A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Filmes a estrear nos próximos meses
DR

As estreias de cinema a não perder nos próximos meses

Há muitas estreias de cinema na calha. Estas são as mais aliciantes e as que nos vão levar às salas (mas não nos esquecemos do streaming).

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

No caminho para o Natal, as salas de cinema são locais de paragem obrigatória. Da nova incursão no universo Avatar à biopic de Whitney Houston e ao novo (e semi-autobiográfico) filme de Steven Spielberg, não faltam motivos para passar um par de horas no escurinho. Quando 2023 chegar, também não. Desde logo porque há a Babylon de Damien Chazelle para ver, assim como mais um projecto biográfico de Vicente Alves do Ó, agora dedicado a Amadeo de Souza-Cardoso. Nos serviços de streaming, os filmes a que queremos assistir incluem Ruído Branco, o novo de Noah Baumbach, e Os Olhos de Allan Poe, com Christian Bale. Estas são as estreias de cinema a não perder nos próximos meses.

Recomendado: Os filmes originais Netflix que tem de ver

Estreias de cinema nos próximos meses

Avatar: O Caminho da Água

Nesta continuação do filme original assinado em 2009 por James Cameron, estamos de regresso ao planeta Pandora, onde Jake Sully vive com a sua família. Quando se dá o regresso de uma velha ameaça, Jake, Neitiry e os filhos têm que trabalhar com o exército dos Na’vi para protegerem o seu planeta. Com Sam Worthington, Zoe Saldana, Michele Yeoh, Sigourney Weaver, Kate Winslet e Stephen Lang.

Estreia a 15 de Dezembro

Os Irmãos de Leila

O novo filme do realizador do fabuloso A Lei de Teerão, Saeed Roustayi, tem como protagonista Leila, uma mulher de 40 anos que passou a sua vida a tomar conta do pai e dos quatro irmãos. Com o país a atravessar uma grave situação económica por causa das sanções internacionais, Leila quer criar um negócio para salvar a família da pobreza, e descobre entretanto que o pai esconde uma herança do resto da família.

Estreia a 15 de Dezembro

Publicidade

Regresso ao Pó

Ma é agricultor na China rural, e a última pessoa solteira da sua família. Cao é deficiente e não pode ter filhos. As suas famílias forçaram-nos a casarem-se para se verem livres deles e tudo leva a crer que a sua situação tem tudo para piorar a vida já difícil de ambos. Em vez disso, Ma e Cao aprendem a viver juntos, a cuidar um do outro e a construir um lar, apesar de todas as dificuldades e provações que têm que enfrentar. Um filme de Ruijun Li.

Estreia a 15 de Dezembro

Annie Ernaux – Os Anos Super 8

A escritora francesa Annie Ernaux, Prémio Nobel da Literatura 2022, revê aqui os filmes de família em Super 8 feitos entre 1972 e 1981, associando-os ao seus trabalho literário dos últimos 60 anos e percebendo que, além de serem um arquivo familiar de imagens em movimento, são também um testemunho do estilo de vida e das aspirações de uma classe social após o Maio de 68. Ernaux co-assina com David Ernaux-Briot.

Estreia a 15 de Dezembro

Publicidade

I Wanna Dance With Somebody

Naomi Ackie personifica a cantora Whitney Houston nesta fita biográfica em que a realizadora Kasi Lemmons recria a vida e a carreira daquela que foi uma das maiores e mais empolgantes vozes da música popular dos EUA, desde o anonimato até chegar à posição de superestrela internacional, e à sua morte trágica e prematura, em 2012, aos 48 anos. No elenco estão também Stanley Tucci, Ashton Sanders e Tamara Tunie.

Estreia a 22 de Dezembro

Os Fabelmans

Foi na sua infância e juventude que Steven Spielberg se baseou para fazer este filme passado no Arizona, após a II Guerra Mundial, que tem como herói o jovem Sammy Sebelman, e que acompanhamos entre os sete e os 18 anos de idade. Sammy descobre um surpreendente segredo de família, ao mesmo tempo que descobre o cinema e explora o poder dos filmes para nos ajudar a ver a verdade sobre nós mesmos e os outros.

Estreia a 22 de Dezembro

Publicidade

Maigret e a Rapariga Morta

Gérard Depardieu dá corpo ao lendário Comissário Maigret criado por Georges Simenon, neste filme assinado pelo veterano Patrice Leconte. Maigret investiga a morte de uma misteriosa jovem encontrada numa praça de Paris usando um caríssimo vestido de noite. Ninguém parece saber quem é e não há nada que a identifique. Também com Aurore Clément, Anne Loiret, André Wilms e Hervé Pierre.

Estreia a 5 de Janeiro

Mascarade

Pierre Niney, François Cluzet, Isabelle Adjani e James Wilby são os principais intérpretes deste filme policial sobre um antigo dançarino que viu a carreira terminar abruptamente devido a um acidente, e se envolve com uma mulher cativante, que vive à custa de esquemas e de manipulações românticas. Os dois amantes começam então a conceber um plano maquiavélico, sob o sol da Riviera francesa.

Estreia a 5 de Janeiro

Publicidade

Babylon

Passado na Hollywood dos anos 20, Babylon, assinado pelo autor de La La Land: Melodia de Amor, Damien Chazelle, é um dos filmes mais aguardados do início de 2023, uma grande produção em cujo enredo se cruzam uma série de personagens ficcionais e de figuras reais desses tempos heróicos e excessivos do cinema americano, interpretados por nomes como Brad Pitt, Margot Robbie, Olivia Wilde, Tobey Maguire ou Eric Roberts.

Estreia a 19 de Janeiro

Amadeo

Depois de Florbela Espanca em 2012 e de Al Berto em 2017, o realizador português Vicente Alves do Ó dedica agora um filme biográfico à figura do grande pintor modernista Amadeo Souza-Cardoso, nascido em Manhufe em 1887 e que morreu prematuramente em Espinho, em 1918, com apenas 30 anos, vitimado pela “gripe espanhola”, após ter exposto em Paris com Modigliani e conhecido Picasso. Rafael Morais personifica Amadeo.

Estreia a 26 de Janeiro

Publicidade

Os Espíritos de Inisherin

O realizador de Em Bruges e Três Cartazes à Beira da Estrada, Martin McDonagh, está de regresso com este filme passado numa ilha ao largo da costa ocidental da Irlanda, e que ganhou o Prémio de Melhor Argumento no último Festival de Veneza. Brendan Gleeson e Colin Farrell interpretam dois amigos de longa data. Quando um deles põe subitamente fim à sua amizade, o outro tenta por todos os meios reparar a relação.

Estreia a 2 de Fevereiro

Holy Spider

Em 2001, uma corajosa jornalista iraniana, Rahimi (Zar Amir-Ebrahimi, prémio de Melhor Actriz no Festival de Cannes deste ano), faz uma perigosa descida ao submundo de uma grande cidade do seu país, para investigar o caso de um assassino em série que matou várias prostitutas e ficou conhecido como “O Assassino de Aranhas”. Este filme assinado pelo realizador Ali Abassi (Na Fronteira) assenta em factos reais.

Estreia a 16 de Fevereiro

As estreias de filmes em streaming

Nanny

A jovem Aisha emigrou de África para os EUA e trabalha como ama para uma família do Upper East Side de Nova Iorque. É então que se vê forçada a enfrentar uma verdade até aí escondida e que ameaça destruir o seu ainda tão frágil sonho americano. Interpretações de Anna Diop, Michelle Monaghan e Sinqua Walls, num filme de Nikyatu Jusu.

Amazon Prime Video. Estreia a 12 de Dezembro

Glass Onion: A Knives Out Mystery

Daniel Craig volta a personificar o detective sulista Benoit Blanc neste segundo filme da série iniciada em 2019 com Knives Out: Todos São Suspeitos, de novo escrito e realizado por Rian Johnson. Desta feita, Blanc desloca-se até à Grécia para investigar um novo caso de assassínio. Também com Edward Norton, Kate Hudson e Dave Bautista.

Netflix. Estreia a 23 de Dezembro

Publicidade

Ruído Branco

Adaptação, pelo realizador de A Lula e a Baleia, Frances Ha e Marriage Story, Noah Baumbach, do livro homónimo de Don DeLillo. Uma família americana dos nossos dias tenta lidar com os conflitos quotidianos, ao mesmo tempo que enfrenta os mistérios universais do amor, da vida e da possibilidade de encontrar a felicidade no nosso mundo. No elenco, Adam Driver, Greta Gerwig e Don Cheadle.

Netflix. Estreia a 30 de Dezembro

Os Olhos de Allan Poe

Em Outubro de 1830, um cadete da Academia de West Point é encontrado morto, e no dia seguinte o seu coração foi roubado do corpo. Um reputado detective privado, Augustus Landor (Christian Bale) é chamado para investigar o caso, e uma vez em West Point, este recruta um jovem cadete chamado Edgar Allan Poe (Harry Melling) para o ajudar. Scott Cooper realiza.

Netflix. Estreia a 6 de Janeiro

Mais cinema

Os 100 melhores filmes clássicos
  • Filmes

Comédias e westerns, policiais e melodramas, ficção científica e fantástico, sem esquecer o musical, há de tudo nesta lista preenchida com 100 dos melhores filmes clássicos. Nela encontramos obras de alguns dos melhores realizadores da história do cinema, como Buster Keaton, Fritz Lang, Ingmar Bergman, John Ford, Howard Hawks, Federico Fellini, François Truffaut, Jean-Luc Godard, Luchino Visconti ou Martin Scorsese, entre muitos, muitos outros. Pode ser o início de uma colecção de grandes obras do cinema mundial em DVD ou Blu-ray. Ou ainda uma lista para orientação no YouTube, onde se encontram vários destes títulos em boas cópias.

Os 100 melhores filmes de terror de sempre
  • Filmes

Escolher os melhores filmes de terror de todos os tempos é assustador, a todos os níveis. Especialmente tendo em conta a atenção que o género tem recebido em anos recentes, à custa de filmes como Foge ou Hereditário. Parece que, depois de anos nas margens, o cinema de terror está a passar por um momento de adulação crítica. Todavia, quando chegou a altura de escolher os filmes mais assustadores de sempre, além dos críticos da Time Out, consultámos aqueles que nunca tiveram medo do terror. 

Publicidade
  • Filmes

Qualquer lista de melhores filmes de comédia de sempre é discutível (mas qual é que não é?), que isto do humor varia muito de pessoa para pessoa. Então como é que se escolhem os melhores? Com seriedade e abrangência. Mais concretamente, falando com peritos, desde cómicos a actores, realizadores e escritores. Desde películas clássicas a outras mais recentes e de sucessos de bilheteira a filmes mais experimentais, por assim dizer, estas comédias são fonte contínua de gargalhadas ou sorrisinhos sarcásticos, tanto faz, perante a imaginação cómica ou o puro disparate transformado em arte de fazer rir.

Os 100 melhores filmes de ficção científica de sempre
  • Filmes

O potencial cinematográfico (e não só) da ficção científica é quase infinito. É nestes filmes que os nossos maiores pesadelos podem tornar-se realidade e os nossos sonhos concretizar-se, ao mesmo tempo que é dito e posto em causa algo sobre o nosso presente. E o género sempre fez as delícias do público, desde o tempo dos efeitos especiais básicos e rudimentares dos filmes mudos ao excesso digital dos blockbusters contemporâneos. Hoje, porém, é a própria crítica que aplaude e celebra muitos destes filmes, tal como acontece com os super-heróis e o terror.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade