Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Nimas programa ciclo de filmes sobre racismo e escravatura
Django desencadenado
DR

Nimas programa ciclo de filmes sobre racismo e escravatura

De 11 de Julho a 5 de Agosto, a sala de cinema lisboeta vai debruçar-se sobre as temáticas do racismo e da escravatura num ciclo de dez filmes. Quentin Tarantino, Manoel de Oliveira, Spike Lee ou Robert Mulligan são alguns dos realizadores em cartaz.

Publicidade

Tendo como ponto de partida os protestos que se seguiram ao assassinato do afro-americano George Floyd, e "reconhecendo e reivindicando desde sempre a necessidade de construir uma sociedade livre do preconceito racista", o Cinema Nimas vai exibir um conjunto de dez filmes que se debruçam sobre o racismo e a escravatura. O ciclo começa neste sábado, 11 de Julho, e dura quase um mês, até de 5 de Agosto.

Pela tela do Nimas vão passar obras de várias épocas, realizadas entre a década de 1950 e os nossos tempos. Os dez filmes programados são assinados por outros tantos dez autores, que pretendem mostrar a visão das duas problemáticas ao longo dos anos. Django Libertado, de Quentin Tarantino, abre a mostra no dia 11 e repete no dia 25, sempre às 21.00.

Seguem-se O Sargento Negro, de John Ford (13 de Julho e 3 de Agosto, 19.00); Palavra e Utopia, de Manoel de Oliveira, ao qual se seguirá um debate (15 de Julho, 21.00); Malcolm X, de Spike Lee (17 de Julho, 15.30); 12 Anos Escravo, de Steve McQueen (19 de Julho, 21.15, 2 de Agosto, 21.00); Sementes de Violência, de Richard Brooks (21 de Julho, 19.00, 1 de Agosto, 16.00); A Escravade Raoul Walsh (22 de Julho, 21.30, 31 de Julho, 19.00); Amada, de Jonathan Demme (26 de Julho, 21.00), que terá direito a apresentação; Na Sombra e No Silêncio, de Robert Mulligan (29 de Julho, 21.30) e, finalmente, O Incerto Amanhã, de Otto Preminger (para ver a 5 de Agosto, às 21.30).

+ As estreias de cinema que não pode perder até ao final do ano

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade