A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Santo António à la Time Out
Joana FreitasSanto António à la Time Out

Não há Santo António este ano. Pandemia obriga a cancelar Festas de Lisboa

Por
Hugo Torres
Publicidade

Câmara pôs termo às dúvidas: em 2020 não haverá marchas populares, arraiais nem casamentos de Santo António.

A elevada concentração de pessoas que as Festas de Lisboa promovem anualmente, um pouco por toda cidade, assim como o diferimento temporal do esperado pico da pandemia causada pela Covid-19, agora estimado para Maio, já faziam prever este desfecho. Agora, a decisão chega em letra de forma, através de um comunicado da autarquia: este ano, não haverá festas de Santo António em Lisboa. Nenhuma das actividades previstas acontecerá.

Os muito antecipados arraiais populares, os desejados casamentos na Sé de Lisboa e as tradicionais marchas – que devido ao novo coronavírus já falharam todos os prazos para ensaiar as coreografias com que descem a Avenida da Liberdade de 12 para 13 de Junho – só voltarão em 2021. A ideia de adiar para o Outono, que animava alguns dos participantes, cai assim por terra. Por outro lado, o tema deste ano, Amália Rodrigues (assinalando o centenário do nascimento da fadista), manter-se-á no próximo ano, “permitindo que todo o trabalho realizado (arcos, cenografia, figurinos) possa ser rentabilizado”.

A Câmara de Lisboa recorda que tem seguido, desde 11 de Março e em conformidade com as recomendações da Direcção-Geral da Saúde, “uma série de medidas de protecção da saúde pública, como o encerramento de eventos e instalações desportivas, culturais, bibliotecas e museus da autarquia”. “Na sequência dessas medidas de redução dos riscos de contágio”, lê-se ainda no comunicado divulgado neste sábado de manhã, “a Câmara Municipal e a EGEAC decidiram cancelar a edição de 2020 das Marchas Populares de Lisboa”.

O executivo de Fernando Medina sublinha que “a elevada concentração de pessoas que marca os arraiais populares, vincando a força da sua tradição, é incompatível com a sua realização mesmo num cenário de achatamento da curva de contágio e da diminuição do número de infectados”. Quanto aos casamentos de Santo António, diz-se que nem sequer foi possível aos serviços da câmara “realizar entrevistas e selecionar os nubentes”. As candidaturas apresentadas este ano serão “automaticamente consideradas” para 2021.

A Câmara do Porto anunciou, também este sábado de manhã, que as suas próprias festas populares estão canceladas este ano. O São João celebra-se a 24 de Junho, 11 dias após o Santo António.

+ O estado de emergência foi renovado. Quais são as regras?

Últimas notícias

    Publicidade