A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Rossio na Betesga, Mantenha os Passeios Limpos
©Helena Galvão SoaresMantenha os Passeios Limpos

O Rossio na Betesga: uma cãopanha alegre

Toda a cidade em pequenas curiosidades

Escrito por
Helena Galvão Soares
Publicidade

O ar patusco do cãozinho salsicha faz sorrir quem vê a placa. Sem dizer nada explicitamente, a mensagem passa. A estratégia de comunicação conquista a simpatia do dono, não o agride. Boa ideia. Quem a terá concebido? E quando? Quem terá desenhado as placas? E quantas foram feitas? Em que zonas de Lisboa foram colocadas? Infelizmente, a Câmara Municipal de Lisboa só adianta que “são da década de 80, mandatos do Eng. Krus Abecasis”. Ah, mas isso já sabíamos. Paulo Ferrero, do Fórum Cidadania LX, até foi mais específico quando confrontado com a nossa curiosidade crónica: “Essa campanha é do segundo mandato do Eng. Abecasis. Está ainda na Avenida de Roma e Praça de Londres. 1981-85.”

E sim, foi na Avenida de Roma que nos cruzámos com nove placas seguidas, sempre junto às sarjetas (como o desenho indica), entre o cruzamento com a João XXI e o cruzamento do Frutalmeidas. Depois outra, frente à pastelaria Luanda, no cruzamento com a Estados Unidos da América.

Terá sido uma campanha especificamente criada para a principal – e chique – artéria comercial desta zona da cidade? Vamos bater os arredores.

No bairro dos poetas encontramos uma. Falamos com Isabel Colher, ceramista, residente na Rua Afonso Lopes Vieira: “Sim, sim, havia muitas e ainda há bastantes aqui no bairro. São placas de cerâmica vidrada e pintada, muito provavelmente com técnica de estampilha. Têm todo o ar de terem sido pintadas à mão” (quem sabe, sabe – é ceramista, nós avisámos). Mais à frente, na Rua João Lúcio, está um residente a passear duas cadelas Westies. “Conheço essas placas, sim. Há aqui na minha rua, na Antónia Pusich, aqui ao lado, e na Afonso Lopes Vieira.”

Seguimos caminho, sempre a encontrar mais uma, e outra. E do outro lado da avenida, haverá? Há, pois, na Avenida Rio de Janeiro, junto ao INATEL. E para o lado da Praça de Londres? Avenida de Paris, afirmativo, Rua Carlos da Maia, idem.

O território do cãozinho salsicha sorridente e asseado parece não ter fim. Queríamos tanto saber mais sobre esta campanha.

+ O Rossio na Betesga: um menino a brincar com um cão na fachada da Conceição Velha

+ O Rossio na Betesga: um segredo escondido à vista de todos

Últimas notícias

    Publicidade