Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O Barreiro pôs-se à janela do mercado para pensar a cidade

O Barreiro pôs-se à janela do mercado para pensar a cidade

Publicidade

Terminal B é o primeiro projecto da plataforma Estação Sul e Sueste, que recorre à arte para reflectir sobre o território e a paisagem do Barreiro.

Foram 12 os artistas convidados pela Estação Sul e Sueste para dar forma a este Terminal B. Todos diferentes e todos de fora da região, mas com um objectivo em comum: pensar uma forma de traduzir, numa janela da fachada do Mercado Municipal 1.º de Maio, o seu olhar sobre o Barreiro. É aí que está instalado o primeiro acto de 12: Joana Geraldes é a primeira artista a estar à janela com uma série de quatro gravuras chamada "Modos e Meios". Tem por base o material fotográfico de Augusto Cabrita (1923-1993), estabelecendo uma ligação entre o trabalho piscatório e a Estação Ferroviária e Fluvial do Barreiro. Para ver até 12 de Outubro, já que no dia seguinte a janela começará a ser ocupada por Rodrigo Miragaia. Seguem-se Margarida Pereira, Lígia Fernandes, Ana Frois, Jéssica Burrinha, Sérgio Neves, Ana Filipa Paisano, Raquel Henriques, Carla Afonso e Andreia Café, ficando apenas por fechar o último lugar disponível para entrar neste terminal.

 

"Modos e Meios" de Joana Geraldes
©André Fernandes

 

Associadas às exposições acontecem conversas e oficinas, como é o caso do workshop de gravura de Joana Geraldes, marcado para 6 de Outubro (sábado) no àPortuguesa Brr (Av. Bento Gonçalves 130), entre as 16.00 e as 20.00 (10€). Para Novembro está também planeado um instameet, com – adivinhe – instagrammers, que irão testar um roteiro/mapa do Terminal B integrado na exposição de Margarida Pereira.

 

"Modos e Meios" de Joana Geraldes
©André Fernandes

 

Mas quem são as caras por detrás da Estação Sul e Sueste? O colectivo é composto por três barreirenses: Paula Simão, licenciada em Ciências da Arte e do Património, com experiência em projectos de educação artística e patrimonial, Frederico Vicente e Diogo Simões, ambos arquitectos. Para este projecto contaram com a colaboração do Gabinete da Juventude da Câmara Municipal do Barreiro. “Enquanto colectivo estamos focados no crescimento deste projecto, mas temos outras ideias para intervenções mais pontuais, relacionadas com o nosso entendimento da paisagem e território do Barreiro, mas tudo a seu tempo”, explicou Frederico Vicente à Time Out.

Para ir acompanhando a agenda do Terminal B, espreite as redes sociais do projecto, entre o Facebook e o Instagram.

+ OUT.Fest volta a dar música ao Barreiro em Outubro

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade