A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Matcha Carcavelos
Gabriell Vieira

Matcha: um brunch sem horas, com cocktails e poucos ovos

Há mais um novo inquilino no Mercado de Carcavelos: um restaurante onde o brunch não tem regras, só pratos instagramáveis.

Por
Claudia Lima Carvalho
Publicidade

No Mercado de Carcavelos sente-se cada vez mais uma vida nova, espaços fechados começam a abrir e a fazer deste lugar um ponto de paragem. O Matcha, com uma esplanada difícil de desviar o olhar, é a mais recente novidade. Abriu no antigo espaço do famoso Eduardo das Conquilhas, que mantém a cervejaria na Rua Capitão leitão, e os petiscos e as imperiais deram espaço a tostas, bowls, panquecas, sumos e cocktails – tudo super instagramável. 

Matcha Carcavelos
Gabriell Vieira

Joana Janeiro, a mente por detrás do Matcha, não é nova nestas andanças: é dela o Koa, na Costa da Caparica. Mas se por lá, há menus brunch, pratos de ovos e tudo o que se espera de um restaurante feito à medida desta refeição, por aqui o conceito é outro, com uma carta mais fluida que quer conquistar até aqueles que habitualmente torcem o nariz ao brunch. Além de que há um cuidado diferente na carta, feita entre Joana e o chef Marcelo Soares. 

“Eu queria mesmo quebrar qualquer associação com o Koa e quem conhece percebe que as coisas são diferentes”, diz Joana, destacando a preocupação de ter no Matcha alternativas vegan e sem gluten. “O Koa é o típico brunch, aqui havia uma necessidade de fazer mais e melhor”, continua, explicando que procurou neste espaço trabalhar com agricultura auto-sustentável. 

Mas isso não bastava: “Queríamos que as pessoas ficassem impressionadas com os pratos e que encontrassem uma coisa diferente e não mais do mesmo”. Talvez por isso, cada prato que sai da cozinha pede uma fotografia para o Instagram e isso não é por acaso – os olhos também comem. 

Nas entradas, há nachos em molho de tomate, feijão preto e queijo cheddar (6€) que podem servir de snacks ao final do dia, tal como umas quesadilhas (Palomita 6,50€ e Calientita 7,50€) não têm hora nem ordem para serem devoradas. Já para os dias quentes, há ceviche fresquíssimo de salmão marinado em sumo cítrico com manga, tomate e cebola roxa.

E os ovos tão habituais nos brunches, só se encontram numa tosta que tem o nome de Super Brunch (11€), ou não fosse ela feita com pão alentejano torrado, ovo escalfado, bacon, abacate, cogumelos e tomate cherry – acompanha com húmmus e salada. 

Matcha Carcavelos
Gabriell VieiraFiggostosa

Entre os bowls, destaca-se o figgostosa (9,50€), onde uma cama de folhas verdes e quinoa, serve de base a uma burrata fresca em redução de vinho tinto, rodeada de figos frescos, cogumelos salteados e microgreens de coentros. 

Nas sobremesas, tanto há uma muito gulosa pavlova pankace (6€), com créme fraiche, doce de morango, fambroesas e suspiros, como uma taça de açaí (8€) com uma selecção de frutas variadas, granola, mel e amendoim torrado. 

Matcha Carcavelos
Gabriell VieiraPavlova Pancake

Para acompanhar tudo isto, não faltam sumos naturais, mas o destaque talvez vá para os cocktails que Joana garante terem muita saída. “Estava com medo das pessoas não serem receptivas aos cocktails na carta porque no brunch as pessoas não optam habitualmente por álcool, mas arriscámos e está a funcionar muito bem. Acabámos por abranger um público que não é muito do brunch”, diz, contando como o espaço se vai transformando ao longo do dia.

Talvez por isso, quem sabe, apareçam novidades ou programas para o final de tarde. 

Passeio Padre Aleixo Cordeiro (Mercado de Carcavelos). 10.00-19.00 (encerra segunda e quinta-feira)

+ Nova esplanada d’A Chamuçaria convida a refeições bem regadas

+ Neste bar em Carcavelos serve-se vinho a copo, queijo e enchidos

Últimas notícias

    Publicidade