A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Museu do Oriente debate exílio e migração com ciclo do Doclisboa

Por
Sebastião Almeida
Publicidade

Ciclo de cinema documental do DocLisboa mostra, em Fevereiro, como o exílio e os movimentos migratórios marcaram a segunda metade do século XX e influenciam os dias de hoje.

Em Fevereiro, o Museu do Oriente terá um ciclo de cinema documental dedicado ao tema do exílio. A mostra acontece no âmbito do DocLisboa 2020, festival de cinema documental que acontece todos os anos em Outubro. Os filmes serão projectados todos os domingos do mês, às 17.00, com entrada gratuita.

A programação foca-se nas questões do exílio e da deslocação enquanto condições permanentes da Humanidade. Através de histórias de vida reais, são traçados os retratos de gente que, ao longo da primeira metade do século XX, sofreu na pele a falta de empatia e de solidariedade para acolher, características que são hoje desafiadas pelas políticas de alguns países. Memory is Our Homeland, de Jonathan Kolodziej Durand, estreia-se em Portugal a 2 de Fevereiro e conta a história de irmãs polacas refugiadas na Tanzânia durante a Segunda Guerra Mundial.

Eldorado, de Markus Imhoof, passa a 9 de Fevereiro e debruça-se na história pessoal do realizador, que conheceu uma criança italiana refugiada, na Segunda Guerra Mundial e traça um ponto de comparação com a forma como migrantes e refugiados são tratados actualmente. A segunda parte do ciclo acontece entre 16 e 23 de Fevereiro, focando-se na relação do movimento com diferentes territórios. Em Ta’ang, de Wang Binb (exibido a 16 de Fevereiro), segue a fuga de famílias de minoria étnica birmanesas à guerra civil no Mianmar, pela zona montanhosa que faz fronteira com a China.

Youssef Chebbi, Ismael Chebbi e Ala Eddine Slim mostram, em Babylon (23 de Fevereiro), como um campo de refugiados na Tunísia é erigido de raiz. Ao longo do filme, é retratado como um território virgem é transformado rapidamente numa cidade, e a relação que se estabelece entre pessoa de diferentes nacionalidades e culturas.

O ciclo de cinema documental acontece nos dias 2, 9, 16 e 23 de Fevereiro e é necessário o levantamento prévio do bilhete no dia da sessão.

Museu do Oriente (Alcântara), 2, 9, 16 e 23 de Fevereiro, 17.00. Entrada livre.

+ Documentários para ver na Netflix

Últimas notícias

    Publicidade