A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
magia, espectáculo de magia, Luís de Matos, Luís de Matos BACKSTAGE
Fotografia: Ana DiasLuís de Matos BACKSTAGE, espectáculo virtual e interactivo

Novo espectáculo de Luís de Matos é para “mandar vir” ao domicílio

O novo espectáculo de Luís de Matos, transmitido em directo do Estúdio 33, não só é interactivo como inclui pipocas.

https://media.timeout.com/images/105796494/image.jpg
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

É muito simples. Reserva uma sexta-feira à noite, paga um único bilhete (30€) e organiza um programa em família. Transmitido directamente do Estúdio 33, no centro de Portugal, o novo espectáculo a solo do mais premiado ilusionista português garante uma noite interactiva, com direito a pipocas, muitos truques e até uma visita aos bastidores. “Queremos abrir as portas a este mundo pouco conhecido, que é o nosso dia-a-dia e o espaço onde criamos, construímos, ensaiamos, ficamos frustrados, celebramos vitórias e até nos reinventamos durante uma pandemia”, diz Luís de Matos, que nos desafia a encomendar uma dose de magia ao domicílio. Nem precisa de tirar o pijama – a não ser, claro, que não queira que o resto do país admire o seu traje de luzes.

A ideia surgiu ainda em 2020, um ano que era para ter sido de festa. “Celebrámos 25 anos e tínhamos programada uma digressão europeia de 26 semanas, com dez espectáculos em cada uma dessas 26 cidades. Visitámos a primeira e viemos para casa”, recorda Luís, que começou a pensar como poderia “bater as circunstâncias” e fazer uso da experiência acumulada para criar um espectáculo verdadeiramente diferente. “Começámos a criar um espectáculo virtual, não pela contingência, mas porque só faz sentido neste formato. O Backstage não é possível fazer a partir de um qualquer teatro, arena ou pavilhão multiusos.”

magia, espectáculo de magia, Luís de Matos, Luís de Matos BACKSTAGE
Fotografia: Ana Dias

A experiência – não revire os olhos, que a palavra nunca fez tanto sentido – não só acontece na casa de cada um como começa uns dias antes de ligar o Zoom. Quando o carteiro bater à porta com um sobrescrito preto, não se atreva a estragar a surpresa. Guarde-o (longe da vista, longe da tentação) e deixe a expectativa fazer o seu trabalho. Se quiser abanar, está à vontade: é provável que os seus poderes de adivinhação não funcionem (nós tentámos). O melhor será respeitar o pedido e focar-se em instalar a versão mais recente do Zoom no seu dispositivo, de preferência num computador, que poderá mais tarde ligar à televisão. Até 24 horas antes do início do espectáculo, receberá a chave de entrada virtual no Estúdio 33.

Agora, ponha a imaginação a trabalhar. Está a acabar de jantar e decide ver se está tudo a funcionar. Quando entra no Zoom, com a câmara ligada como as instruções pedem encarecidamente, apanha um leve susto. De repente, virou mirone e está a ver a casa de outras famílias, que por ventura também estão a observar o que se passa nas miniaturas da lateral direita. A Elisabete, o João, o Aníbal, a Ana, o Gil, o Gabriel. Ninguém parece muito incomodado, até se faz conversa no chat. Minutos depois, Luís de Matos dá a devida autorização para espreitar para dentro do envelope. Não queremos ser acusados de spoilers, por isso dizemos apenas que, a seu tempo, o conteúdo fará com que a magia aconteça, de facto, nas suas mãos. “As portas abrem uma hora antes, para simular a experiência de estar no foyer do teatro, em que vemos as pessoas a chegar, vemos quem está, começamos a conversar, depois as luzes apagam-se e o espectáculo começa.”

A partir dos bastidores do seu estúdio em Ansião, Luís de Matos guia-nos por vários corredores e salas, parando apenas pelo caminho para equilibrismos impressionantes e curiosidades divertidas. “Não é um documentário do Canal História”, promete o ilusionista. “Mas os momentos de espectáculo acontecem também no meu escritório, na oficina, na biblioteca, no palco.” Um daqueles verdadeiros, como se vê nos teatros e auditórios, com os números de ilusionismo a sucederem-se, espantosos. Da reinterpretação do seu famoso truque de levitação aos clássicos com baralhos de cartas, não há ilusão que se deixe intimidar pelas fronteiras físicas ou as interferências tecnológicas. Algumas até as ultrapassam. Por exemplo, quando… Não, não, esqueça, o melhor é ver por si. “É impensável, a ilusão de atravessar o ecrã, fazer acontecer em casa das pessoas, nas mãos das pessoas. É novo e surpreendente.”

Streaming, por Zoom, com Língua Gestual Portuguesa. 25 de Junho a 30 de Julho, às sextas, 21.30. 30€. Datas seguintes: 20 de Agosto, 15 de Setembro, 15 e 29 de Outubro, 12 de Novembro, 3 e 10 de Dezembro, 21.30.

+ 12 séries de magia para fugir do mundo real

+ Leia já, grátis, a edição digital da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade