Notícias / Comida

Novo restaurante Mercantina é gigante, bonito e até serve ostras

Mercantina Bistro 37
©Duarte Drago Mercantina Bistro 37

Depois de Alvalade e Chiado, a Mercantina compõe o triângulo das bermudas com um restaurante nas Avenidas Novas. O novo conceito vai bem para além das pizzas.

O forno a lenha da marca Stefano Ferrara, uma espécie de Ferrari dos fornos a lenha, está bem à vista de todos no novo restaurante Mercantina. Afinal é esta a imagem de marca do grupo italiano, e de onde saem as suas pizzas napolitanas certificadas. Mas a terceira Mercantina na cidade é um Bistro, fica num espaço com história nas Avenidas Novas (no número 37, mais especificamente – daí Bistro 37), e tem muito mais do que pizzas.

 

O forno
Fotografia: Duarte Drago

 

 

Primeiro, um pouco de história. Nos finais dos anos 1940, esta esquina da Avenida da República era o café Cubana e tornou-se um corrupio surrealista, com tertúlias e tardes de bilhar entre Mário Cesariny, Alexandre O’Neill e José Augusto França. Entretanto foi uma florista e a loja de chocolates Arcádia, mas no último ano e meio o grupo Mercantina deu-lhe uma volta e começou a trabalhar todo o branding em torno dessa corrente surrealista – e isso está presente, por exemplo, nos menus, com recortes de imagens antigas misturadas com elementos disruptivos, como alfaces ou tentáculos de polvo.

Luminoso, com capacidade para mais de uma centena de pessoas, e com uma decoração entre o clássico, o industrial e o moderno, com bonitas pinturas na parede, este é um restaurante italiano mas com “um conceito alargado”, explica António de Sousa Duarte, falando numa carta com pratos mais mediterrânicos e uma boa dose de partilha, ao mesmo tempo que reforçam a marca italiana com as pizzas do mestre pizzaiolo Diogo Coimbra.

 

Focaccia de sésamo com azeite e mortadela
Fotografia: Duarte Drago

 

 

As tábuas de focaccia estão lá, das mais simples, de alecrim (incluídas no couvert, com pão de alfarroba, manteiga aromatizada e patés), às de sésamo com azeite servidas com mortadela (4,20€) ou a com pêra e queijo gorgonzola (4,50€). Nesta lógica da partilha, há agora uma secção inteiramente dedicada às tábuas de queijos e enchidos italianos, dos prosciuttos (e aqui introduziram o Cinco Jotas), o salame ventricina picante, a bresaola, mortadela, porchetta no forno ou grana padano, provola affumicata ou burratinas da zona de Puglia.

 

Arancini e croqueta basca
Fotografia: Duarte Drago

 

 

Nas entradas propriamente ditas, há ainda os típicos arancini da Sícilia, com vinho tinto e compota de tomate (5€/duas unidades), mas também umas croquetas bascas de presunto com creme de milho fumado (4,50€/duas unidades), pimentos padrón (5,50€) ou um fresco tártaro de atum e abacate com lima, coentros e maionese de wasabi (12€). Outros exemplos desta expansão da carta a outros sabores mais portugueses são, por exemplo, as ostras da Ria Formosa (3€/unidade), as amêijoas à Bulhão Pato (17€) ou as gambas grelhadas com manteiga de alho e azeite de limão (59€/kg) – o que significa que também pode fazer uma refeição inteira de pequenos petiscos.

 

Ravioli de vitela com molho trufado, creme de topinambur
Fotografia: Duarte Drago

 

 

Esta carta, pensada pelo chef consultor Giorgio Damasio e pelo chef executivo Natanael Silva, é grande e faz uma viagem por mar e terra.  Nos pratos do mar há espadarte à siciliana com gnocchi de laranja e azeitonas pretas (14,50€), o lombo de bacalhau fresco confitado e fumado (15,50€) e o atum marinado com ravioli de massa de arroz de legumes com cremoso de ervilhas e menta (16€); nos da terra, há do rabo de boi estufado à antiga com risoto de pêra e lima (13,50€) ao scaloppine de vitela (13,50€) e toda uma secção dedicada às carnes na grelha. 

O tal forno que não passa despercebido – e é daí que saem as pizzas napolitanas, que também têm presença forte no menu, claro, com uma boa dose de escolha entre as mais clássicas e as gourmet, com combinações mais improváveis. Se ainda tiver fôlego, dê uma olhadela às pastas e risotos.  

Tudo para acompanhar com vinhos portugueses ou italianos (a imponente garrafeira à entrada dá para perceber que a escolha não vai ser fácil).

Avenida da República, 37A (Avenidas Novas). 91 913 4014. Seg-Dom 12.00-00.00.

+ As melhores pizzas em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários