1 Gostar
Guardar

18 brunches a não perder em Lisboa

Aproveite o fim-de-semana com o nosso guia para os melhores brunches de Lisboa

Fotografia: Arlindo Camacho

Irmão mais velho do pequeno-almoço, primo direito do buffet de hotel ou filho bastardo do lanche ajantarado? A verdade é que o brunch foi adoptado pelos lisboetas que já não conseguem passar um domingo sem este pós-pequeno-almoço ou pré-jantar. 

Brunches de Lisboa - clássicos

Café com Calma

13€ adultos, 8€ crianças

Se é verdade que o brunch é um dos Quatro Cavaleiros da Gentrificação (a par da expressão “gourmet”, das hamburguerias artesanais e do gin tónico servido em aquário), então a zona de Marvila está prestes a tornar-se o sítio da moda. O Café com Calma colocou recentemente o bairro no roteiro do brunch lisboeta com uma oferta original: mini-hambúrgueres, ovos mexidos com espargos, croissants, iogurte, bolo caseiro e muito mais. Há uma opção vegetariana e outra para crianças.

Marvila

Choupana Caffe

14,50€ por pessoa

O brunch que veio mostrar-nos que há vida na Avenida da República para além da Versailles é um dos mais procurados ao fim-de-semana. A fila justifica-se com um brunch farto e em conta: por 14,50€ chega-nos à mesa um brunch clássico com um extra à escolha (salmão fumado, presunto com melão ou fruta e selecção de queijos) ao qual se pode juntar ainda panquecas com Nutella (3,50€) ou um bagel com ovos mexidos (3,50€).

Avenidas Novas

La Boulangerie

15€ dentro, 18€ na esplanada

O cheiro dos croissants acabados de fazer só consegue ser superado pelo sabor dos croissants acabados de morder. A boulangerie das Janelas Verdes tem os melhores exemplares desta especialidade francesa no seu brunch, aos quais se juntam ovos mexidos, um cesto de pão, compotas caseiras, Nutella e uma tábua de frios com queijos, enchidos e outros ingredientes para fazer do seu croissant uma croissandes.

Estrela/Lapa/Santos

Tartine

14€

No menu da Tartine está tudo o que precisa para fazer o brunch perfeito: sumos naturais, capuccinos e chocolate quente, sete tipos de ovos diferentes incluindo ovos royal e ovos florentine, torradas (vêm em palitos!), panquecas, waffles, croissants e iogurtes. Mas também há menu de brunch para quem não quer o sistema faça-você-mesmo. Traz um cesto de pão, acompanhamentos, uma bebida quente, sumo natural, granola com iogurte bio, leite ou soja e a escolha entre um brioche, pain au chocolat ou croissant. Os ovos pedem-se à parte.

Chiado

Brunches de Lisboa - de luxo

Pestana Palace

35€ por pessoa, 17,50€ crianças dos 8 aos 14, até aos 7 não pagam

O “brunch palaciano” do Pestana Palace coloca-nos perante inesperados dilemas: “Devo levar o sashimi e o queijo da Serra?”, “faz sentido um prato de ostras com um croissant e ovos Benedict?”. A variedade pode tolher-nos o bom senso, mas a piada está em provar um pouco de tudo – fazer como Noé, que conseguiu juntar toda a fauna do planeta numa arca. O zapping gastronómico é da responsabilidade do chef Pedro Inglês Marques, conta com sobremesas do chef pâtissier Francisco Pavia e bebidas do mixologista Rui Marques. A banda sonora das suas inquietações – “mais sushi ou um mil-folhas?” – é tocada ao vivo por um pianista. A entrada no brunch permite visitar os salões, jardins e piscina deste hotel classificado como Monumento Nacional, o antigo Palácio Vale Flor. Bom para desmoer e pensar nas suas escolhas de vida: “devia ou não ter guardado espaço para os éclairs?”.

Alcântara

Brunch Brasserie Flo

39€ por pessoa (19,50€ para crianças até aos 12, grátis até aos 6)

É o brunch com mais pratos em francês ou não fosse a Brasserie Flo inspirada nas suas congéneres gaulesas. Há bisque de lavagante, vol-au-vent de camarão, quiche Lorraine, chausson de frango, crème brûlée de queijo chévre, mousse de foie com compota de cebola roxa e muito mais (como está esse sotaque?). Ao buffet de frios juntam-se os pratos quentes à la carte e tudo acaba com um trólei de sobremesas com éclairs, tiramisù, crepes com Nutella e uma fonte de chocolate com espetadas de fruta, gomas e marshmallows. Esta última sobremesa indica-nos que as crianças são bem-vindas. São mesmo. Há um menu para garotos com folhados de salsicha, mini-hambúrgueres e batatas chips.

Avenida da Liberdade

Bica do Sapato

25€ por pessoa, crianças pagam metade

A neura de domingo pode ser combatida de várias formas, mas o brunch parece ser uma das mais eficazes. O restaurante Bica do Sapato tem um buffet saca-neuras de méritos reconhecidos e uma vista para o rio que vai ajudá-lo a encarar a semana que aí vem com outros olhos. Se os ceviches e carpaccios não curarem o seu mau humor, as sobremesas tratam do resto. Não garantimos que passe a adorar as segundas-feiras, mas ajuda.

São Vicente 
Cafetaria Mensagem (Altis Belém)

Cafetaria Mensagem (Altis Belém)

35€ por pessoa. 17,50€ para crianças dos 6 aos 12. Grátis até aos 5

É um dos mais antigos brunches da cidade e tem uma vista privilegiada sobre o rio. A sala interior está sempre cheia e você também vai ficar depois de provar os wraps, o sushi, as mini-pizzas ou qualquer uma das outras especialidades de um buffet que consegue deixar felizes gregos e troianos. O brunch está sempre naquele limbo entre o pequeno-almoço e o almoço e a oferta da Cafetaria Mensagem faz-nos acreditar que estamos perante um brunch almoçarista: muitos pratos quentes, diferentes todas as semanas, como cachaço confitado ou ensopado de borrego.

Restaurante Varanda (Ritz Four Seasons)

Restaurante Varanda (Ritz Four Seasons)

46€ por pessoa (sem bebidas). Crianças até aos 7 não pagam. Dos 8 aos 14 pagam 23€

O brunch é uma das melhores maneiras de sentir as vantagens de estar no topo da cadeia alimentar. E isso é particularmente evidente no brunch de domingo do Restaurante Varanda do Hotel Ritz Four Seasons. Não só pela grande celebração da dieta omnívora (do sushi ao lombo de vitelão, dos nacos de parmesão ao favo de mel, da Nutella caseira aos mil-folhas crocantes), como pelo luxo que se espera do brunch mais caro da cidade, idealizado pelo chef Pascal Meynard. Para além do buffet distribuído por três mesas há uma estação de cozinha ao vivo para crepes, waffles e ovos (e sim, há ovos Benedict), uma estação de marisco com mexilhões, ceviche e sushi e uma estação de ostras. Há ainda uma ilha de sobremesas para a qual gostaríamos de emigrar: os doces do chef pasteleiro Fabian Nguyen, do simples arroz doce às exuberantes tartelettes de framboesa, são um desafio ao nosso autocontrolo e fazem-nos lamentar não ter um segundo estômago. 

Brunches de Lisboa - alternativos

Las Ficheras

A partir de 6,50€

Onde estão as torradas? O que fizeram ao bacon? Para onde levaram os meus croissants? Não entre em pânico, está perante um brunch mexicano. O Las Ficheras tem no menu estes belíssimos huevos divorciados (7,50€), dois ovos estrelados com salsa roja, salsa verde e frijoles refritos. Os ovos divorciados são observados de perto por umas tortilhas de milho e podem ser acompanhados por uma taça de fruta com iogurte e agave (6,50€). No menu há outro prato de ovos, os revueltos com chille y chorizo, ovos mexidos com linguiça e tiras de pimentos morrones (7,80€).

Cais do Sodré

Kaffeehaus

A partir de 8,60€

Quem está à espera do típico buffet de hotel em esteróides vai apanhar uma desilusão. O brunch do Kaffeehaus é à la carte, com quatro opções de combinados, como o Wir Sind Kaiser, salsicha tipo Viena com molho de guisado à moda de Salzburgo, ovos mexidos, pão e manteiga. Todos os fins-de-semana há um brunch do dia diferente escrito num quadro de ardósia e quatro opções de ovos. Muesli com frutas frescas, iogurte e mel também está disponível para alimentar o blogger que vive em cada um de nós.

Chiado

Museu do Oriente

20€ adultos, 10€ crianças

É o brunch que está nas bocas do mundo e as razões estão à vista – e uma delas é a vista para o Tejo. Ao buffet pantagruélico, a um preço competitivo, juntam-se os pratos asiáticos inéditos nestas andanças do brunch: yakisoba de camarão, caril de gambas, espetadas yakitory de frango e salmão teriaky são apenas alguns exemplos. Se não está para modernices, pode ficar tranquilo porque continua a haver todos os clássicos do brunch e uma extensa lista de sobremesas. Quem levar crianças pode comer em paz porque há um kids corner para entreter a pequenada. Importante: reservar com antecedência.

Estrela/Lapa/Santos

Pois, Café

A partir de 5,50€

Ao entrar no Pois, Café temos vontade de nos descalçar para não sujar a casa dos nossos anfitriões. Isto porque este café perto da Sé tem um ambiente tão familiar que nos sentimos mais convidados do que clientes. Se conseguir lugar num sofá ou numa das mesas compridas peça um brunch vital com sumo, salada de frutas, iogurte e cereais. Há outros dois brunches à escolha, o da casa, mais convencional, e o egg brunch com dois ovos estrelados. O Pois, Café tem livros e brinquedos para a garotada gastar energias enquanto os pais as repõem.

Santa Maria Maior

Royale Café

7,95€ só prato ou 13,50€ menu completo

Esqueça as mesas de frios, os rechauds e as terrinas. Este brunch é à la carte e tem dois pratos à escolha. A bola recheada com ovo escalfado, tomate, coentros, farinheira polvilhada com queijo de São Jorge e acompanhada por uma salada aromática. Ou o folhado misto com mozarela, fiambre, queijo flamengo, bacon e tomate, acompanhado por uma salada com pesto de salsa. A cada uma destas opções acresce um iogurte com frutos vermelhos, sumo, bolo e café. Para acompanhar peça uma mimosa (3,35€), o famoso cocktail de brunch (ver Sexo e a Cidade), que ainda é muito difícil de encontrar em Lisboa.

Chiado

Wish Slow Coffee House

Escolha dos críticos

A partir de 7€

A cafetaria da Lx Factory é famosa pelas poffertjes, umas indizíveis minipanquecas holandesas. Essas delícias feitas à base de açúcar e consoantes estão incluídas no menu Brunch Mini (7€ ) que leva ainda iogurte, uma pizza muffin, pão, croissant, manteiga, Nutella, queijo e fiambre, sumo de laranja ou leite. O brunch Ibérico (24€, duas pessoas) é capaz de alimentar uma península e inclui uma tábua de queijos e enchidos, sopa e café latte.

Alcântara

Brunches de Lisboa - económicos

A Luz Ideal

7€ ou 10€

No café mais bonito de Benfica não se diz brunch, mas sim uma louvável tentativa de tradução para português: Grande Pequeno Almoço. Antes de pedir o seu vai ter de responder à difícil questão: doce ou salgado? Na sua versão doce (7€) o Grande Pequeno Almoço traz-lhe para a mesa chá, meia de leite ou café americano, um sumo, uma torrada, uma fatia de bolo e um iogurte com granola e fruta. Na variante salgado (10€) há as mesmas bebidas a acompanhar ovos mexidos com torrada, uma tiborna e requeijão com doce. A Luz Ideal também arranja cestos de piquenique e encaminha os clientes para o Parque Bensaúde, ali perto.

Sete Rios/Praça de Espanha

Brick Cafe Lisboa

A partir de 6,80€

Ainda não há em Lisboa um café tipo Friends, com sofás e mesas espaçosas onde os amigos se juntam ao final do dia. Mas o Brick tem aquela mistura de conforto e familiaridade que sempre invejámos no café de Joey, Rachel e companhia. Para o brunch há dois menus, o mini-brick (6,80€) e o brick (11,95€). Este último inclui um sumo de laranja natural, galão, capuccino, pão, croissants, carnes frias, queijo e salmão fumado, ovos mexidos, bacon, peixinhos da horta, manteiga, salada e salame de chocolate.

Lisboa

Leitaria Lisboa

12€ (duas pessoas)

É o brunch mais em conta da nossa lista. Por 12€ chega-lhe à mesa um brunch que chega para dois, com um par de croissants, duas variedades de pão, dois iogurtes, compota, requeijão, manteiga de ervas, dois capuccinos ou dois chás quentes e dois sumos de laranja. Se quiser a bola de Berlim recheada na hora tem de pedir à parte (1,30€) tal como as queijadas ou o bolo de iogurte, as outras especialidades da casa. A Leitaria Lisboa tem ainda a particularidade de servir brunch todo o dia a qualquer dia da semana.

Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Também lhe pode interessar

Os melhores cafés de Lisboa

Seja para tomar o pequeno-almoço, lanchar com a família ou encontrar amigos, ir ao café é um hábito bem português. Estes são os lugares que não dispensamos na hora da bica.

Por Editores da Time Out Lisboa

Comentários

0 comments