A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

O Carnaval vai sair à rua em Alfama com cortejo de foliões

Por
Francisca Dias Real
Publicidade

Há um Brasil autêntico para descobrir em Lisboa, e não há como fugir à festarola quando chega o Carnaval. A Colombina Clandestina tem levado o espírito carnavalesco para a rua e este ano volta a fazê-lo, a 2 de Março, com um cortejo por Alfama.

O Colombina Clandestina é um bloco de carnaval empenhado em levar para a rua a música e a dança – são arruadas à maneira. Este será o terceiro ano consecutivo que o grupo leva o Carnaval para as ruelas lisboetas, mais concretamente para Alfama. “O sambódromo não é acessível a todos, e as pessoas nem sempre têm noção disso”, explica-nos Laura, do colectivo Columbina Clandestina. “Sendo que só essa elite tem acesso ao sambódromo, no Brasil as pessoas celebram organizando-se em blocos de Carnaval para levar o espírito de alegria e folia às ruas. Cá em Lisboa é exactamente isso que fazemos”, diz.

A 2 de Março, a concentração está marcada para as 14.00 junto ao Panteão Nacional, sendo que qualquer pessoa se pode juntar – o cortejo começa às 15.00 e segue até ao Largo de São Miguel.

“Nós fazemos uso do espaço público para tornar a cidade e as pessoas mais alegres, é uma festa pegada”, refere.

Até ao dia do cortejo, todos os domingos de Fevereiro são dias de ensaios – estes são abertos ao público. “Toda gente é bem-vinda a agregar com calor, amor, agito, talento e ideias”, pode ler-se numa publicação de Facebook do grupo. Os ensaios decorrem a partir das 15.00, na Alameda junto à Fonte Luminosa. “Há músicos profissionais e amadores, por isso qualquer pessoa se pode juntar com a voz, instrumentos ou coreografias”, diz Laura.  

A organização, que opera sem fins lucrativos, faz o apelo a quem puder contribuir para a causa, sobretudo “para ajudar na manutenção dos instrumentos”.

+ Ano Novo Chinês em Lisboa: roteiro pelos melhores eventos da cidade

Últimas notícias

    Publicidade