Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Vinte documentários na Netflix que não pode perder
Bob Dylan
©IMDB Bob Dylan, Rolling Thunder Revue

Vinte documentários na Netflix que não pode perder

São uma das grandes apostas do serviço de streaming. E estes são alguns dos melhores documentários na Netflix que tem de ver.

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Nem só de grandes filmes ou de grandes séries se faz a gigante do streaming. Os documentários são, nos últimos anos, outras das razões do sucesso e parecem despertar cada vez mais atenção; pelo factor humano, pela curiosidade, porque as grandes histórias precisam sempre de ser contadas, mas nem sempre precisamos de um filme ou, lá está, de uma série. A crueza da realidade é muitas vezes a receita necessária ao sucesso, e o registo documental é o epicentro desse olhar. Acompanhe as grandes histórias de atletas, treinadores, actores, músicos, médicos, ou de realidades que nos rodeiam nestes 20 documentários na Netflix.

Recomendado: 11 novas séries da Netflix que vale a pena ver

Documentários para ver na Netflix

1. The Black Godfather

The Black Godfather mostra-nos a história de vida de Clarence Avant, uma figura incontornável para a comunidade afro-americana. Numa altura em que o país começava a abrir portas à igualdade, Clarence foi um dos primeiros nomes a pavimentar o percurso da sua comunidade, destruindo barreiras e criando oportunidades, tornando-se uma espécie de mentor definitivo e rainmaker dos bastidores em música, cinema, TV e política.

2. IVERSON

Iverson apresenta-nos o legado da lenda da NBA Allen Iverson; nascido e criado num cenário de pobreza extrema em Hampton, na Virgínia, para se tornar onze vezes NBA All-Star e ícone universalmente reconhecido do jogo. Fora de campo, a sua recusa à convenção conservadora da NBA e o abraçar da cultura hip-hop provocaram ondas de choque por toda a liga e influenciaram uma geração inteira. Contado em grande parte nas próprias palavras de Iverson, o filme mostra os altos e baixos da carreira de uma das figuras mais distintas e premiadas que o basket já viu. 

Publicidade

3. Bobby Robson: More Than a Manager

No Verão de 1995, Bobby Robson foi diagnosticado com cancro e tinha apenas alguns meses de vida. Menos de um ano depois, estava à frente do FC Barcelona – cujo lema é "Mais do que um clube". Mas Bobby Robson era, também ele, uma figura maior. Quando transformou o seu Ipswich em vencedor europeu, ficou claro o que estava para vir. O que se seguiu foi uma carreira de glória: dois campeonatos holandeses, um campeonato português, uma taça UEFA, uma FA Cup ou uma Copa del Rey são alguns dos louros que o reputado treinador conquistou. 

4. Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story By Martin Scorcese

Em 1975, um cameraman pergunta ao cantor, no final de um empolgante concerto da sua digressão Rolling Thunder Revue, como é que foi. "Como foi o quê?", responde o famoso músico oblíquo. Quando lhe pediram para comentar sobre a mesma digressão agora, Dylan diz que não se trata de nada – é apenas algo que aconteceu há 40 anos. Mas será que aconteceu mesmo? É este o mote, a partir de uma das figuras mais adoradas da música, que faz Rolling Thunder Revue mexer.

Publicidade

5. Winter on Fire: Ukraine's Fight for Freedom

Indicado ao Óscar em 2016, Winter on Fire: Fight for Freedom apresenta aos telespectadores uma história de cidadãos comuns que enfrentam brigadas de choque controladas pelo então Presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, apoiado pelo Presidente russo, Vladimir Putin. Um documentário sobre a agitação na Ucrânia durante os anos de 2013 e 2014, à medida que as manifestações estudantis que apoiam a integração europeia se transformaram numa revolução violenta que pedia a renúncia de Yanukovych.

6. ReMastered: Devil at the Crossroads

Foi uma das primeiras entradas naquele que viria a ser conhecido como o "clube dos 27" e, ainda que não haja certeza, terá sido envenenado. Mas não foi só na morte que Robert Johnson, para muitos o pai do Delta Blues, se envolveu em mistério. A vida do músico é, também ela, um conjunto de especulações, sendo a mais famosa de todas o seu suposto pacto com o diabo em troca do talento para tocar guitarra. Pacto ou não, ficou a música, e neste Devil at the Crossroads percebemo-la um pouco melhor.

Publicidade

7. Quincy

Este documentário homónimo da lenda mergulha-nos na vida de Quincy Jones, na sua obra, nos altos e baixos, e na importância incontornável que tem na história da indústria cultural dos Estados Unidos. Uma força única na música e na cultura popular há 70 anos, Jones transcendeu as fronteiras raciais e culturais; a sua história é inextricavelmente americana. 

8. Democracia em Vertigem

Realizado por Petra Costa, Democracia em Vertigem narra um dos periódos politico-sociais mais conturbados na história do Brasil. O filme, que foi uma das apostas da Netflix para o Óscar de melhor documentário, mergulha no processo de impeachment de Dilma Rousseff, no desenrolar da operação Lava-Jato, até à conjuntura que viria a eleger Jair Bolsonaro.

Publicidade

9. The Great Hack

Karim Amer e Jehane Noujaim decidiram contar, ao longo de duas horas, de que forma foram utilizados os dados de milhões de pessoas para fins políticos. A empresa britânica recolheu, sem consentimento, informações que foram utilizadas em campanhas políticas, nomeadamente na de Donald Trump, quando concorria à Presidência dos Estados Unidos, e no referendo do Brexit. 

10. Oprah Winfrey apresenta: Aos Olhos da Justiça de Hoje

Depois do sucesso de Aos Olhos da Justiça, minissérie sobre a condenação de cinco jovens indevidamente acusados de atacarem e violarem uma mulher no Central Park, em Nova Iorque, no Verão de 1989, Oprah Winfrey entrevista os actores e as pessoas reais que estiveram atrás das grades e contam o seu testemunho em primeira mão. 

Publicidade

11. Uma Fábrica Americana

É a primeira produção da Higher Ground, a empresa criada por Michelle e Barack Obama. Realizado por Steven Bognar e Julia Reichert, o documentário centra-se nos trabalhadores norte-americanos da fábrica da General Motors que encerrou em 2008 e foi adquirida por uma empresa chinesa que produz vidros para automóveis. Ao longo de duas horas, descobre-se os choques culturais entre as pessoas destas duas potências mundiais. 

12. A 13.ª Emenda

A 13.ª Emenda da Constituição dos Estados Unidos, aprovada em 1865, pôs fim à escravatura. É daí que vem o nome deste excelente documentário de Ava DuVernay para a Netflix, que observa a intersecção entre raça, justiça e encarceramento em massa nos EUA. O filme foi premiado com um Emmy e esteve nomeado para o Óscar de Melhor Documentário.

Publicidade

13. Casting JonBenet: A Pequena Rainha da Beleza

JonBenét Ramsey, modelo e participante em concursos de beleza, morreu em 1996. Tinha seis anos. O caso nunca foi resolvido, apesar do seu mediatismo, e duas décadas depois Kitty Green foi à procura de respostas. Basicamente, fez um casting para um suposto filme sobre o crime e foi falando com os participantes e actores sobre o caso. Casting JonBenet: A Pequena Rainha da Beleza é o resultado dessas conversas, um documentário engenhoso e vanguardista.

14. Amar-me-ão Quando Eu Morrer

Em Novembro de 2018, no mesmo dia em que estreou finalmente Outro Lado do Vento (The Other Side of The Wind), filme perdido e inacabado de Orson Welles, a Netflix estreou também They'll Love Me When I'm Dead, um documentário de Morgan Neville sobre a rodagem daquele filme. Uma pequena, mas muito interessante janela para a obra e o fim da vida de um dos mais importantes realizadores norte-americanos.

Publicidade

15. Ícaro

Ícaro foi o sétimo filme distribuído pela Netflix a ser nomeado para o Óscar de Melhor Documentário. E o primeiro a ganhar na categoria. Realizado por Bryan Fogel, o filme parte de uma investigação sobre o uso de doping no ciclismo, mas transforma-se em algo maior quando Grigory Rodchenkov, um dos entrevistados, revela a existência de um grande programa de doping olímpico na Rússia.

16. Jim e Andy

Durante a rodagem de Homem na Lua, o biopic de Andy Kaufman realizado por Milos Forman, Jim Carrey perdeu-se e desapareceu na personagem. Naqueles meses de 98/99, não existiu Jim, apenas Andy. Jim & Andy: The Great Beyond – Featuring a Very Special, Contractually Obligated Mention of Tony Clifton (é este o título original do filme e é todo um programa), de Chris Smith, centra-se nesse período, alternando imagens da rodagem do filme de 1999 com entrevistas actuais a Jim Carrey, numa meditação sobre fama, arte e representação.

Publicidade

17. Jiro Dreams of Sushi

Jiro Dreams of Sushi é um documentário sobre um chef de sushi – Jiro Ono, na altura com 85 anos e dono do Sukiyabashi Jiro, um restaurante com apenas dez lugares e três estrelas Michelin. Mas é mais do que isso. É uma meditação sobre a busca da perfeição e a obsessão com o trabalho, tão cativante e interessante para foodies como para gente que já não tem ou nunca teve paciência para peixe cru.

18. Período: O Estigma da Menstruação

Roma, de Alfonso Cuarón, não foi o único filme da Neftlix premiado nos Óscares de 2019. Período: O Estigma da Menstruação, de Rayka Zehtabchi, também venceu na categoria de melhor curta documental. O filme acompanha um grupo de mulheres que fabrica pensos higiénicos a baixo custo e luta pela sua independência financeira e contra, lá está, o estigma da menstruação na Índia rural.

Publicidade

19. The White Helmets

A Síria está em guerra civil desde 2011/2012 e os bombardeamentos já mataram milhares de civis. The White Helmets filma os socorristas da Defesa Civil Síria – um grupo que a Rússia e a Síria acusam de ter ligações à Frente al-Nusra (antiga Al-Qaeda na Síria) – que todos os dias arriscam a vida para resgatar as vítimas destes ataques. Realizado por Orlando von Einsiedel, foi o primeiro filme da Netflix premiado com um Óscar.

20. What Happened, Miss Simone?

Mais um filme nomeado para o Óscar de Melhor Documentário. Desta feita, sobre a vida da cantora norte-americana Nina Simone. Realizado por Liz Garbus, e com produção executiva de Lisa Simone Kelly, o filme combina, com urgência e paixão, imagens de arquivo da cantora e entrevistas com as suas filhas e amigos.

Mais Netflix

Filmes, Shawshank
©IMDB

Os melhores filmes na Netflix

Filmes

Já sabemos que a oscilação de conteúdos faz parte. Isto é, o que hoje temos disponível, amanhã desaparece sem deixar rasto. Por isso, tudo o que lhe pedimos é que mergulhe rapidamente nos melhores filmes na Netflix.

Os melhores filmes de comédia na Netflix

Filmes Comédia

Apesar de faltarem alguns clássicos do género, a oferta de bons filmes de comédia na Netflix em Portugal é cada vez mais generosa, e há uns quantos filmaços disponíveis actualmente no mais popular dos serviços de streaming.

Publicidade
The Two Popes
©IMDB

Os filmes originais Netflix que tem de ver

Filmes

Era quase impossível encontrar melhor timing para lhe darmos conteúdo deste. Sim, deste que requer pouco mais do que agarrar no comando, sentar-se ou deitar-se, ajeitar as almofadas, escolher o conteúdo e carregar. Fácil ao nível do exercício físico, talvez não tanto ao do psicológico. É que são 22 filmes originais Netflix, o que quer dizer que há muita coisa à qual deitar o olho.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade