Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Loja das Conservas abre dois restaurantes na Baixa
Notícias / Comida

Loja das Conservas abre dois restaurantes na Baixa

Loja das Conservas
ManuelManso

A Loja das Conservas, na Baixa, agora além de degustações das conservas vendidas tem também petiscos e refeições nos dois espaços.

Sara Costa tem perfeita noção de que “ainda há aquela ideia de que a lata de conserva é a de atum, sempre esquecida no fundo da dispensa para desenrascar”, mas a prova de que algo está a mudar é o facto de a clientela da Loja das Conservas em Dezembro ser sempre maioritariamente portuguesa. Para ajudar a acabar com o preconceito e mostrar que as conservas são produtos de qualidade, abriram dois restaurantes nas duas lojas da marca, criada em 2013 em parceria com a Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe.

Manuel Manso

 

Todos os pratos aqui servidos têm uma conserva de uma das 19 conserveiras com que trabalham – até a sobremesa leva uma. O restaurante na loja da Rua da Assunção é num espaço contíguo à loja e tem massada de peixe (13€), migas alentejanas com sardinha picante (12€) e bem gordinha, capturada na época da desova, pataniscas de bacalhau com arroz de feijão (11€) ou bacalhau à Brás (13€). “A maior parte das pessoas nem sabe que existe bacalhau em conserva”, lamenta Sara. Tiago Neves e André Palma, os cozinheiros deste espaço e do na Travessa do Cotovelo, com mais petiscos do que refeições completas, nunca tinham trabalhado com conservas. “É uma matéria-prima simples mas tem um sabor muito apurado. O que fazemos é adaptar a proteína aos restantes elementos do prato. Não cozinhamos a conserva, só a transformamos”, explica Tiago.

 

Migas alentejanas com sardinha
Arlindo Camacho

 

 

“A ideia aqui foi andar sempre à volta dos pratos portugueses, daquilo que conhecemos”, diz Sara, reforçando que este espaço não é só para turistas, até porque os turistas já conhecem bem este produto e não precisam de lhe reconhecer a qualidade – “estamos a falar de um sector que exporta a maioria do que produz”.

 

Chamuças de atum com caril
Arlindo Camacho

 

 

A ementa tem ainda chamuças de atum com caril, pastéis de massa tenra com bacalhau e grão (1,50€/unidade), croquetes de sardinha e tomate picante (1€/unidade) ou sardinhas em tempura de limão, picante e fumada com molho de iogurte (4,50€/três unidades). No outro restaurante, a estes petiscos juntam-se outros apenas disponíveis nesse segundo espaço, como os carapauzinhos com molho à espanhola (6,50€), a meia desfeita (7,50€) ou a morcela de sangacho (7,40€).

 

Semi-frio de cavala
Arlindo Camacho

 

 

Para sobremesa, criaram um semi-frio de cavala que vão rebaptizar de doce da casa e que admitem que é coisa de amor ou ódio – é feito com cavala em conserva e no topo do semi-frio leva pimentos em vinho do Porto (3,50€).

Rua da Assunção, 83 (Baixa). Qua-Dom 12.00-22.00.

Dias 12 e 13 de Maio há brunch a 10 euros em 41 restaurantes

+ O Soão, a nova taberna asiática de Alvalade, abre quinta-feira

Publicidade
Publicidade

Latest news