Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Nicky Doll: a boneca de RuPaul’s Drag Race vai ao Trumps
Nicky Doll
©DR

Nicky Doll: a boneca de RuPaul’s Drag Race vai ao Trumps

Publicidade

Nicky Doll, uma das concorrentes da nova temporada do famoso concurso RuPaul’s Drag Race, vem ao Trumps no próximo sábado. Contamos-lhe mais sobre esta boneca que afinal já faz parte da casa.

A febre RuPaul’s Drag Race continua a bater e este ano a digressão do espectáculo oficial do talent show norte-americano de drag queens passa pelo Coliseu dos Recreios a 21 de Março – no ano passado esgotou o Tivoli. Desta vez, os bilhetes mais próximos do palco (88€ nas cadeiras de orquestra) também já estão esgotados, mas a sala é maior e há espaço para toda a gente.

No sábado, e uma semana depois da estreia nos Estados Unidos da 12.a temporada do concurso, o Trumps decide trazer a francesa Nicky Doll, uma das novas participantes que, afinal, já é uma velha conhecida da casa. “Já esteve no Trumps duas vezes noutras ocasiões antes de ter este boom da plataforma RuPaul’s Drag Race”, conta Marco Mercier, responsável pela discoteca. “Ela é muito conhecida pelos seus looks e pelo seu glamour. É muito bonita. E desta vez decidimos voltar a tê-la, mais como amiga, valorizarmos a sua participação com este evento.”

Nicky Doll (cujo verdadeiro nome é Karl Sanchez) tem 29 anos e é a primeira drag queen francesa a participar no concurso. “Quando começaram a sair as promoções de RuPaul’s Drag Race ela foi imediatamente uma das mais faladas, tem uma imagem muito forte.”

No Trumps, Nicky Doll é elevada à categoria de diva e terá um pequeno “meet & greet” (40€) com os fãs. Depois disso estará a noite toda na discoteca. “Ela sente-se em casa, somos actualmente amigos. Estará a dançar a noite toda e a mostrar os seus looks novos, muito próxima dos clientes todos.”

Apresentado por RuPaul e inicialmente pensado para a MTV americana, o concurso estreou em Fevereiro de 2009 no canal Logo e alcançou fama no mundo inteiro, Portugal incluído. “Muitas destas pessoas usaram o drag como defesa ou statement político e a plataforma [do concurso] deu voz a uma minoria”, comenta Marco. “Leva a que haja cada vez mais drag queens e pessoas com a coragem de se exprimir dessa forma.”

A animação na discoteca, agora com várias drag queens da casa, também mudou completamente depois do concurso. “A minha própria ideia quando comecei a trazer drag queens para o Trumps veio da imagética do concurso”, conta. “Drag queens mais coloridas, mais produzidas. Não era só colocar um vestido de lantejoulas e subir ao palco, há toda uma construção de personagem, maquilhagem e cabelo. Quase uma personagem de um sonho.”

Trumps. Rua da Imprensa Nacional, 104B (Príncipe Real). Sáb 00.00-06.00. 15€ com duas bebidas; 40€ meet & greet com Nicky Doll

Os melhores bares gay em Lisboa

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade