Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os novos cocktails no Boa Bao são uma viagem
Notícias / Bebida

Os novos cocktails no Boa Bao são uma viagem

Boa Bao
Fotografia: Manuel Manso O restaurante fica no Chiado

Não precisa de vistos nem de ter o passaporte em dia para andar por países exóticos. A nova carta de cocktails do Boa Bao resolve o assunto.

Mais um Verão e mais um ano sem ir à Tailândia. Nem ao Cambodja. Nem ao Laos. Enquanto conta os dias para as férias de Verão no Algarve, nada como sonhar com outras paragens ao balcão do Boa-Bao, no Chiado.

O restaurante/bar que abriu há dois anos em Lisboa tem desde o ano passado um irmão mais novo no Porto que acabou de celebrar um ano de vida. As duas casas, com o mesmo conceito, ganharam este Verão uma nova carta de cocktails, com 14 bebidas totalmente novas.

A carta, em formato de passaporte, “divide-se em quatro capítulos”, explica- -nos David Rodrigues, o head bartender. “É a terceira carta que temos, sempre com uma preocupação de ligação ao restaurante”, conta. “Temos bebidas mais refrescantes, para quem quiser fugir ao vinho e cerveja e continuar com os cocktails [durante a refeição].”

O primeiro capítulo deste passaporte, “igual para todos os Boa-Bao”, sublinha David, é o “Same Same But Different”, de clássicos com um twist e “inspiração em ingredientes específicos e junções de sabor”. Por exemplo, rum misturado com ingredientes da sopa picante tailandesa tom yum kung (o Yum Fizz, 9€), ou uma versão do Moscow Mule com matcha e toranja (o Canton Mule, 9,5€).

Há um capítulo dedicado a quem gosta de arriscar novos sabores, o “Let’s Be Adventurers”, com cocktails como o o Insane In The Brain, 10€, servido numa cabeça de macaco e que é “uma explosão sensorial à base de whisky e mezcal”.

Há outra secção, “Kintsugi”, inspirada “na arte de renovação japonesa”, explica David, em que se reaproveitam ingredientes (por exemplo partes do ananás) para preparar novos cocktails, como o Rinjani Hike (9€).

A viagem continua até à Indonésia com os mocktails Sama-Sama, uma homenagem “ao estilo de vida saudável de Bali”, continua David, “onde as pessoas têm muito cuidado com o que comem e com o que bebem”. Por exemplo, o Taking The Cure (7€), bom para quem está a pensar começar um detox, com papaia, sementes de papaia e leite de coco.

Além da carta, que deverá manter-se por um ano, o Boa-Bao tem também menus de bebidas temporárias, os Visas. “Achámos que poderíamos fazer uma viagem ao longo do ano e ter um viajante, um backpacker, que agora está no Japão e que a seguir vai para a Coreia”, conta David.

Durante este período do Visa, que no bar dura cerca de dois meses, vão servir-se pelo menos dois cocktails e bebidas típicas do país “visado”.

Largo Rafael Bordalo Pinheiro, 30 (Chiado). Seg-Qui e Dom 12.00-23.00, Sex-Sáb 12.00-00.30

+ Os bares mais bonitos em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

1 comments
Miguel V

Muito fixe. Não vejo a hora de mandar umas bolas de medronho abaixo só para assentar uma “feijoadita”.