Três sítios para comer francesinhas

Em Lisboa também se comem boas francesinhas – não acredite se alguém disser o contrário. Dizemos-lhe onde
Fotografia: Ana Luzia Francesinha do Marco
Publicidade

O tema é controverso e não faltam opiniões sobre boas francesinhas em Lisboa, mesmo que haja quem diga que só no Porto é que se come bem este monumento ao colesterol. Mas que as há, há. E bem boas. Já foi eleita umas das melhores sandes do muito, embora seja muito mais do que uma sandes, ora atente nos ingredientes básicos: bife, lombo assado, salsicha, linguiça, fiambre e queijo (muito queijo!). E depois há o molho – há quem diga que o segredo de uma francesinha está exactamente no molho. Com ou sem ovo, mas sempre em camadas, dizemos-lhe três sítios para comer francesinhas em Lisboa.

Recomendado: Os 149 melhores restaurantes em Lisboa

Três sítios para comer francesinhas

Marco Cervejaria
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Português

Marco Cervejaria

icon-location-pin Santos

A casa mãe  em Vila Nova de Famalicão, aberta há quase duas décadas, compete com os mais conhecidos restaurantes do Porto. Só isso já é um bom cartão de visita para os dois restaurantes de Lisboa (em Odivelas e em Santos). As salsichas e a linguiça vêm lá de cima e o sabor não engana. A clássica é a Portuense, claro, também chamada de “berdadeira”, assim mesmo com b e com tudo a que tem direito. Se for adepto de picante, arrisque tudo na Dragon Red, dizem eles que “até deitas lume dos olhos”.

Preço: 10,95€

Dom Tacho - Francesinha
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Dom Tacho

icon-location-pin Areeiro/Alameda

É seguramente das melhores francesinhas que se podem comer em Lisboa. Feita à boa maneira nortenha por quem também vem de lá. Até o espaço do restaurante nos faz lembrar um bom tasco da Invicta – o menu tem mesmo um espaço para os “snacks à moda do Porto”. O sítio é pequeno e por isso convém reservar, especialmente em dias de bola.

Preço: 9€

Publicidade
Dote - Francesinha
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Europeu

Dote - Avenida da Liberdade

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Das imagens aos sabores, o Porto está um pouco por todo
o lado nesta cervejaria que já tem quatro espaços em Lisboa (Barata Salgueiro, Alvalade, Avenida da República e Odivelas). Um dos pontos fortes destas francesinhas é o molho, picante q.b. e nada enjoativo. Há três tipos de francesinha, comes em bife, com ovo ou sem. Para estômagos mais pequenos, há a vantagem de poder pedir só meia francesinha.

Preço: 11€

Mais para comer

Fauna & Flora - Panquecas Salgadas
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes

Três sítios para comer panquecas salgadas

Nunca se diz não a uma torre de panquecas, especialmente se forem altas e fofas. Mas há sempre algum amigo que não alinha nesta história do brunch enquanto refeição séria, portanto  arranjamos-lhe umas panquecas que na verdade são um bom petisco salgado e de deixar água na bora. Ora, as panquecas por norma são docinhas, tudo certo. Mas estas que lhe sugerimos aqui são salgadas e não é só mais uma invenção esquisita: são como mandam a regra (isto é, altas e fofas), mas têm tiras de bacon e ovo estrelado em cima. Há uma que é, até, uma francesinha. Nem por isso menos light, portanto tome cuidado quando for comer panquecas salgadas a um destes sítios em Lisboa.

Restaurantes

Três sítios para comer paella

A receita é espanhola, mas não é por isso que não se comem boas paellas em Lisboa, seja na sua forma mais tradicional ou reinventadas com os ingredientes que por cá se encontram mais frescos como é o caso da paella negra do Tapisco do chef Henrique Sá Pessoa feita com sépia e aioli. Mas se o que procura é a clássica paella, servida num tacho capaz de ocupar a mesa toda, então rume ao Solar dos Presuntos. Nestes três restaurantes, vai encontrar pratos coloridos, bem servidos e, acima de tudo, deliciosos.  

Publicidade
Chá de Bolhas
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Três sítios para beber chá de bolhas

O chá de bolhas é uma invenção que já vem de 1980, altura em que apareceu pela primeira vez em Taiwan. Existem imensas variedades disponíveis, dos chás de fruta aos chás de leite, servidos gelados ou quentes, com pequenas bolhas feitas de tapioca, com uma textura tipo goma, que são depois sugadas com palhinhas largas. A receita original asiática é precisamente um chá de leite, menos doce e feita com leite, chá preto e pérolas de tapioca, que acabam por dar mais textura do que propriamente sabor. Depois há outra versão, com bolinhas mais frágeis, que são esferificações que rebentam na boca, de vários sabores, como lichia, maracujá ou caramelo. Prove chá de bolhas num destes sítios. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com