A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O Pátio das Antigas, Lisboa Antiga, Cinema Restauradores, Edifício Eden
©DR

O Pátio das Antigas: Um cinema dentro de outro

Coisas e loisas da Lisboa de outras eras

Por Eurico de Barros
Publicidade

O Cinema Restauradores, vulgo "Galo", funcionava num cantinho do Cine-Teatro Eden e era uma sala popular, com bilhetes baratos e sessões contínuas.

Uma sala de cinema metida dentro de outra maior, em pleno centro de Lisboa? Não é invenção nem mentira para turista, é verdade. Chamava-se Cinema Restauradores, popularmente conhecido como "Galo" e funcionava no edifício do grande Cine-Teatro Eden, nos Restauradores. Na sua origem, o "Galo" chamou-se Salão Chantecler (ou "Chantas", para os frequentadores) e era uma sala popular que se instalou num cantinho do primeiro Eden Teatro, nos anos da I Guerra Mundial. Após sofrer remodelações, tornou-se Cinema Restauradores em 1933, dois anos antes do Eden Teatro dar lugar, por sua vez, em 1935 ao moderno Cine-Teatro Eden. Tinha 326 lugares.

A alcunha de "Galo" advinha de esta ave ser o símbolo do velho salão Chantecler e aparecer sempre em destaque nas publicidades da sala. Com bilhetes muito baratos (a Geral custava um escudo e 50 centavos, e mais tarde teria um aumento de 10 centavos), uma programação voltava para os filmes de acção e aventuras, e sessões contínuas entre as 12.00 e as 00.00, o "Galo" era frequentado por estudantes com pouco poder de compra, empregados dos cafés, lojas e restaurantes da zona, marçanos, magalas e ardinas. Era um dos cinemas mais baratos de Lisboa, e também um dos mais castiços. Fechou portas em Setembro de 1968 e no seu lugar abriu uma loja de têxteis. O Eden encerrou em Janeiro de 1989. O edifício é hoje um hotel.

Lisboa de outras eras:

+ O Pátio das Antigas: vai graxa?

+ O Pátio das Antigas: Self-service de modernidade

O Pátio das Antigas: da batota à diplomacia

Últimas notícias

    Publicidade