Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Neste festival, até a sobremesa é uma francesinha
Notícias / Vida urbana

Neste festival, até a sobremesa é uma francesinha

Francesinhas
Fotografia: Festival de Francesinhas
Se acha que as boas francesinhas estão todas no Porto, apesar de já lhe termos dito que não, vai gostar de saber que os restaurantes da especialidade vão voltar a descer à capital para nos servir este monumento ao colesterol. Durante seis dias, vai poder esquecer as calorias e atirar-se ao manjar.

Já é quase uma tradição: o Festival das Francesinhas regressa à cidade já no próximo mês. Entre 3 e 8 de Dezembro, celebra-se uma das melhores “sandes” do mundo na Feira Internacional de Lisboa, no Parque das Nações. Este ano, destaca-se a estreia da Taberna Portuense e uma francesinha doce para sobremesa.

Entre os restaurantes de especialidade presentes, poderá contar ainda com os já habituais Alfândega D’ouro, Alicantina e Cufra. Mas também com a Santa Francesinha, restaurante do grupo Cufra, conhecida pela sua francesinha vegan, que foi dada a provar pela primeira vez na edição passada do festival.

Além da opção vegan e da tradicional (com tudo a que um fã do clássico tem direito), haverá ainda francesinha com alheira, francesinha ronaldinha (em bolo do caco) e a recém-criada Francesinha do Marquês, elaborada com o premiado vinho de Carcavelos Villa Oeiras, produzido pelo Município de Oeiras. Mas a grande novidade é a francesinha doce. “É feita de doce de ovos e leva uma goma”, revela à Time Out Francisco Freixinho, responsável pela organização.

A entrada, como já é habitual, é gratuita e para combater as filas vai ser possível, à semelhança do ano passado, comprar menus por antecipação através da Ticketline, escolhendo entre as opções disponíveis de cada restaurante. Para mais informações, basta estar atento ao evento no Facebook.

Ao contrário do que tem acontecido, a edição deste ano acontecerá numa tenda entre dois pavilhões da FIL. “O espaço vai ser interior, climatizado”, assegura Francisco Freixinho. “As pessoas não vão passar frio.”

FIL. 3 a 8 de Dezembro. Ter 18.00-23.00 e Qua-Dom 12.00-23.00. Entrada livre.

+ Cinco sítios para comer francesinhas em Lisboa

Publicidade
Publicidade