente no Instagram. Se quiser optar pelo take-away, pode fazer a encomenda no dia e levantar a encomenda no restaurante entre as 16.00 e as 19.00. As encomendas para entrega são feitas preferencialmente com 12 horas de antecedência e o horário de entrega é entre as 18.00 e as 21.00. Encomendas pelo 21 139 5258 ou pelo email reservas@arkhe.pt.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Japonês
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Mestres em entrega ao domicílio de sushi e com os packagings mais instagramáveis (e práticos), o Aruki é das opções com a melhor relação qualidade-preço quando falamos de sushi ao domicílio em Lisboa. Há vários combinados, peças soltas e poké bowls. O último menu a ser acrescentado à extensa lista foi o Sensei, que junta algumas peças de fusão às tradicionais, mas sem molhangas em excesso. A entrega pode ser agendada através da aplicação Aruki, site ou telefone. Também estão no Uber Eats.

Aura Dim Sum
DR/Aura Dim Sum

8. Aura Dim Sum

Catarina Goya e Jose Luis Suarez abriram o primeiro laboratório dedicado ao dim sum na Bica. E enquanto não podem voltar aos pop ups ou aos eventos privados, estão a aceitar pedidos diários (entre as 09.00 e as 18.00, via WhatsApp ou Instagram @auradimsumlab), com um mínimo de duas caixas (Grande Lisboa) ou quatro caixas (fora de Lisboa). Pode também agendar a entrega (em Lisboa entregam de terça a sábado, fora de Lisboa apenas aos sábados). As opções vão variando (peça o menu pelas mesmas vias acima indicadas) mas vai havendo char siu bao, com porco caramelizado e molho artesanal, sticky rice pearls, recheadas com carne de porco, gengibre e cogumelo shiitake ou dumplings de abóbora, castanha de água e cebolinha.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Chiado

O recém-estrelado Ljubomir Stanisic continua sem baixar os braços numa altura crítica para o sector da restauração e em Janeiro lançou um serviço de take-away e de entregas: está tudo disponível por encomenda na plataforma 2go.100maneiras.com. Para garantir a qualidade, o chef e a equipa escolheram os pratos cuja consistência se mantém, mesmo durante o transporte, e criaram outros de raiz para serem comidos no conforto do lar. Encontra por lá bife tártaro com beringela assada (21€), terrina de bochecha e língua de vaca com pezinhos e orelha de porco (10€), croquetes de cozido (8€), mac & cheese de cogumelos (18€), asas de frango do campo fumadas (11€) ou especialidades bósnias como o folhado burek (a partir de 5,50€). Há também uma nova secção de pitas (a partir de 12€). Estão incluídos no menu 2Go alguns vinhos e espirituosos da adega e foram ainda adaptadas as embalagens para transportar os cocktails de assinatura, se lhe apetecer avivar a memória daquilo que é beber um copo. Faz entregas em Lisboa (pode fazer o pedido a qualquer hora até um raio de 5km), Loures, Oeiras, Cascais e Almada (mas neste caso terá de fazer o pedido com 24 horas de antecedência).

  • Restaurantes
  • Português
  • Alfama

Primeiro foi Phoi Cavalo, quando servia três tipos de phos. Agora, Hugo Brito retomou o seu Boi Cavalo, e tem um menu para take-away ou entrega ao domicílio que vai alterando, com entradas, sanduíches e sobremesas. Há opções como os croquetes de entrecosto com mostarda de satay (5€, duas unidades), as koftas de batata doce fumada (5€, seis unidades), schnitzel de peixe-galo, brioche e chucrute à bulhão pato (9€) ou uma tosta caccio-peppe com pecorino, brilhante dos Açores e molho de leitão (12€). Arrojado, mas bom. Encomende no site.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • São Sebastião
  • preço 1 de 4

O nome exótico esconde um restaurante de cozinha tradicional portuguesa. Tem regime de take-away e entregas, de segunda a sexta-feira aos almoços (12.00-14.30), basta para isso consultar o menu nas redes sociais e ligar (21 608 2990). Há sopas caseiras, pastéis de massa tenra (1,50€) ou croquetes de rabo de boi (2,50€), pratos de peixe como o bacalhau à Brás (8,50€) ou as lulinhas à algarvia com batata assada (9,50€) ou de carne, do coelho à caçador com pão frito e batata torneada (9,50€) ao clássico bife à marrare (19,50€). Na hora do pedido, não se esqueça da mousse de chocolate, bem intensa, densa e cremosa (2,50€). 

Casa Manjapão
Casa Manjapão

12. Casa Manjapão

O projecto de entregas de Pedro Abril e de Margarida Roseiro já está em funcionamento. O primeiro menu é um arroz de forno de leitão com salada de laranja e agrião (40€). As doses são generosas, a pensar em toda a família. “Não é que tenhamos uma linha fechada, mas trata-se de comida mais simples”, explica o chef. Em casa, só tem de finalizar o prato, mas não se preocupe: recebe instruções e o processo é bastante simples, asseguram os responsáveis. As encomendas podem ser feitas de quarta-feira até sexta-feira ou sábado, através do Instagram, e as entregas (3€ em Lisboa ou 5€ em Oeiras, Cascais, Odivelas, Amadora e Sintra) são feitas à segunda-feira.

Publicidade
  • Restaurantes
  • São Vicente 

Por enquanto ainda não pode voltar a sentar-se nas mesas corridas e acender a lâmpada vermelha para pedir as pizzas de massa fina e estaladiça, feitas em forno de lenha. Mas a pizzeria Casanova reabriu para levantamentos das pizzas no restaurante (mediante encomenda prévia através de telefone) e entregas ao domicílio através da Uber Eats e noMenu.

  • Restaurantes
  • Chiado
  • preço 4 de 4

Vincent Farges e a sua equipa no Epur preparam um menu diferente todas as semanas. As encomendas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, entre as 09.00 e as 14.00. O take-away está disponível entre as 12.00 e as 13.00 de sexta-feira e sábado, com as entregas a serem feitas ao sábado entre as 13.00 e as 15.00, em Lisboa, pelo valor mínimo de 55€, e Cascais, Estoril e Oeiras, por 80€.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Grande Lisboa

André Lança Cordeiro experimentou o mundo do take-away com uns pratos especiais de Páscoa em 2020. Um ano depois cá estamos, com uma das melhores experiências de take-away e entregas em Lisboa. Todas as semanas é publicado o menu da semana e pode escolher duas entradas, um prato principal e uma sobremesa por 50€ (+5€ de entrega). Chega em saco de papel kraft e vem com um cartão com explicações sobre finalizações. Tudo impecável, do pithivier ao Paris-brest. 

  • Restaurantes
  • Lisboa

Marta Figueiredo, proprietária também do restaurante Estrela da Bica, começou por pôr o forno da sua padaria artesanal de Arroios a bom uso apenas aos fins-de-semana, mas agora tem os bons pratos da Bica disponíveis para encomenda através da plataforma Kitch quintas, sextas e sábados. Pianinho a baixa temperatura (11,90€), sandes de língua fumada e portobello (9,75€), guiozas de camarão caseiras com molho sweet chili (11,30€) ou salada de beterraba fumada (6,50€) são algumas das hipóteses. Da Terrapão, no mesmo link, pode encomendar clássicos para pequeno-almoço e brunch, como os bagels de salmão fumado (8,30€), ovos benedict em pão brioche (8,30€) ou um cachorro com salsicha bio do Freixo do Meio com maionese de sriracha e cebola frita (6,50€).

Publicidade
  • Restaurantes
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O restaurante de Olivier da Costa é agora Guilty Drive Through, com as mesmas opções de pizzas, massas e hambúrgueres pelos quais se tornou conhecido. No menu de take-away ou entrega estão todos os clássicos da casa, como a pizza Audacious (15€), a pasta Stunning (21€) ou o hambúrguer Never gets Old (14€).

  • Restaurantes
  • Chiado/Cais do Sodré

A pizzaria biológica In Bocca Al Lupo tem um serviço de entrega de pizzas “personalizado, seguro e gratuito”, todos os dias da semana, das 12.00 às 15.30 e das 19.00 às 23.00. O menu é o habitual do restaurante – pode consultá-lo aqui – e as encomendas são feitas através do 21 390 0582.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Mexicano
  • Alcântara
  • preço 2 de 4

Este pequeno mexicano de Alcântara é coisa séria. O take-away que Ivo Tavares e Paola Arango montaram para fazer face ao novo confinamento implica muitas terminações em casa. Vai parecer difícil à primeira, mas é uma questão de organização e está tudo pensado para seguir uma sequência. O menu, disponível no site, vai mudando, mas considere já as tetelas de huitlacoche, pozole, pulpo a la Yucateca ou pastel tres leches. As encomendas são feitas através de registo no site e envio de e-mail. É obrigatório pedir com 24 horas de antecedência e só está disponível para entregas de quinta a sábado. 

  • Restaurantes
  • Avenida da Liberdade
  • preço 4 de 4

O grupo Amorim Luxury lançou o serviço JNcQUOI At Home durante a quarentena, sempre com a ideia de o manter. Levam a casa pratos do JNcQUOI Avenida e do JNcQUOI Asia, bem como vinhos, produtos da mercearia gourmet, livros ou até peças da Fashion Clinic. O serviço de restaurante é assegurado pelos dois chefs residentes, António Bóia e Mário Esteves e a entrega é feita por uma equipa própria. Os menus, disponíveis no site, são especiais. Os de comida dividem-se, como sempre, entre entradas, peixes, carnes, caris e sobremesas, com uma selecção dos dois espaços do grupo. As encomendas devem ser feitas por telefone (21 936 9900) ou por e-mail (athome@jncquoi.com) e podem ser para uma, quatro ou oito pessoas e é possível comprar logo para uma semana inteira, graças às embalagens em vácuo.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Pizza
  • Cais do Sodré
  • preço 2 de 4

Amantes da pizza de fermentação natural de Duda Ferreira podem agora encomendá-la através da Kitch ou ir até à pizzaria do Cais do Sodré levantá-la e seguir caminho para casa. Há sempre oito pizzas à escolha, das mais clássicas marinara (9€) ou pepperoni (13€) à de pastrami, uma colaboração com a mercearia Comida Independente (15€).

  • Restaurantes
  • Português
  • Lisboa

O restaurante que se inspira e homenageia a comida da mãe (o nome diz tudo) nasceu há três anos na Estefânia, pelas mãos de três amigos. Com a pandemia e o encerramento dos restaurantes, Raimundo, João e Rodrigo continuaram a servir refeições inspiradas nas receitas de família, agora em regime de take-away. O menu vai variando e é divulgado 48 horas antes no Instagram do restaurante. Pode esperar novas receitas que não faziam parte da carta como arroz de pato, laranja e couve grelhada, iscas à moda da tia Filomena, migas e bacalhau assado e enguia grelhada e açorda de ovas. Afinal, o confinamento serviu para testar novas receitas e actualizar a carta. O take-away está disponível apenas às quartas-feiras e sábados. A prioridade neste momento é “mantermo-nos saudáveis, perto de clientes, fornecedores, e aproveitar para criar, experimentar e todos juntos voltarmos mais fortes”, diz o chef João Diogo Saloio.

Publicidade

23. Mangia sugo

João Magalhães, chef dos restaurantes Água Pela Barba e Season, passou muito tempo em Itália e sabe manusear bem a pasta fresca. Neste segundo confinamento pôs esses conhecimentos a bom uso e criou o Mangia Sugo, uma espécie de restaurante italiano virtual que todas as semanas muda o menu – as encomendas são feitas até às quintas-feiras, via Instagram, e as entregas são feitas às sextas. Há sempre focaccia caseira e lasanha, burrata e presunto, os sabores é que podem ir variando. Já teve arancini de cogumelos ou de carbonara, polpette al sugo, carpaccio de vaca. Tiramisù também não falha. 

  • Restaurantes
  • Português
  • Grande Lisboa
  • preço 2 de 4

Este restaurante na Venteira é fortíssimo nos pratos portugueses, nos petiscos, muitas vezes reinvenções de clássicos tradicionais caso dos mexilhões com queijo da Ilha ou os ovos rotos com linguiça. Estão com serviço de take-away (se pedir antes, pode pedir recolha express, avisar quando chegar e receber a encomenda sem sair do carro) e entregas ao domicílio. Pode tratar tudo online, no site do restaurante ou através da Uber Eats.

Publicidade
  • Bares
  • Cervejaria artesanal
  • Cais do Sodré

A cervejeira lançou a Musa Rock 'n' Go, uma plataforma que reúne os “greatest hits” da Fábrica Musa e da Musa da Bica, que é como quem diz os pratos mais cobiçados do menu, com opção para take-away na Bica ou de entregas todos os dias da semana entre as 12.00 e as 21.00. As entregas são feitas num raio de cinco ou sete quilómetros, a partir da Bica. Da Fábrica da Musa vêm integrar o menu os croquetes de leitão (duas unidades 6€) e os de feijoada (duas unidades 6€), a coxinha de alheira (5€), e as sandes de frango marinara (10€), de pança de porco (10€), a de cogumelos escandalosos (9€) e a sandocha de língua de vaca (11€). Da Musa da Bica permanecem no menu a mandioca frita com maionese de alho (5,50€), os dadinhos de tapioca com goiabada picante (5,50€), as batatas fritas caseiras com maionese de chipotle (5,50€),  o cheesebacon e chucrute (11,50€), a sanduíche Reuben (9,50€), a quesadilla (9€), a sando de beringela (9€), a meatball sandwich (10,50€) e o cachorro de lula frita (9,50€).

  • Restaurantes
  • Português
  • Oeiras
  • preço 3 de 4

O restaurante chefiado por Hugo Dias de Castro pratica uma cozinha com técnica a revisitar o passado. Pratos como o bacalhau à Brás (26€/ duas doses), os pastéis de bacalhau (15€/ 10 unidades) ou arroz cremoso de pato (26€/ duas doses) são prova disso. Depois, tem sempre um tártaro de atum (20€/200g) para entrada ou o bolo de mousse de chocolate (18€/kg). As entregas são grátis para pedidos acima de 20 euros em Oeiras e chegam a Lisboa e Cascais mediante o pagamento de uma taxa de cinco euros.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Castelo de São Jorge
  • preço 2 de 4

José Paulo Rocha, responsável pelo tradicional O Velho Eurico, na Mouraria, e Ana Leão, do projecto Colher Torta, juntaram-se na cozinha para todas as semanas criar novos menus. Um mais tradicional, com clássicos do Eurico – do arroz de pato aos rojões –, o outro a seguir a linha mais de viagens de Ana, com latkes, falafels, khachapuris ou babkas. Pode combinar coisas de um e outro na sua encomenda, feita através das redes sociais. Este projecto de equipa para fazer frente à pandemia tem em comum a finalização em casa: chega tudo com papelinhos com instruções escritas à mão, personalizados. Para levantar no restaurante ou receber em casa (por mais 2,5€). As entregas são feitas de terça a sexta-feira.

  • Restaurantes
  • São Vicente 
  • preço 4 de 4

Há um oásis na Graça onde a portugalidade chega ao prato vinda do fogo. Actualmente, aos fins-de-semana, Vítor Adão tem take-away (até às 12.30) e faz entregas ao domicílio (5€ para Lisboa e Oeiras e Cascais 10€, respectivamente) com um receituário tradicional, como o cozido, filetes de polvo ou o cabrito assado a ganhar destaque (35€ a dose). Incluído vem ainda uma sobremesa e. Encomendas para o 93 340 4461. Pode optar também pelo menu Plano C, com seis momentos (45€ uma pessoa ou 80€ para duas).

Publicidade
Reco Reco
DR

29. Reco Reco

O que se serve no Pigmeu é (quase) exclusivo do restaurante físico e não está disponível no Reco Reco, cujas entregas são feitas através da plataforma Kitch. O serviço de entregas lançado em Dezembro anda muito à volta de sanduíches e vinhos naturais. Os croquetes (6,70€) servidos no Pigmeu constam na carta, tal como a muito aclamada bifana porcalhona (9,75€), acomodada em pão de batata doce fermentado. À parte, vem também o afamado molho da mesma. A katsu sando de porco alentejano (14€), ou em linguagem corrente, uma sande de panado de cachaço, é outra das adições ao menu digital – o pão que a envolve é caseiro ou em versão pão de leite de forma, feito por Miyuki Kano, do Bri_O. E leva ainda couve, tudo temperado com uma maionese caseira. As encomendas são feitas no site do Reco Reco – um termo carinhoso para nos referirmos aos suínos, utilizado sobretudo no Norte – de segunda-feira a domingo, entre as 12.00 e as 15.00 e as 19.00 e as 22.00.

  • Restaurantes
  • Fusão
  • São Sebastião
  • preço 2 de 4

António Maria Carrilho e Rui Jácome decidiram encarar mais um confinamento com “força, motivação e positividade”. Por isso entraram com tudo em todas as plataformas de entrega de comida ao domicílio (Volup, Uber Eats, Glovo, Bolt Food e noMenu) mas também criaram a sua loja online, com entregas próprias. Não é a mesma coisa, mas os responsáveis tentaram de tudo para levar a sua selva do Campo Pequeno até casa e nem nas embalagens de take-away descuraram, tendo escolhido ilustrar o papel de parede da casa no cartão reciclado. A carta tem pratos novos para encomendar como o bao de leitão desfiado com batata palha caseira, redução de laranja e maionese de pimenta (9,50€), o mini hambúrguer de foie gras (10,50€), o arroz de lingueirão (16,50€) ou a empada de perdiz com massa folhada, couve coração, molho de foie gras, cogumelos e trufa (17,50€). Se encomendar pelo site do Sauvage, as entregas dentro do concelho de Lisboa são gratuitas e os pedidos acima de 30€ recebem uma garrafa de vinho Ribeiro Santo branco, tinto ou rosé à escolha.

Publicidade
Shogun
DR

31. Shogun

Durante a primeira quarentena, Pedro Abril, chef do Chapitô à Mesa, fez entregas de caldinhos asiáticos. Depois de um Verão 2020 recheado de Friendly Fires no seu restaurante, reavivou o projecto, dando-lhe uma nova cara e nome. Chama-se Shogun e o menu varia todas as semanas, podendo ir desde os ramens a arroz frito. Anuncia o menu no Instagram, durante o fim-de-semana, e entrega às quartas-feiras. É reservar logo que voa que nem pãezinhos quentes.

  • Restaurantes
  • Português
  • Oeiras
  • preço 2 de 4

O cardápio vai variando, mas saiba que aqui a aposta está na cozinha portuguesa. Também pode optar pelo Kit Feliz (20€), composto por uma série de petiscos, pratos, pão, vinho, azeite e picante. Há uma empada de cozido (20€/ 1kg). Pode encomendar através do 96 030 6524. O take-away está disponível até às 13.00, de segunda a sexta-feira.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Alvalade
  • preço 3 de 4

O pan-asiático do grupo Sea Me tem o seu menu disponível num site próprio ou nas apps Glovo e Uber Eats. Prove as keema samosa, umas chamuças de cabra com caril, molho de iogurte e menta (8€), a sopa tailandesa, picante e aromática, tom yum gai (13,50€), os famosos pad thai, de camarão (19,50€) ou frango (18,50€), um caril vermelho e um verde de frango (16,50€) e um bao com porco desfiado (8,50€). Até 28 de Fevereiro tem também disponível o menu especial de celebração do novo ano chinês, do boi

  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Cais do Sodré
  • preço 2 de 4

O restaurante de street food asiática do Cais do Sodré tem novos pratos para pedir através do site próprio ou das plataformas habituais como a takeaway.com. Entre as novidades tem as takoyaki, umas bolinhas de panqueca japonesa com polvo (7,50€), os fish cakes, bolinhos de peixe e camarão servidos com vinagrete doce tailandês (8€), ou os gwa bao negros com frango frito caramelizado em molho chinês com picles (9,50€, duas unidades). Para acompanhar, o chef Maurício Vale acrescentou ao menu também a couve pok shoi salteada (3,50€) ou os pandan buns cozidos a vapor (3,50€).

Publicidade
  • Restaurantes
  • Lisboa

A comida que lhe vão servir corresponde aos verdadeiros sabores portugueses, não fosse esta uma casa que se orgulha de fazer “alta cozinha de Monção”, como se lê à entrada do restaurante. A carta é extensa, repleta de especialidades reconhecidas como o arroz de lagosta e gambas, mas à quarta-feira e domingo, fixe os dias, não deixe escapar o cozido à minhota (24€),  confeccionado ao longo de 24 horas. Em compras superiores a 50€, recebe uma garrafa de vinho. A taxa de entrega é calculada consoante a distância ao restaurante.

+ Cozido à portuguesa ao domicílio 

  • Restaurantes
  • Português
  • Campolide

“Como nos últimos 40 anos, desde carvoaria a restaurante, chegou a hora de nos voltarmos a reinventar”. A Tasquinha do Lagarto tem take-away e entregas, com os menus diários publicados no Facebook, sempre com o vinho da casa (a partir de 7€), o bolo de bolacha (2,50€) e a mousse de chocolate (2,50€) que fazem parte da tradição para acrescentar à encomenda. Conte com clássicos como o bacalhau cozido com grão (9€), as lulas recheadas (8,50€), cabrito à tasquinha (10€) ou naco de vitela mirandesa no tacho (8,50€). As entregas são feitas num raio de 5km do restaurante, com um extra de 2€. Para take-away ligue para o 21 388 3202 e dê lá um saltinho.

Publicidade
  • Hotéis
  • Chiado

De um lado está o fine dining do The Art Gate (TAG), do outro a cozinha tradicional moderna, com foco nas carnes, do Ofício. Os dois restaurantes do mesmo grupo, ambos com o chef executivo Hugo Candeias à frente, juntaram-se para fazer um menu de take-away e entregas ao domicílio comum. Mas quem decide os pratos da semana são os clientes. Todas as segundas têm de estar atento às contas de Instagram dos restaurantes – @theartgate.co e @oficio_restaurant –, onde vão ser feitas várias perguntas sobre ingredientes ou métodos de confecção. Votação fechada, às terças é publicado o menu da semana e as encomendas podem ser feitas até quinta para entregas na sexta-feira, e até sexta-feira para entregas ao sábado e domingo. As reservas devem ser feitas por telefone (92 615 7492) ou por e-mail (therestaurant@theartgate.com).

  • Bares
  • Bares para ver desporto
  • Cais do Sodré

No início estiveram fechados e a resposta chegou em formato de sanduíches, grandes e bem recheadas, mantendo as referências desportivas nos nomes. Agora estão abertos, mas continua a poder encomendar: há a Home Run Pastrami, com pastrami fatiado em pão dourado, com mostarda dijon, coleslaw e manteiga de alho (10,50) ou a Spalding Meat Balls, uma sanduíche com almôndegas frescas de vaca e porco, queijo cheddar, tomate e pesto verde (9€). Calamares, nuggets de frango, asinhas de frango ou batatas fritas continuam no menu como petiscos para partilhar. Encomendas na Uber Eats ou take-away das 11.00 às 22.30 e nos fins-de-semana das 11.00 às 13.00.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Chinês
  • Parque das Nações

O The Old House, especializado na comida da região de Sichuan, conhecida por ser a mais gourmet do país e também a que mais uso faz de pimentas, chilis e malaguetas, tem um menu digital de take-away e entregas, com opções à carta ou combinados para duas pessoas (29,90€).

Tratto by La Trattoria
  • Restaurantes
  • Italiano
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O restaurante italiano La Trattoria simplificou a operação com o seu Tratto by La Trattoria, pensado exclusivamente para entregas ao domicílio e take-away (91 269 8312). A carta vai directa ao assunto, com calzones, massas frescas, lasanha ou hambúrguer – e uma sobremesa, a pana cotta (oferta quando optar pela recolha no restaurante). Os preços são mais acessíveis e as quantidades podem ser individuais ou familiares. Tem também kits do it yourself para pôr as mãos na massa.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Japonês
  • Princípe Real

Yakuza&Go é o nome temporário do restaurante japonês de Olivier da Costa, que mantém o sushi de fusão feito a partir do 231 da Rua da Escola Politécnica, no Princípe Real. Tem disponível, para take-away ou entrega, as entradas como o tako sacana (14€), tártaro de toro (55€) e tataki de atum (38€). Nos pratos principais, o sushi e sashimi tradicional, makizushi e especiais yakuza. Para quem não quiser peixe cru, há opções como a massa yaki udon, servida com legumes e lulas ou vaca. Se preferir provar de tudo, existem quatro menus, incluindo um para crianças (25€), que permitem conjugar sopa miso, peças de sushi e sashimi, gyozas, nigiris e sobremesa. Os pedidos superiores a 100€ têm oferta de bebida (vinho, cerveja ou saké).

  • Restaurantes
  • Alfama
  • preço 3 de 4

Marlene Vieira está à beira-rio com um projecto grandioso no novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa. Do lado mais próximo da ciclovia fica o Zunzum Gastrobar, onde há espaço para a alta cozinha a preço acessível. Agora, Em Sua Casa, é possível apreciar menus prontos a consumir ou ainda por finalizar, como é o caso da empada de cozido (8€), do arroz cremoso à Bulhão Pato com tataki de espadarte rosa (13,50€) e até de sobremesas como pavlova de mascarpone e fruta da época (5€). 

Pode continuar a encomendar comida boa para casa

  • Restaurantes
  • Japonês

Está no topo das escolhas dos consumidores na hora de mandar vir comida para casa e é fácil perceber porquê: com o sushi não corre o risco de a comida arrefecer (mas atenção que o peixe precisa de vir fresco e não morno), é facilmente acomodável em caixas e há cada vez mais opções para todas as carteiras. O sushi tornou-se uma escolha democrática para jantares entre amigos, mesmo que no seu círculo ainda tenha uns quantos que gostam é de peças fritas e crus nem vê-los (é quase como a eterna discussão do ananás na pizza – afinal está a valer ou não?). Aqui encontra restaurantes que entregam sushi ao domicílio em Lisboa para todos os escalões.

  • Restaurantes
  • Pizza

Tempos houve em que mandar vir comida para casa em Lisboa era quase sinónimo de mandar vir pizza. Hoje, as coisas já não são bem assim e há centenas de restaurantes à distância de um ou dois toques no ecrã do telemóvel. No entanto, as pizzas continuam a ser uma escolha segura para quem quer comer fora sem sair de casa. A diferença é que há cada vez mais boas opções, entre restaurantes com o próprio serviço de entregas e os outros (tantos outros) que se encontram nos serviços de entregas ao domicílio que povoam as ruas. Estas são algumas das melhores pizzas ao domicílio em Lisboa.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Padarias

Pão é um daqueles bens essenciais pelos quais ainda pode e deve sair à rua. Durante a gestão das idas ao supermercado, não se deixe levar pela opção mais fácil dos pães embalados e comerciais, sem grande sabor, e mantenha as rotinas e a escolha do pão artesanal, feito com recurso a massas-mãe. As melhores padarias artesanais lisboetas mantêm as portas abertas, em regime de take-away e com entregas ao domicílio, para que não lhe falte nada e continue a alimentar-se bem. Com mais ou menos variedade, com extras para acrescentar ao carrinho da entrega, e manter o cheirinho a pão quente acabado de fazer, explore a reformulada oferta destas padarias e padeiros em Lisboa. Pão fresco em casa nunca vai faltar. 

  • Restaurantes

Se a sua veia de pasteleiro ainda não veio ao de cima e não se dedicou a fazer bolos, brownies, pudins e bolachinhas, tome atenção. Mandar vir comida, ainda para mais sobremesas, pode ser uma arte – mas aqui sem um pingo de chatices, apenas muito açúcar à mistura. Se está a precisar de sugestões para rematar uma refeição, ou quiçá satisfazer um daqueles desejos irreprimíveis de um doce, espreite esta lista. Vai encontrar dónutes gulosos, gelados de bola ou pauzinho, ovos moles, especialidades italianas ou um singelo pain au chocolat. É só escolher uma destas sobremesas ao domicílio.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade