Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Cozinhe você mesmo: caixas DIY para preparar receitas de restaurantes em casa

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Ikigai
DR Crunchy Temaki DIY do Ikigai

Cozinhe você mesmo: caixas DIY para preparar receitas de restaurantes em casa

Metade da papinha vai toda feita. A outra metade é um DIY com livro de instruções. Prepare-se para cozinhar pizzas, tacos e até pratos tradicionais como se fosse um chef.

Por Inês Garcia e Raquel Dias da Silva
Publicidade

Já todos sabemos que a necessidade aguça o engenho e esta ideia nasceu com o primeiro confinamento. Mas as boas ideias são assim: adaptam-se a todas as circunstâncias e duram para lá do tempo que estava previsto. Ao encerrar, alguns restaurantes não se ficaram pelo take-away e pela entrega ao domicílio: prepararam caixas DIY onde juntaram ingredientes e receitas de alguns dos seus pratos-estrela. Assim, os chefs de trazer por casa podem brilhar ao mesmo tempo que matam saudades dos seus restaurantes preferidos. Vista o avental: o espectáculo vai começar. 

Recomendado: Mariscada em casa - serviços que entregam marisco ao domicílio

Cozinhe você mesmo

Las Gringas
Las Gringas
DR

1. Las Gringas

O Pistola y Corazón foi uma das maiores baixas na restauração lisboeta por culpa da Covid-19. A taqueria do Cais do Sodré fechou mas os donos não se ficaram e abriram o virtual Las Gringas, restaurante que deve o nome à gringa, uma variedade de taco que usa uma quesadilla como base, isto é, uma tortilha recheada. O menu foi criado de raíz com atenção aos ingredientes para que estes cheguem a casa com o máximo de sabor e textura. Além de gringas individuais, tem um Home Taco Kit (25€) para duas a três pessoas, com 14 tortilhas de milho orgânicas, acompanhadas por tinga de pollo, carnitas, feijão catarino, guacamole, pico de gallo, coentros, cebola, natas azedas, lima, três molhos e totopos. Pronto para fazer a sua mini festa mexicana em casa, em segurança. Pode encomendar através da plataforma Kitch,  sem taxa de entrega (tem apenas de confirmar se entregam na sua morada), ou através da Uber Eats.

Ikigai
Ikigai
DR

2. Ikigai

Restaurantes Japonês Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O novo restaurante japonês Ikigai abriu em Setembro de 2020 pelas mãos de Agnaldo Ferreira, dono da taberna japonesa Hikidashi em Campo de Ourique, e Rodrigo Osório, no interior da garrafeira Wines by Heart. Ao invés de fazerem unicamente um delivery de sushi para os tempos que correm, quiseram manter a ideia de experiência japonesa em casa com o crunchy temaki DIY (27€). É um kit completo para montar temakis em casa, que lhe chega com as algas crocantes, o arroz no ponto e salmão, atum, salmão picante, ikura, cebolete, wasabi e gari para os compor. Dá para, pelo menos, seis temakis e cada encomenda chega-lhe às mãos com um cartão de instruções. Entregam de segunda a sábado ao almoço e jantar, através das plataformas Uber Eats e Glovo. Também pode fazer a recolha no restaurante e ganha 15% de desconto.

Publicidade
Restaurante, O Velho Eurico, Comida
Restaurante, O Velho Eurico, Comida
©Manuel Manso

3. O Velho Eurico

Restaurantes Português Castelo de São Jorge

Este é um DIY para iniciantes, uma vez que a papinha vem realmente quase toda feita. Ainda assim, para quem nunca tira os tachos do armário, pode ser um desafio fritar rissóis ou croquetes e acertar no ponto de caramelização do prato de forno. Todas as semanas, José Paulo Rocha, responsável pelo tradicional O Velho Eurico, na Mouraria, tem um menu novo para encomendar e finalizar em casa, com as entradas e pratos bestsellers da casa, como os croquetes de borrego, rissóis de pernil, bacalhau à brás ou o arroz de pato. Este menu de confinamento, que pode levantar no restaurante ou receber em casa (por mais 2,5€) vem sempre com instruções escritas à mão para não fazer asneira na hora de terminar o prato e comer sempre quentinho, quase quase como se tivesse acabado de sair da cozinha do restaurante. O menu é anunciado às quintas e as encomendas devem ser feitas até às 22.00 de domingo, para serem depois entregues na terça-feira seguinte.

Zunzum gastrobar
Zunzum gastrobar
DR

4. Zunzum Gastrobar

Restaurantes Alfama

Marlene Vieira, a chef com presença no Time Out Market e com um restaurante no Tagus Park, em Oeiras, está também à beira-rio com um projecto grandioso no novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa. Do lado mais próximo da ciclovia, fica este Zunzum Gastrobar, onde há espaço para a alta-cozinha a preço acessível. Agora, em sua casa, é possível apreciar menus prontos a consumir ou ainda por finalizar, como é o caso da empada de cozido (8€), o arroz cremoso à bulhão pato com tataki de espadarte rosa (13,50€) e até sobremesas como pavlova de mascarpone e fruta da época (5€). As instruções não têm números: é só “deite isto, depois aquilo, por fim aqueloutro”. No fundo, um parágrafo para ter um prato de chef.

Publicidade
Musa Rock n Go
Musa Rock n Go
©Diana Mendes

5. Musa Rock 'n' Go

Bares Cervejaria artesanal Cais do Sodré

Depois de criarem um pack especial de confinamento que leva cervejas, copos, brindes e playlists a casa de todos, a Musa decidiu unir forças de volta dos tachos e reunir o melhor das duas cozinhas – a da Bica e a de Marvila – numa só. Os pratos mais pedidos e até kits DIY passam a estar disponíveis para take-away e para entregas numa só plataforma, a Musa Rock 'n' Go. Entre as propostas para fazer você mesmo, que encontra na área de Mercearia, há pastéis de bacalhau (7€/4un), de pão de queijo (8€/100g), pastrami caseiro (3,50€/100g) e até de falafel de tremoço com molho de iogurte (8€/12un). As entregas, que se realizam todos os dias da semana entre as 12.00 e as 21.00, são feitas num raio de cinco ou sete quilómetros, a partir da Bica.

Pasta Non Basta
Pasta Non Basta
DR

6. Pasta Non Basta

Restaurantes Avenidas Novas

Com novos pratos preparados para serem lançados nas cartas dos restaurantes, o Grupo Pasta Non Basta deparou-se com um dilema. Esperar pelo fim do confinamento para introduzir os novos menus ou arriscar e fazê-lo em delivery e take-away? A resposta é óbvia e, mesmo em confronto directo com favoritos como o Spaghetoni al tartufo, as novidades prometem não desiludir. Melhor só mesmo o regresso dos kits DIY de pizza (6-8€), agora com três propostas para recriar em casa: Margherita (tomate e mozzarella fiordilatte e de búfala), Diavola (tomate, mozzarella fiordilatte, salame picante e óregãos) e Rustica (tomate, mozzarella fiordillatte, cogumelos, fiambre e óregãos). Por mais 2,50€, a base de pizza é gluten-free. A forma da pizza (quem disse que tem de ser redonda?) fica depois ao critério do pizzaiolo da casa. Os pedidos podem ser feitos directamente através do WhatsApp (911 124 522), para delivery nos bairros de Alvalade, Avenidas Novas e Campo de Ourique, com valor mínimo de encomenda de 12€ e taxa de entrega gratuita. Para os restantes bairros, os kits devem ser levantados nos restaurantes após encomenda prévia.

Publicidade
La Trattoria
La Trattoria
La Trattoria

7. La Trattoria

Restaurantes Italiano Avenida da Liberdade/Príncipe Real

É o italiano mais antigo da cidade e agora tem várias propostas do it yourself para se entreter na cozinha e à mesa. Disponível para encomendas via Whatsapp (912 698 312), este serviço inclui todos os ingredientes de que precisa e as instruções passo-a-passo. O difícil vai ser escolher entre as várias opções: pizza margherita ou prosciutto funghi (18€), risotto funghi porcini (12,50€), risotto al gamberetti (14,50€) ou risotto di zucca al gorgonzola DOP (12,50€). Há ainda uma caixa especial (85€), que junta três kits DIY: um de Bellini, com prosecco e puré de pêssego branco, outro de rolinhos de ventricina e mozzarella e um terceiro de risotto. Esta proposta inclui ainda enchidos italianos e brownies de chocolate já feitos.

cozinhe você mesmo
cozinhe você mesmo
MyIced

8. MyIced

Chás de fruta ou leite, quentes ou gelados, com pérolas de tapioca ou bobas explosivas. É esta a especialidade da MyIced, que o ano passado lançou um kit do it yourself para fazer a bebida asiática em casa (17,98€-49,70€). Agora, há também pacotes “faça você mesmo” de crepes (15,60€) e panquecas (15,30€), que vêm com preparado de massa em pó, três toppings cremosos (chocolate com avelã, biscoito e chocolate negro) e as devidas instruções. Em casa, só precisa de ter água, um recipiente para bater a massa, uma frigideira anti-aderente e uma espátula.

Publicidade
Restaurante, Cozinha Mexicana, El Taco Chingón
Restaurante, Cozinha Mexicana, El Taco Chingón
©Inês Félix

9. El Taco Chingón

Restaurantes Mexicano Grande Lisboa

Começou como chef ao domicílio, cresceu com poisos fixos em Lisboa e Cascais e agora o projecto de Pedro Leitão volta forte a casa, mas através das plataformas de entrega e com um serviço “faça você mesmo”. Há kits com tudo o que precisa para fazer os tacos el pastor (9€) ou os tinga de pollo (8,50€), bestsellers da casa. Cada pedido vai com as instruções para montar. Pode pedir extra tortilhas (cinco, 5€) e completar com o guacamole e totopos, pedidos à parte, tal como as margaritas (5€).

Portugália
Portugália
Portugália

10. Portugália

Restaurantes Salão de cerveja Lisboa

A mítica cervejaria da Almirante Reis, que se modernizou, franchizou e espalhou um pouco por toda a cidade, tem agora um serviço “faça você mesmo”, que promete levar até sua casa os famosos pratos da marca. Além do clássico bacalhau assado (16,50€/1 pessoa), há pernil de porco (17,50€/1 pessoa), arroz de gambas e amêijoas (25,50€/2 pessoas), bacalhau com gambas, natas e broa (23€/2 pessoas) e até pica-pau à portuguesa (30,95€/3 pessoas). As encomendas devem ser feitas através de e-mail (reservas@portugalia.pt) ou por telefone (939 900 843). Mas a entrega ao domicílio só está disponível para pedidos a partir de 30€.

Publicidade
Arroz de Lagosta e gambas do Solar dos Presuntos
Arroz de Lagosta e gambas do Solar dos Presuntos
Fotografia: Manuel Manso

11. Solar dos Presuntos

Restaurantes Lisboa

Nos dias em que lhe der preguiça de cozinhar já pode encomendar uma refeição caseira digna de juntar a família à mesa. O clássico alfacinha Solar dos Presuntos uniu esforços com a Caetano Baviera para levar a “a alta cozinha de Monção” à sua casa. Além de refeições prontas – que vão da entrada à sobremesa – ainda pode encomendar refeições pré-cozinhadas para finalizar em casa, como arroz de lagosta e gambas (34,50€) ou cabrito assado no forno (28€). Os pedidos devem ser feitos com antecedência por telefone (210 533 653 ou 961 146 436) de segunda a sábado, entre as 11.00 e as 21.00.

Restaurante, Comida Independente, Kit Sandes de Pastrami
Restaurante, Comida Independente, Kit Sandes de Pastrami
©DR

12. Comida Independente

Compras Mercearias finas Santos

Quando Marcella Ghirelli começou a fazer pastrami na mercearia e bar de vinhos Comida Independente, era uma coisa meio secreta – tanto que lhe chamaram “nananã”. Havia quando havia e ia mesmo bem com um dos vinhos naturais da casa. A carne processada ali mesmo passa por um processo de salga, infusão de especiarias e fumo que demora cerca de dez dias. Ganhou fama e passou a estar sempre disponível. Depois de um interregno, regressou à nova loja online da Comida Independente num kit faça você mesmo. A caixa “sexy pastrami is back” (16€), como foi baptizada, tem dois pães brioche da Terra Pão, uma porção de pastrami, picles e dois molhos. Segue com instruções e um QR Code para ouvir a playlist de Marcella no Spotify enquanto prepara e se delicia. Está disponível para entrega ou recolha na loja às quartas e sextas-feiras.

Mais DIY

Margarida Garcia, DIY
©Grão a Grão

DIY: Os Macgyvers dos tempos modernos

Coisas para fazer

Têm bicho carpinteiro ou um enorme talento natural, gente que faz das mãos a sua ferramenta principal para transformar este mundo e o outro. Falámos com sete pessoas com jeitinho para trabalhos manuais de todos os géneros e lançámos-lhes um desafio: entreter os nossos leitores com um projecto de DIY. 

Cores, Pintura, Pinceladas
©Design by Freepin

As melhores lojas para os maluquinhos do DIY

Coisas para fazer

A sigla DIY – para do it yourself, ou faça você mesmo – generalizou-se e ficou na berra. Ganhou vídeos e canais de Youtube, ganhou gurus e livros e, como não podia deixar de ser, ganhou também lojas especializadas para abastecer quem gosta de trabalhos manuais. 

Publicidade
Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade