A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Livraria Greta
© Francisco Romão Pereira / Time OutLorena Travassos na Livraria Greta, nos Anjos

Lorena quer dar à luz a Greta Edições com uma colecção de feminismos

O primeiro livro, ‘Onde é que elas andam?’, reúne uma selecção de textos escritos por mulheres e pessoas lésbicas.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Lorena Travassos inaugurou a livraria Greta, nos Anjos, em 2023, para dar voz a mulheres trans e cis. Agora, quer fazer nascer a Greta Edições, dedicada à publicação de textos feministas. Para isso, precisa da ajuda dos leitores. A tiragem de 200 exemplares do primeiro número da Colecção Fresta, Onde É Que Elas Andam?, que reúne uma selecção de textos escritos por mulheres e pessoas lésbicas, custa cerca de 4000€. E os leitores são convidados a contribuir: por 15€, tem direito a um livro, que será entregue na sua morada, e à entrada na Festa de Agradecimento, que terá bar aberto e DJ; se subir a parada, poderá receber extras, como um saco da Greta, um print A4 e uma bandeira.

“Há uma necessidade grande de conhecer as vozes feministas locais, vozes insurgentes e marginalizadas que prezam por um feminismo interseccional. Por isso, temos como missão dar visibilidade à produção de mulheres e pessoas não-binárias em sua diversidade dentro do feminismo, além de promover a acessibilidade através de traduções de livros”, diz-nos a editora e livreira. “Estamos agora a começar a Colecção Fresta, que será uma colecção totalmente voltada para a produção feminista de pessoas não-binárias e mulheres, com organizadoras falantes da língua portuguesa, a fim de trazer temas locais que são totalmente desconhecidos da população em geral.”

Onde é que elas andam
DR

O primeiro número está a ser organizado por Alexa Santos e deverá ser publicado em Junho. A activista e co-directora do Clube Safo, que é também vice-presidente do INMUNE – Instituto da Mulher Negra em Portugal, reuniu textos importantes para o activismo e a história do movimento lésbico em Portugal, incluindo um texto internacional traduzido e revisto por pessoas portuguesas. O livro, que inclui textos de nomes como a actriz e encenadora Alice Azevedo e a antropóloga Raquel Afonso, conta ainda com imagens de publicações que ilustram os primeiros passos das publicações para a visibilidade do movimento lésbico em Portugal, como é o caso das revistas Organa, Lilás e Zona Livre.

Um exemplar de Onde É Que Elas Andam? custa 15€ em pré-venda, mas – como já referimos – são precisos 4000€ para a primeira tiragem andar para a frente. A campanha está online na plataforma de crowdfunding PPL durante os próximos dez dias. Já há mais de 100 apoiantes, mas ainda é suficiente. Se quiser contribuir, tem até às 18.00 de 24 de Maio. Pode apoiar com entre 15€ e 55€ – o valor mais alto dá direito a um livro, entrada na Festa de Agradecimento, um saco com ilustração, uma ilustração A4 assinada e uma bandeira a dizer “Se não és lésbica”, numa alusão à peça Se não és Lésbica, como é que te chamas?, de Alice Azevedo.

Já o segundo número da Colecção Fresta, ainda sem data prevista para lançamento, será organizado por Gisela Casimiro e irá reunir uma selecção de textos de pessoas e mulheres negras. “No futuro, queremos publicar outros feminismos, como o ecofeminismo e o feminismo cigano, dentre outros movimentos que existem e precisam ser conhecidos.” A ideia, esclarece, é publicar um a dois livros por ano, explorando uma variedade de géneros, desde a não-ficção activista até à distopia feminista.

Siga o novo canal da Time Out Lisboa no Whatsapp

+ Nesta livraria, só há lugar para pessoas e poesia. A tecnologia fica no bolso

Últimas notícias

    Publicidade