Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Ler Devagar junta música à literatura e à cerveja com nova loja de discos
Jazz Messengers
Manuel Manso Jazz Messengers

Ler Devagar junta música à literatura e à cerveja com nova loja de discos

Publicidade

O piso superior da livraria da Lx Factory vai albergar uma nova loja de discos: a Jazz Messengers. Vai fazer companhia à livralhada e à Beber Devagar.

A mais relevante distribuidora de jazz em Portugal, a catalã Distrijazz, uniu esforços com uma loja de discos conterrânea, a Jazz Messengers de Barcelona, para abrir um espaço congénere em Lisboa. A Jazz Messengers alfacinha abre portas nesta sexta-feira no andar de cima da Ler Devagar, a inspiradora livraria de contornos industriais na Lx Factory. Nas prateleiras estarão cerca de 4000 títulos, que vão muito além do catálogo da Distrijazz.

O nascimento de uma loja de discos pode parecer, simultaneamente, um acontecimento salutar e extemporâneo. Um empreendimento precioso mas a prazo, dada a consistente queda nas vendas de música em estado físico. O cenário não será ainda pior para espaços especializados em determinados géneros musicais? Recorde-se o caso, por exemplo, da Trem Azul, antigo oásis do jazz na Rua do Alecrim, que em 2014 deu por terminada uma década de actividade e deixou Lisboa sem uma loja dedicada aos meandros do jazz.

Carla Aranha sacode o pessimismo dos ombros. A responsável pela gestão tanto da Distrijazz como da encarnação lisboeta da Jazz Messengers vê as coisas de outra forma: “Somos um pouco contrários à ideia de que Lisboa não tem conseguido manter lojas de discos especializadas. Na última década emergiram novas lojas, com as suas características distintas, outras conseguiram manter-se. Acreditamos que os discos não estão em extinção e que há cada vez mais procura.” O ressurgimento do vinil (que é material para encontrar em abundância na loja) é um dos aspectos que a faz olhar para o futuro com tranquilidade. “O contínuo crescimento do vinil será disso um exemplo, nomeadamente na área do jazz, onde as novas gerações de músicos estão a conquistar espaço: quer através do movimento londrino, quer através da cena de Chicago e Nova Iorque. Teremos uma oferta bastante alargada, que vai desde as origens do jazz até aos projectos mais contemporâneos. Haverá igualmente lugar para a oferta de clássica e raras importações do Brasil”, diz.

Jazz Messengers

 

Jazz Messengers
Manuel Manso

 

“No fundo, isto é matéria de paixão e optimismo.” A vontade de lhes dar forma na Lx Factory, essa, “surgiu da bonita ideia de juntar música e literatura, dois elementos tão necessários ao espírito humano”. “E também deste lugar tão especial que é a Ler Devagar onde procuramos que leitor e ouvinte tenham um espaço de encontro e partilha. Foi uma osmose imediata”, revela Carla Aranha. O que significa que, além do próprio espaço e do manancial de livros que por lá se encontra, quem visitar a livraria de Alcântara passará a ser tentado por discos de uma miríade de editoras: ECM, Winter & Winter, Tzadik, Bis, Resonance, FarOut Recordings, BBE, Mr. Bongo, Hot Casa, International Anthem, Impulse, Blue Note, Polysom... 

Jazz Messengers

 

Jazz Messengers
Manuel Manso

 

Embora com ligação directa à casa-mãe de Barcelona, “toda a gestão e investimento da Jazz Messengers, em Lisboa, vai ser feita de forma autónoma através de uma equipa já existente e ampliada”. A Distrijazz empregará, na loja, quatro pessoas e está “fortemente” empenhada em manter uma “programação regular, com lançamentos, exposições e concertos de músicos portugueses e estrangeiros”. A estreia estava prevista para esta sexta-feira, dia de inauguração, com Melo D (Cool Hipnoise, The Family) e TextuAlive, trio composto por Hernâni Faustino (contrabaixo), Miguel Mira (violoncelo) e Margarida Azevedo (teclados), mas o evento foi cancelado como medida de contenção ao coronavírus. Para se refrescar durante os espectáculos, não precisa de deixar a livraria – nem sequer este piso: desde Janeiro que ali opera a Beber Devagar, um bar de cerveja artesanal com o selo da capariquense Trevo.

Rua Rodrigues Faria, 103 (Alcântara). Seg 11.00-21.00, Ter-Qui 11.00-23.00, Sex-Sáb 11.00-01.00, Dom 11.00-21.00

+ 34 coisas para fazer na Lx Factory

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade