A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Os principais lançamentos da Bandai Namco para 2018

Por
Luis Filipe Rodrigues
Publicidade

De ‘Dragon Ball FighterZ’ a ‘Soulcalibur VI’, passando por ‘Ni No Kuni II’ e ‘Code Vein’, o 2018 da Bandai Namco promete. Fomos a Paris experimentar os próximos jogos da empresa japonesa e estes quatro destacaram-se.

DRAGON BALL FIGHTERZ

Na história da animação e banda desenhada japonesa nenhuma série se compara a Dragon Ball. Criada por Akira Toriyama, em 1984 e transposta para a televisão pela primeira vez em 1986, é um fenómeno verdadeiramente global, que esteve na base de largas dezenas de videojogos, de qualidade variável. O novo Dragon Ball FighterZ, no entanto, tem tudo para ser um dos melhores jogos a que a série já deu o nome. Isso já era aparente quando experimentámos uma versão algo primitiva há uns meses, na E3, e o contacto com um código (quase?) final veio confirmar as suspeitas iniciais. É um jogo de luta de corte clássico, mecanicamente simples, mas sistemicamente complexo, com personagens de Dragon Ball Z e Dragon Ball Super. Vai fazer as delícias dos fãs da saga. E não só. à PC, PlayStation 4 e Xbox One.

26 de Janeiro de 2018.

NI NO KUNI II: REVENANT KINGDOM

Lançado em 2011 no Japão e no início de 2013 no resto do mundo, Ni no Kuni: Wrath of the White Witch é um dos melhores RPG japoneses da PlayStation 3. Produzido pela Level-5, em parceria com o Studio Ghibli, reflectia as identidades das duas empresas. Sobretudo do Studio Ghibli, não só na direcção de arte, como na própria história. Ni No Kuni II: Revenant Kingom vai ser inevitavelmente diferente. Que mais não seja porque o Studio Ghibli não está envolvido no projecto, ainda que o desenhador Yoshiyuki Momose e o compositor Joe Hisaishi estejam de volta. Por outro lado, os combates têm uma estrutura diferente, e a transição entre os vários momentos parece menos harmoniosa, com diferentes identidades gráficas e formas de jogo. à PC e PlayStation 4.

23 de Março de 2018.

CODE VEIN

A influência da série Dark Souls de Hidetaka Miyazaki paira sobre cada vez mais RPG japoneses. Sobretudo quando colocam o ênfase na acção, como é o caso de Code Vein, que será editado pela Bandai Namco em 2018. Pelo que já vimos e jogámos, não só partilha algumas ideias e mecânicas com aqueles títulos, como será difícil, meticuloso e complexo, mas recompensador. E graficamente tem óptimo aspecto, com uma estética inspirada na animação japonesa mais tradicional. Só ainda não se sabe grande coisa sobre a história, mas segundo o produtor, Keita Iizuka, a acção decorre num futuro pós- -apocalíptico em que vampiros se debatem com a escassez de recursos, ou seja, de sangue humano. à PC, PlayStation 4 e Xbox One.

2018

SOULCALIBUR VI

O novo Soulcalibur VI carrega o peso da história. Revelado a 7 de Dezembro, durante os Game Awards, será o primeiro capítulo da histórica série de luta com armas brancas da Bandai Namco em mais de seis anos. Aparentemente, a empresa japonesa estava quase a desistir da franquia, até que o produtor Motohiro Okubo, que também trabalhou em Tekken 7, decidiu recuperá-la. E em boa hora o fez, a julgar pela versão ainda algo rudimentar do código de jogo mostrada à imprensa em Paris. Sente-se um desejo genuíno de reconquistar os jogadores ocasionais que durante anos foram o público-alvo deste género. Com mecânicas simples e acessíveis e uma história que regressa aos primeiros anos da saga. à PC, PlayStation 4 e Xbox One.

2018

A Time Out viajou a convite da Bandai Namco.

+ Os melhores jogos de 2017

Últimas notícias

    Publicidade