Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O mercado 31 de Janeiro recebe uma sardinhada solidária de Açucena Veloso
Notícias / Vida urbana

O mercado 31 de Janeiro recebe uma sardinhada solidária de Açucena Veloso

Mercado 31 de Janeiro
©Inês Félix

Açucena Veloso morreu no ano passado, mas a sua tradição mantém-se. Há muito tempo que, durante as Festas de Lisboa, a peixeira organizava uma sardinhada solidária e este ano não vai ser excepção. Este sábado, há festa no Mercado 31 de Janeiro, em Picoas. 

A famosa sardinhada que dá de comer a todos aqueles que habitualmente não têm dinheiro para pagar o peixe fresco da banca de Açucena Veloso, agora nas mãos da família, começa às 14.00 e tem já mais de duas centenas de convidados confirmados. Mas como a simpatia nunca faltou por ali, há sempre espaço para mais. À frente da iniciativa está Susana Veloso, que quer também homenagear a mãe. 

Quando há cerca de um mês, a Time Out visitou o Mercado 31 de Janeiro, Susana Veloso, contava como a peixeira dos chefs, como era conhecida, continua a ser lembrada todos os dias, como se ainda estivesse presente. Frases como “a patroa não quer isso assim” ou “ai se a patroa vê” continuam ainda hoje a fazer parte do dia-a-dia. “Neste momento estamos a fazer o que ela sempre quis. A vestir a camisola, damos o nosso melhor todos os dias. Se ela visse isto ficaria orgulhosa”, dizia-nos então Susana.

Açucena Veloso morreu em 2018, num trágico acidente de automóvel. No Mercado 31 de Janeiro espera-se que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa cumpra uma promessa feita: a de, concluídas as obras, rebaptizar o mercado como Mercado Açucena Veloso.

+ Visita guiada aos mercados de Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments