Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Lisboa encerra teatros municipais e museus cancelam todos os eventos
Cinema de São Jorge
Inês Félix

Lisboa encerra teatros municipais e museus cancelam todos os eventos

Publicidade

Na sequência das medidas preventivas do novo coronavírus, a Câmara  de Lisboa anunciou esta terça-feira que os equipamentos culturais do município vão ficar encerrados durante as próximas três semanas com efeito a partir de quarta-feira, dia 11. A DGPC deu instruções para a suspensão dos eventos nos organismos sob a sua tutela.

A Câmara Municipal de Lisboa decidiu agir preventivamente e encerrar as portas dos equipamentos culturais da cidade sob a tutela da autarquia, à semelhança do que o Porto já tinha feito esta manhã. Em Lisboa, vão encerrar de amanhã, 11 de Março, até 3 de Abril, teatros e museus municipais, assim como serão cancelados todos os eventos públicos. 

“Na sequência do Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença por novo Coronavírus (Covid-19) e das orientações da DGS [Direcção Geral da Saúde] para diminuir a evolução epidemiológica, a CML tomou as seguintes medidas temporárias, com vista a reduzir os riscos de exposição e contágio”, explica a autarquia de Lisboa em comunicado. 

Tendo em conta esta decisão, a Câmara procede ao encerramento de museus, galerias e bibliotecas municipais, teatros municipais (São Luiz, Lu.Ca e Teatro do Bairro Alto), do Padrão dos Descobrimentos e do Cinema São Jorge. A MONSTRA - Festival de Animação de Lisboa, que iria decorrer entre 18 e 29 de Março no São Jorge, será adiada – a organização anunciará em breve novas datas e o molde em que o festival vai acontecer, uma vez que celebram os seus 20 anos. 

Todas as piscinas geridas pelo município e Juntas de Freguesia são afectadas por esta medida, assim como serão suspensas todas as actividades desportivas promovidas pelo município em recinto fechado, nomeadamente, as Olisipíadas. 

Dentro das actividades suspensas, ficam canceladas as visitas de lazer, turismo ou de âmbito cultural promovidas pelo município e das actividades complementares à acção educativa, como visitas de estudo e passeios promovidas.

A CML quer “promover com cada Junta de Freguesia a avaliação de cada iniciativa concreta que se encontre programada”. “Mantêm-se em funcionamento regular todos os serviços de atendimento ao munícipe, assim como os parques e jardins de gestão municipal”, pode ler-se ainda em comunicado, que acrescenta que o Castelo de São Jorge manter-se-á aberto ao público. Por enquanto, a Câmara vai manter em funcionamento feiras e mercados, reforçando as acções de formação e prevenção já em curso. 

A medida afecta todos os equipamentos municipais de Lisboa, sendo que a programação cultural será adiada até ser retomado o normal funcionamento das instalações.

Museus nacionais, Gulbenkian e CCB

A Direcção Geral do Património Cultural (DGPC) também decidiu suspender os eventos nos seus equipamentos, o que afecta organismos em Lisboa como a Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves, o Museu Nacional dos Coches, o Museu Nacional de Arte Antiga ou o Mosteiro dos Jerónimos. Até nova decisão da direcção, os museus e monumentos mantêm-se, apesar disso, abertos ao público. 

Também o Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian anunciou em comunicado que vai cancelar (e adiar quando possível) os próximos concertos da temporada Gulbenkian Música no Grande Auditório. O Centro Cultural de Belém anunciou, por sua vez, o adiamento da ópera A Valquíria, de Richard Wagner, originalmente agendada para 12 e 15 de Março, para 22 e 25 de Outubro. Para já, o CCB mantém todos os outros espectáculos agendados.

O COVID-19 está a levar algumas entidades e promotoras a cancelar ou a adiar eventos em Lisboa, como é o caso da BTL, da Meia Maratona de Lisboa ou do Lisbon Coffee Fest. 

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade