Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Les Sources, para desmistificar a cozinha francesa
Notícias / Comida

Les Sources, para desmistificar a cozinha francesa

Les Sources
©Duarte Drago

O chef Jean Jacques Raymond construiu nome em França mas decidiu pôr a sua cozinha à prova em Lisboa. Pratos com ingredientes frescos e um espaço simples, no Jardim das Amoreiras, são a receita deste Les Sources.

O menu, mutável, é a bandeira da casa. No Les Sources, todos os dias há novas entradas, que dependem da disponibilidade dos ingredientes que o próprio Jean Jacques, chef de Lyon, consegue. Sopa de cebola gratinada (5,50€), salada de bacalhau com laranja e batatas (8€) ou salada lionesa com ovo escalfado, toucinho fumado e croutons (7€) são algumas das apostas na carta.

 

O foie gras do chef é um dos pratos que se mantém no menu
Fotografia: Duarte Drago

 

Autodidacta desde cedo, o autor da cozinha deste novo restaurante – nome trazido do hotel de charme Le Preiure des Sources, que recebeu a distinção de Meilleure Table d’Hôtes de France em 2015 – apaixonou-se por Portugal e decidiu, com os sócios da aventura em França, trazer a comida de casa até ao número 30 da Rua João Penha, junto ao Jardim das Amoreiras. Mas o domínio da cozinha francesa não lhe chegou. Jean Jacques decidiu fazer um estágio com a chef Justa Nobre e passou depois pelo Trivial, restaurante no Príncipe Real, para alinhar o produto e o gosto português. "Queria perceber o que é que podia fazer aqui, ter noção da cozinha portuguesa, não queria fazer só pratos franceses", diz. Ainda que o Les Sources leve o epíteto de restaurante francês. E que a principal clientela seja, também ela, da pátria tricolor.

 

Os raviolis recheados com queijo ricotta e cogumelos selvagens
Fotografia: Duarte Drago

 

"Quero que as pessoas tenham uma experiência com a minha comida. Não fizemos isto para o social", atira o chef, enquanto prepara o foie gras com brioche caseiro e cebola confitada (13,50€), um dos seus pratos de assinatura. Os raviolis recheados com queijo ricotta e cogumelos selvagens acompanhados de lentilhas (13,50€) são outro dos destaques, aos quais se juntam as vieiras Saint-Jacques (15€), acompanhadas de alho francês laminado e molho de champanhe.

 

Os ovos verdes, uma das apostas do chef no receituário português
Fotografia: Duarte Drago

 

Para já, o Les Sources – que ocupa o espaço onde funcionava a Tasca do Papagaio – tem disponíveis dois menus: o de almoço, a preços mais acessíveis, e o nocturno, que encarece. Quanto à carta, há sempre clássicos que permanecem, como o pièce du boucher (16€), uma peça de carne do dia, escolhida pelo chef, mas é possível fazer pedidos especiais, além de contar também com serviço de take-away. E não falta animação com as noites de música ao vivo, que são regularmente anunciadas na página de Facebook

Rua João Penha, 30-32 (Rato). 21 388 3678. Ter-Dom 12.00-15/19.00-22.30.

+ Os melhores novos restaurantes em Lisboa

Publicidade
Publicidade