A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O Pátio das Antigas, Lisboa Antiga, A Enceradora
©LisboadeAntigamenteblogspot.ptA Enceradora

O Pátio das Antigas: O brilho de A Enceradora

Coisas e loisas da Lisboa de outras eras

Por Eurico de Barros
Publicidade

Abriu em Lisboa em 1927, tinha um vistoso Dodge para fazer publicidade, fabricava cera e hoje está na Margem Sul. É A Enceradora, uma empresa quase centenária.

A fotografia é típica do seu tempo. À porta da empresa, perfilam-se proprietários e funcionários, enquanto que ao pé é exibido o carro da casa, pintado com publicidade ao produto. Estávamos em finais dos anos 20 do século passado; a empresa era A Enceradora, fundada em finais de 1927, em Lisboa, e com sede e loja na Avenida da República; o carro era um belo Dodge; e o produto a cera Encerite, que “dava um lindo brilho a soalhos, mobiliário ou oleados”.

A Enceradora tornou-se rapidamente numa das empresas mais dinâmicas e de grande sucesso e expansão dessa Lisboa de há quase um século, apostando sempre na publicidade, também ela bem típica da altura, com slogans como: “Desejais ter os vossos móveis, soalhos e oleados bonitos e brilhantes? Usai a Encerite.” A lata de meio quilo custava 5 escudos.

Nos anos 40, mudou-se para novas e maiores instalações na Estrada das Laranjeiras, embora mantendo a tão característica loja-mãe na Avenida da República. Na década de 80 houve nova mudança, para Caneças. E no início deste século, a empresa foi comprada pelos funcionários, estando agora na Margem Sul do Tejo. O vistoso Dodge da sua fundação, onde se lia em grandes letras “Encerite Vermelha para Cimentos e Corticite” é que já deu a alma ao criador há muito tempo.

Lisboa de outras eras:

+ O Pátio das Antigas: O café elegante do Chiado

+ O Pátio das Antigas: Uma avenida a estrear

+ O Pátio das Antigas: Self-service de modernidade

Últimas notícias

    Publicidade