A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Get Out
©IMDBGet Out é um dos filmes em mostra no festival

O MOTELX regressa ao Cinema São Jorge em Setembro e traz dois dias extra

A 14.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa regressa entre os dias 7 e 14 de Setembro. Sessões mais espaçadas e de lotação reduzida são algumas das novas medidas adoptadas pela organização.

Escrito por
Tiago Neto
Publicidade

Foram dadas a conhecer esta quarta-feira as primeiras novidades relativas à edição 2020 do MOTELX, que volta a acontecer no Cinema São Jorge, de 7 a 14 de Setembro, e que este ano conta com medidas de segurança especiais, de acordo com as recomendações da Direcção Geral de Saúde.

A programação deste ano conta com a retrospectiva "Pesadelo Americano: O Racismo e o Cinema de Terror", uma selecção de sete filmes percursores do movimento Black Lives Matter, "cujo olhar crítico propõe um acerto de contas com a história", escreve a organização no comunicado. The Intruder (Roger Corman, 1962); Ganja & Hess (Bill Gunn, 1973); White Dog (Samuel Fuller, 1982); The People Under the Stairs (Wes Craven, 1991); Candyman (Bernard Rose, 1992); Tales from the Hood (Rusty Cundieff, 1995) e Get Out (Jordan Peele, 2017) são os filmes em mostra.

2020 é também o ano do realizador Pedro Costa no MOTELX. O cineasta é o convidado da secção Quarto Perdido, este ano intitulada “Pedro Costa – Filmar as Trevas”, em que irá abordar a sua declarada afinidade com o universo do terror e do fantástico, terminando com a exibição dos títulos Ne Change Rien (2009) e Cavalo Dinheiro (2014).

Na secção Serviço de Quarto, é o terror no feminino que marca esta edição. Saint Maud de Rose Glass, e Relic, a aclamada estreia cinematográfica da escritora Natalie Erika James são os destaques. Takashi Miike, o cineasta japonês, também marca presença na secção com aquele que é estimado ser o seu 104.º filme, First Love.

Na secção Doc Terror, o primeiro título anunciado é Scream, Queen! My Nightmare on Elm Street, um documentário sobre Mark Patton e o seu papel enquanto primeiro Scream Queen masculino em A Nightmare on Elm Street 2: Freddy’s Revenge.

Outra das novidades é o programa de Curtas Experimentais, "dedicado a narrativas alternativas que usam técnicas revolucionárias para criar novas linguagens e pesadelos transcendentais". Já nas Curtas Internacionais, são vinte os títulos seleccionados, em sub-géneros que vão do filme de época à ficção científica.

A agenda conta ainda com alguns regressos como o do Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa / Méliès d'Argent, que incentiva a produção nacional de cinema de género com um prémio no valor de 5000€, e que este ano, por força das circunstâncias, viu o prazo de inscrição alargado até dia 2 de Agosto. Ou o Warm-Up MOTELX, que de 3 a 5 de Setembro leva performances, concertos e sessões de cinema ao ar livre ao Convento de São Pedro de Alcântara, ao Espaço Brotéria e ao Largo Trindade Coelho.

+ Convento dos Capuchos reabre em Agosto de cara lavada

Últimas notícias

    Publicidade