Notícias / Comida

O Zenith do Porto chegou a Lisboa com brunch e cocktails

Zenith
©Arlindo Camacho

O Zenith Brunch & Cocktails abriu na baixa do Porto há menos de um ano e tornou-se um fenómeno. Chega agora a Lisboa – a abertura está marcada para esta terça-feira.

Brunch e cocktails, duas palavras que entraram no nosso léxico muito por causa de séries como O Sexo e a Cidade. Fernando Sá e Thiago Silva abriram o Zenith no Porto em Maio de 2017 com mesas carregadas de comida em pratos instagramáveis e com cocktails a acompanhar – sem menus de brunch e com a ideia de mostrar que “brunch é mesmo uma refeição, como o almoço e o jantar, e não um pacote”, tal como “é natural beber um cocktail ligeiro, leve e frutado de manhã”. Dito e feito. A Norte foi um sucesso tal que o trouxeram para Lisboa, para o pé da Avenida da Liberdade, e apesar de a concorrência aqui ser mais forte, acreditam que já têm uma marca própria.

 

O balcão do Zenith em Lisboa
Fotografia: Arlindo Camacho

 

 

Servem ovos Benedict na versão clássica, em cama de tosta de abacate (6,50€), com possibilidade de acrescentar bacon (7,50€) ou salmão fumado (8,50€) ou numa versão reinventada, panados depois de escalfados, com o mesmo molho holandês a pingar para cima da tosta e presunto tostado. No capítulo salgado têm também shakshuka, ovos cozinhados num molho de tomate feito lentamente com cebola e pimentos e servido com tostas numa frigideira (9€), tosta de batata doce (8€), com frango ou uma reinterpretação da francesinha (10€); tapiocas salgadas, com frango (8€) ou vegan, com queijo vegan, abacate, tomate seco e cogumelos selvagens salteados (7,50€).

A lista não falha os smoothie bowls (6,50€), apresentados sem falhas e com flores comestíveis, de frutos silvestres, cacau, detox com espinafres e spirulina ou de açaí, nem as panquecas (6€), altas e fofas e servidas ora com gelado artesanal de oreo e creme de banana com manteiga de amendoim ou nutella ou na versão salgada, com bacon, ovo e queijo cheddar.

A sangria Zenith é a primeira recomendação para acompanhar tudo isto, feita com espumante, manga e morangos em copo de gin (7€) ou em jarros de litro (16€). Mas a lista tem mojitos com melancia e morango (7€), bellini com sorbet de morango (6€), caipirinhas (6,50€) ou mimosas (5€) – das 17.00 às 19.00 há happy hour de cocktails, com duas destas bebidas a 10€.

Têm ainda cafés de especialidade, 100% arábica do Brasil e da Guatemala, que utilizam em expressos (1€), cappucinos (2,5€), caramel lattes (2,5€) ou mochas (2,5€). E servem ainda lattes com superalimentos, como o de curcuma (4€) ou o de beterraba (3,50€).

 

 

 

O espaço tem dois pisos com mesas comunitárias ou individuais
Fotografia: Arlindo Camacho

 

 

“Acho que 90% das pessoas que nos visitam, antes de comerem, tiram fotografias”, diz Fernando Sá, reconhecendo que hoje a apresentação do prato conta tanto quanto o sabor e que trabalham também para isso. O próprio espaço foi pensado para ficar bem nas fotos – é um género de loft nova-iorquino, de estilo industrial, projectado pela arquitecta Ana Matias. À porta tem um bonito sofá verde e uma mesa de madeira, o balcão é em metal dourado e as restantes mesas são em madeira, comunitárias ou individuais, divididas por dois pisos.

Nesta fase inicial, o Zenith fecha portas às 19.00 mas no futuro ponderam alargar o horário até mais tarde, de forma a servir jantares e reforçar a vertente bar. Quanto a reservas, só para grupos de 12-14 pessoas.

Rua do Telhal, 4 (Avenida). Seg-Dom 09.00-19.00.

+ Os melhores brunches em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments