A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Ski Academy
Fotografia: Gabriell Vieira

Nesta academia em Lisboa faz-se ski e snowboard durante o ano inteiro

O primeiro simulador de ski e snowboard do país é capaz de reproduzir desde pistas de um qualquer resort na neve até às imponentes descidas do campeonato mundial.

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

“O homem sonha, a obra nasce”, já dizia Fernando Pessoa – e com toda a razão, embora não se referisse propriamente à ambição de Carlos Fortunato, um engenheiro apaixonado por desportos de Inverno, que decidiu trazer para Lisboa o primeiro simulador de ski e snowboard do país. Com morada nas Laranjeiras, no número 2 da Rua Carlos de Oliveira, a Ski Academy convida-o a “voltar” às pistas, ou a experienciá-las pela primeira vez, em qualquer altura do ano, com frio ou calor e sem ter de se arriscar a rebolar na neve.

“Faço ski desde miúdo e é o meu desporto de eleição, obviamente. Por isso, quando vi este simulador na internet, resolvi ir a Munique, onde eles têm o showroom, para ver se faria sentido, porque uma coisa é ver um vídeo, outra coisa é experimentar. E voltei de lá encantado”, conta Carlos Fortunato. “É excelente em termos de preparação física, porque nos permite treinar os músculos e toda a parte cardio-respiratória necessária para a prática [de ski e snowboard], mas também do ponto de vista técnico.”

Ski Academy
Fotografia: Gabriell Vieira


Inaugurada recentemente, a Ski Academy tem todo o charme de um chalé de montanha, desde os materiais de construção utilizados no interior até aos souvenirs e fotografias emolduradas numa das paredes – se nos perdermos nos pormenores, encontramos facilmente um jovem Carlos com as filhas na neve. Amplo, o espaço tem, como qualquer outro ginásio, equipamentos de fitness, desde passadeiras a bicicletas, para treinos personalizados, que poderá fazer para se manter em forma ou para fortalecer os músculos mais indicados à prática de desportos de neve. Mas a prata da casa é efectivamente o simulador de ski e snowboard, com nova tecnologia de GPS, capaz de reproduzir não só diferentes pistas num ecrã 4k como também as forças físicas e biomecânicas sentidas durante uma experiência real.

“Ainda não temos neve verdadeira, mas é uma aproximação muito interessante ao que é fazer ski e snowboard”, promete Carlos. “Tanto permite experimentar ambas as modalidades, pela primeira vez, sem risco de quedas, como permite a pessoas mais experientes, inclusive a atletas de competição, aperfeiçoarem a sua técnica.” Por falar em atletas, Ricardo Brancal, um dos portugueses mais reconhecidos no esqui alpino, que neste momento está em Itália a treinar para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, já visitou a Ski Academy para experimentar o simulador. “Temos dez pistas diferentes, desde uma endless, que não termina e onde podemos alterar vários factores como a qualidade da neve, até pistas de slalom e slalom gigante [uma das disciplinas do esqui alpino, descendente e em ziguezague, em trajecto definido por obstáculos artificiais].”

Ski Academy
Fotografia: Gabriell Vieira


Com skis nos pés, ou prancha se preferir snowboard, o objectivo é reforçar a condição física – ou aperfeiçoar a técnica – com treinos de alta intensidade, que duram idealmente meia hora. Mas, atenção, os primeiros três minutos podem ser assustadores, sobretudo se for a primeira vez ou não tiver o sentido do equilíbrio apurado. Além de assegurar que as botas estão ajustadas, para que os pés não oscilem, deverá curvar ligeiramente o corpo, com os joelhos flectidos, para que a canela da perna se encoste à “língua” da bota. Para o ajudar, há coaches disponíveis para dar indicações, ajudar na correcção corporal e vencer o medo inicial.

Se ainda tem receio de frequentar ginásios, Carlos relembra que a Ski Academy “não funciona à porta aberta, mas por marcação”. Os preços variam consoante o pack seleccionado. Para experimentar pela primeira vez, uma sessão individual de simulador, com duração de apenas dez minutos, custa 15€. Uma sessão normal, já de 30 minutos, fica por 45€, mas há ainda vários pacotes mensais à escolha: desde oito sessões individuais em simulador (300€) até oito sessões de simulador e treino personalizado (475€). Caso não tenha botas de ski ou snowboard, é possível alugar no espaço por 5€. À venda, há ainda meias de ski, a partir de 10€.

Está com vontade de ir experimentar? Lembre-se que, depois de se tornar especialista em descer pistas de neve em simulador, poderá sempre marcar uma visita à Estância de Ski da Serra da Estrela, uma das poucas regiões portuguesas abençoadas com a queda de neve.

Rua Carlos Oliveira, 2A. Seg-Sex 07.00-20.00 (mediante marcação). A partir de 15€.

+ Os melhores jogos de realidade virtual

+ Leia já, grátis, a Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade