Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O Prego da Peixaria foi pregar para Algés com peixe grelhado e porco preto
Notícias / Comida

O Prego da Peixaria foi pregar para Algés com peixe grelhado e porco preto

Prego da Peixaria Algés
©Manuel Manso

A marca Prego da Peixaria, do grupo Sea Me, abriu o primeiro restaurante fora do centro de Lisboa e tem novidades na carta.

Comer um prego na peixaria tornou-se uma coisa normal em 2013, quando o Sea Me abriu o Prego da Peixaria no Príncipe Real com expressões populares metidas ao barulho. Entretanto expandiram-se para outras zonas da cidade e cinco anos depois fecham essa primeira casa no centro da cidade para ir pregar para Algés, num restaurante numa zona residencial, com 190 metros quadrados, e com novidades na carta.

 

 

O mural de Miguel Brumm
Fotografia: Manuel Manso

 

 

As primeiras renovações são na decoração do restaurante. Neste Prego de Algés houve espaço para separar carne e peixe – de um lado, a decoração está em tons terra, com sofás estofados com pele e mesas de madeira; do outro destaca-se o azul e branco, com motivos marinhos. A arte nas paredes ficou a cargo de Miguel Brumm, responsável também pelas pinturas do Soão, outra empreitada do grupo, e mantém a ligação à tradição popular que a marca, apesar de se querer apresentar fresca, não quer perder. Há um talhante a falar de uma perna que tem no talho e uma varina a dar-lhe na cabeça, julgando-o a mandar um piropo; há um peixe com um bife na boca. “Queremos continuar a brincar com o peixe e a carne, mas dar um ar mais actual, mais leve”, explica António Querido, um dos sócios.

 

 

Dourada grelhada com legumes e salada
Fotografia: Manuel Manso

 

 

Na ementa mantêm-se os pregos célebres da casa – o clássico, o dandy, o yuppie, o geek, o rockabilly, o motard, todos servidos em bolo do caco da Madeira – bem como os burgers de salmão e choco, de camarão ou de bacalhau. Mas a carta cresce com peixes grelhados, como o salmão (11,50€), o atum (16€) e a dourada (11,50€), com dois acompanhamentos à escolha ou o tártaro de salmão fresco (10,50€). No que toca a carnes, há também novidades, com o primeiro prato de porco preto, os secretos (11€). Há ainda quatro saladas, uma de atum braseado com massa penne, rúcula, maçã granny smith, nozes e molho vinagrete (9,50€), de rosbife (9€), e as mais clássicas caprese (8,50€) e césar (8,50€).

 

Secretos de porco preto com chips de batata doce e legumes
Fotografia: Manuel Manso

 

 

A juntar a este novo posicionamento fresco e saudável está a lista de smoothies e sumos naturais, com um sumo do dia sempre a rodar. A selecção de chás, sejam servidos frescos ou quentes, ficou a cargo da Casa Carioca.

Por enquanto estes novos elementos, como o peixe grelhado, estarão disponíveis apenas neste restaurante, que funcionará também como um barómetro para os restantes. A meio de Agosto chega a esplanada para ir pregar ao sol.

Praceta Professor Alfredo de Sousa, 5A (Algés). 21 765 1591. Seg-Sex 12.00-15.30/19.00-00.00. Sáb-Dom 12.00-00.00.


+ Os melhores restaurantes saudáveis em Lisboa

Publicidade
Publicidade