Global icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os mais famosos croissants do Porto estão em Alvalade
Notícias / Comida

Os mais famosos croissants do Porto estão em Alvalade

Fermenta
Manuel Manso

A nova pastelaria e padaria no Bairro de São Miguel, em Alvalade, chama-se Fermenta e concedeu o desejo a muitos lisboetas e portuenses desterrados: trouxe os mais famosos croissants do Porto, da Padaria Ribeiro, para Lisboa. Mas não só.

O projecto é de Bárbara Teles, que depois de muitos anos a trabalhar no outro lado do mundo da restauração, decidiu aventurar-se num projecto próprio, no final de Novembro, em Lisboa, numa zona essencialmente residencial. A Fermenta é um café, pastelaria e padaria com uma série de parcerias bem conseguidas – uma delas é com a Padaria Ribeiro, na Baixa do Porto, cujos croissants amanteigados são bem conhecidos. 

Manuel Manso

O cheirinho assim que se entra neste espaço luminoso em Alvalade deixa qualquer um de água na boca. A massa dos croissants é feita numa central de produção na periferia da cidade do Porto e no momento em que esta está feita, entra em abatimento de temperatura, e o processo que ocorre a partir daqui é importante para se entender a autenticidade do produto. Dentro do abatedor, o produto desce a temperaturas negativas. “Abate a fermentação, abate a perda de características. Permanece nesse frio negativo o tempo suficiente para ser transportado para as diferentes unidades”, explica. Chegada a Lisboa, a massa entra numa estufa, começa a levedar e só depois é cozida no forno à vista dos clientes e pincelada com uma calda com muitos ingredientes (além do açúcar e água tem maçã e vinho do Porto) que lhes dá mais sabor e um brilhante muito apetecível.

 

Croissant recheado com doce de ovos e amêndoa
Fotografia: Manuel Manso

 

Além destes croissants simples (1,40€), há as versões recheadas com chocolate ou de doce de ovos e amêndoa (1,80€). Como resultado da parceria vieram também os salgados, entre os quais os croquetes de vitela. Na lista de salgados da casa, com uma vitrine sempre bem composta, estão ainda as empadas (de camarão, galinha, vitela ou vegetais), as chamuças, coxinhas de frango ou a bôla de enchidos (o melhor é encomendar, porque a meio do dia já esgotou).

A vertente de padaria também está bem servida, com o pão da Gleba e uma oferta variada de pães com pouco trigo. Há bolinhas de farinha de beterraba com frutos vermelhos secos, com um “travo adocicado”, descreve Bárbara; outras com farinha de chia, com pão muesli, completamente recheado com muesli, e ainda pão de soja com noz.

Há também pastéis de nata e uma gama de bolos à fatia que vai variando. Tudo para beber com o café da marca italiana Vergnano ou bebidas quentes reconfortantes na esplanada verde-água ou no interior, com uma das revistas expostas. “Somos apologistas da slow food”, reforça Bárbara, e a ideia é deixar-se ficar.

Rua António Ferreira, 5 (Alvalade). Ter-Sex 08.00-19.30, Sáb 09.30-18.00, Dom 09.30-13.00.

+ Onze pastelarias com fabrico próprio em Lisboa

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments