A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Lesma
DR

Lesma: este festival quer celebrar a fotografia “lenta”

A Padaria do Povo acolhe, de 24 a 26 de Setembro, exposições, feiras, oficinas e conversas em torno da fotografia.

Escrito por
Joana Moreira
Publicidade

Há lesmas espalhadas nas paredes das ruas de Lisboa. Estão desenhadas nos posters que anunciam o Lesma, um festival de fotografia “lenta”, que acontece de 24 a 26 de Setembro no espaço da Padaria do Povo, em Campo de Ourique.

A ideia germinou durante a pandemia e foi concretizada pela Tira-Olhos – Associação de Fotografia Experimental. A associação, que surgiu em 2019, “trabalha com o público, sobretudo programando e executando oficinas de processos fotográficos alternativos”, explica Sofia Silva, presidente da Tira-Olhos, à Time Out.

Tal como o nome do festival sugere, o foco é a “fotografia lenta”, isto é, a fotografia “artesanal e/ou mecânica, histórica e/ou alternativa”, segundo a organização. Durante três dias há actividades que celebram esse carácter processual e menos instantâneo da criação fotográfica.

Lesma
DR

O programa (que pode ser consultado na íntegra aqui) inclui exposições, um ciclo de conversas e demonstrações de participação gratuita, como aquela em que o artista Guilherme Maranhão constrói uma câmara digital artesanal a partir de um scanner. Há também oficinas, como a de retratos em colódio húmido ou a de construção de uma câmara de papelão.

Nas demonstrações basta aparecer, mas no caso das oficinas é necessário fazer uma inscrição prévia até ao dia 20 de Setembro – muitas delas já estão esgotadas.

+ ModaLisboa assinala 30 anos com desfiles no Capitólio

+ Leia já, grátis, todas as edições digitais da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade