Global icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O novo bar ao estilo casa da avó
Notícias / Bebida

O novo bar ao estilo casa da avó

Bar Herança
©Inês Félix

Abriu no início de Dezembro em Santa Apolónia e serve petiscos e bebidas como licor de canábis. Fomos espreitar o novo Herança Vintage Bar e descobriu que novos são só os donos.

Em 2014, o Arranca-Corações abria portas num pequeno espaço entre Santa Apolónia e a Feira da Ladra e assumia-se como o primeiro bar com decoração steampunk de Lisboa, com candeeiros especiais, objectos antigos e uma casa de banho de outro século.

Quatro anos passados, e dois anos depois de encerrar definitivamente, reabre agora com decoração semelhante mas outro nome e outra gerência. Diogo Castanho, de 22 anos, e Carolina Machado, de 20 anos, são os herdeiros deste Herança Vintage Bar, o novo bar com petiscos que abriu no início de Dezembro na Calçada Cardeal.

O passado da casa – que antigamente também foi uma típica tasca portuguesa – não foi esquecido. Pelo contrário. “Herdámos tudo isto e isso fez com que o nível de exigência aumentasse”, conta o casal. 

Inês Félix

Diogo era responsável pelo bar dos artistas do backstage do Centro Cultural de Belém e depois de vários anos a trabalhar em catering, restauração e na gestão de eventos decidiu que estava na altura de montar o seu próprio negócio.

“Juntámos algum dinheiro e demos forma a este sonho”, conta a namorada, Carolina, companheira atrás do balcão onde durante algum tempo ninguém se sentou. Aos objectos que herdaram dos antigos inquilinos do bar juntaram outros que compraram na vizinha Feira da Ladra de forma a criar um ambiente mais convidativo, ao estilo “casa da avó”, conta Diogo.

Uma casa da avó bem diferente, onde até pode beber licor de canábis (5€). A ideia é dar a conhecer bebidas diferentes a preços bastante acessíveis a comparar com a vizinhança. Um gin tónico ronda entre os 4 e os 6 euros e além de marcas portuguesas também encontra gin de Angola, o Kianda. Há vodkas de várias marcas, licor de pastel de nata, outros licores caseiros feitos pela mãe de Diogo e tudo o que se espera de um bar a funcionar desde o pequeno-almoço até às duas da manhã – sem esquecer, claro, as populares tábuas de queijo com um copo de tinto.

Se acha que isto é só mais um espaço para atrair turistas, desengane-se. “Lisboa é isto, não é uma loja de lembranças ou um espaço cheio de luzes néon”, diz Carolina. “Não vamos carregar um espaço com fado só porque o turista quer ouvir, nós não ouvimos fado o dia todo.”

Calçada do Cardeal, 20 (Santa Apolónia). Seg-Dom 10.00-02.00

+ Os novos bares em Lisboa que tem mesmo de conhecer

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments