A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Mãe Galinha
©DRSerial Mom

MOTELX: entre o terror da Guerra Colonial e das mulheres assassinas

O MOTELX está de regresso ao Cinema São Jorge com um extenso cardápio de filmes de terror, entre 7 e 13 de Setembro.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

Abandonar o estereótipo da representação masculina nos filmes de terror é uma das missões dos programadores da 15.ª edição do MOTELX Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, que se realiza entre 7 e 13 de Setembro no Cinema São Jorge e, pelo meio, apresenta o programa especial “Fúria Assassina  Mulheres Serial Killer”.

Segundo a organização, esta retrospectiva “junta os escassos filmes de serial killers mulheres”, como A Condessa Sangrenta (2009), realizado por Julie Delpy; Monstro (2004), de Patty Jenkins; Baise-Moi (2000), de Virginie Despentes e Coralie Trinh Thi; Audition (1999), de Takashi Miike; e Mãe Galinha (1994), de John Waters. Ao longo da história do género, as protagonistas costumam ser as vítimas, mas as películas seleccionadas remetem a representação masculina para segundo plano.

Outro tema em destaque na programação do MOTELX será o da Guerra Colonial, por ocasião dos 60 anos do início do conflito armado entre Portugal e as ex-colónias, que decorreu entre 1961 e 1974. Os dois filmes sobre a guerra de Joaquim Leitão, Inferno (1999) e 20,13 Purgatório (2006), estarão enquadrados na secção Quarto Perdido, dedicada a clássicos esquecidos do cinema português.

Há mais dois filmes nacionais a não perder. O primeiro é Um Fio de Baba Escarlate (2020), de Carlos Conceição, que acompanha a vida de um serial killer em Lisboa e foi galardoado com o Prémio Revelação para a Melhor Realização Europeia no Festival de Cinema de Sevilha há um ano. O outro é Lobo Solitário (2021), o último trabalho de Filipe Melo que, num plano sequência único, acompanha um programa nocturno de um radialista que recebe uma chamada de um velho amigo.

Mas antes de tudo o resto, no arranque do festival, The Green Knight (2021), de David Lowery, será exibida em antestreia. Protagonizada por Dev Patel, esta longa-metragem é uma “releitura tão misteriosa como assustadora, tão fantasiosa como profunda da lenda arturiana de Sir Gawain”.

Outro dos destaques da programação é The Amusement Park, realizado por George A. Romero em 1973. Uma encomenda da Sociedade Luterana da Pensilvânia, que pretendia um filme sobre a ocupação na terceira idade e que não terá ficado satisfeita com o resultado. A obra, que se transformou numa surreal crítica à forma como a sociedade trata os mais velhos, ficou na prateleira e estreou apenas em 2019, em Pittsburgh, após um restauro 4K.

Como sempre, o MOTELX tem uma programação de Warm Up entre 2 e 4 de Setembro, onde se inclui o habitual Cinema ao Ar Livre no Largo Trindade Coelho ou a exposição As Vizões do Ego, a primeira incursão de Edgar Pêra na pintura, onde os seus quadros serão acompanhados pelo desenho de luzes de Rui Monteiro e banda sonora de Artur Cyaneto. A programação, ainda por fechar, pode ser consultada no site oficial do festival.

+ Há mais de 700 marcas editoriais para descobrir na Feira do Livro

+ Leia já, grátis, a edição digital da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade